Que última rodada na MLB!

08:17 Net Esportes 0 Comments

Boston Red Sox eliminado Tamba Bay Rays wild card playoffs 2011 BravesAlém dos Estados Unidos os admiradores estão em países da América Central ou do Oriente como o Japão, por exemplo. As partidas com três horas ou mais de duração, a difícil compreensão do jogo e principalmente o não conhecimento da história desse esporte fascinante, das místicas que o envolve e de sua pura essência fazem muitos não gostarem dele, mas o beisebol é extremamente interessante. Em uma temporada regular se jogam nada a menos do que 162 vezes, se joga praticamente todos os dias no beisebol da MLB. Para que jogar tanto? E por que não jogar? Três classificados de cada Conferência foram definidos por antecipação, só que ainda restava uma vaga para cada lado, com dois times em cada Conferência literalmente empatados e quase forçando um jogo extra.

Parece até incrível, mas é verdade e tem acontecido muito nos últimos anos. Se joga 162 vezes na temporada regular e ainda conseguem terminar empatados a ponto da necessidade de um duelo a mais entre ambos para definir o classificado. Na Liga Americana estavam exatamente com a mesma campanha o Boston Red Sox e o Tamba Bay Rays, que além de tudo ainda são da mesma Divisão que já tinha o New York Yankees classificado. Já na Liga Nacional quem tinha números iguais era o Atlanta Braves e o St. Louis Cardinals. Todos sonhando com a última vaga, a chamada vaga de Wild Card, fazendo de tudo para vencer e quem sabe ver um tropeço do rival, igual campeonato de pontos corridos, com rivalidades históricas em jogo e até aquela história de corpo mole e tudo mais. Que última rodada foi essa na MLB!

O Red Sox enfrentou o Baltimore Orioles, que era o pior time de sua Divisão. Mas o Boston Red Sox conseguiu no mês de setembro um dos maiores colapsos não só de sua história como de toda a história da MLB, perdeu uma vantagem incrível, perdeu muitos jogos neste mês e perdeu a chance de ir aos playoffs com um time teoricamente muito forte pelas contratações que fez no começo do ano. A equipe estava vencendo o último duelo por 3 a 2, até a hora que começou a chover, forçando a paralisação do jogo, adiando a angústia por mais alguma tempo e quem pode suportar tanto sofrimento assim? Na volta o pior aconteceu, o rival atuando em casa virou o placar, fechou o jogo em 4 a 3 e só restava uma esperança: ver o Rays perder, diante do rival histórico New York Yankees.

Red Sox depender do Yankees é como se o Flamengo precisasse do Fluminense ou se o Grêmio fosse obrigado a torcer pelo Internacional. É impossível pensar que o Yankees iria vencer o jogo para ajudar o Boston Red Sox, mas eles estva vencendo, e por 7 a 0, uma verdadeira 'goleada' no beisebol. Se fosse futebol estaria tudo certo, mas é beisebol, é um esporte incrível que poucos tem o prazer de acompanhar, um jogo só acaba quando termina. E o Rays sabendo disse anotou seis corridas, empatou na nona entrada e deu início a uma maratona noite afora. Não da para pensar que o Yankees entregou o jogo em 12 entradas, mesmo que estivesse vencendo por 7 a 0. Doze entradas e a glória alcançada, 8 a 7, vaga garantida, sem precisar de jogo extra.

Na Liga Nacional o drama seguiu com os mesmo acordes. O Atlanta Baves vencia o Philadelphia Phillies, mas acabou sofrendo a virada no placar. A melhor equipe do ano alcançou um recorde de 102 vitórias na temporada reglar, e de quebra ainda ajudou o Cardinals, que por sua vez massacrou o Houston por 8 a 0 e passou direto para os playoffs. 162 jogos e duas vagas sendo garantidas apenas na última rodada, o beisebol é mesmo fascinante, é incrível, inesperado, grandioso e surpreendente. O Boston sofre o maior colapso de sua história e o Rays consegue aquilo que nem sonhava no começo do mês, a tão cobiçada vaga nos playoffs. A MLB entra agora em outra fase, tão importante como a interminável época que acabou, rumo à World Series, todos querem ser campeões do mundo. (Foto: Greg Fiume/Getty Images)

0 comentários: