O dia que o Brasil caiu no Pan

14:50 Net Esportes 1 Comments

Jogos Pan Americanos Guadalajar 2011Às vezes a força da gravidade provoca quedas, e cair nunca é fácil. Cair de bumbum no chão, literalmente como as meninas da ginástica artística. Ver o sarrafo cair na hora do salto em altura, sobrou tristeza para Fabiana Murer. O handebol masculino estava de pé, mas caiu na catimba argentina e perdeu o ouro. Já o basquete feminino acabou dando um grande vexame, sendo superado pela frágil equipe de Porto Rico por 69 a 68, apenas um ponto e as jogadoras caíram em lágrimas após o resultado desastroso. No quadro geral de medalhas a segunda colocação é mantida com sobras, porém esta segunda-feira ficará marcada como o dia em que o Brasil simplesmente caiu no Pan de Guadalajara 2011.

Na competição do salto com vara quem caiu também foi a noite no México. Parecia até a disputa olímpica de Pequim 2008, mas o público que resistia nas arquibancadas do estádio não foram tão valentes como os chineses que aguardaram até o último minuto para ver Yelena Isinbayeva quebrar o recorde mundial. Quem ficou, no entanto, acabou testemunhando a quebra do recorde Pan-Americano, ele caiu, ou melhor, subiu para a marca de 4,75 metros. Poderia ter sido a campeã mundial a fazer isso, afinal a antiga marca conseguida no Pan do Rio em 2007 era dela, mas Fabiana Murer viu cair o sarrafo mais vezes do que devia, saltou apenas 4,70 e quem comemorou a medalha de ouro caindo em alegria foi a cubana Yarisley Silva, de apenas 24 anos, grande promessa para Londres 2012.

E por falar em Londres 2012, quem provavelmente não estará lá é o time masculino de handebol, cujas esperanças de classificação ficaram para Pré-Olímpico Mundial, em abril, na Suécia. Tudo porque o tricampeonato não veio, tudo porque os brasileiros terminaram a competição atrás dos argentinos pela primeira vez em toda a história. Tudo porque eles caíram na catimba dos hermanos e acabaram vendo seu jogo cair de produção, sofrendo a virada no placar no final do primeiro tempo e não conseguindo retomar a frente nunca mais. O drama não foi exclusivo, o mesmo aconteceu na ginástica artística, com a equipe brasileira não conseguindo subir ao pódio pela primeira vez desde os Jogos de Mar del Plata em 1995.

Faltou planejamento, algo que segundo Daiane dos Santos deverá ser mais priorizado para Londres 2012. Um planejamento que a equipe feminina de basquete também precisa fazer e de forma urgente. As meninas do Brasil, que agora terão que lutar pelo bronze, viram tudo dar errado no duelo da semifinal contra Porto Rico. A defesa se encheu de faltas, o ataque errou muito e não conseguia pontuar, e se não bastasse o técnico Ênio Vecchi ainda tirou de quadra Iziane, a principal cestinha do Brasil no Pan. O resultado acabou sendo a queda, a queda do basquete feminino como a queda do handebol masculino, das meninas da ginástica e de Fabiana, a queda do Brasil, em um dia que o país tinha tudo programado para subir tanto quanto o anterior, que havia sido tão bom quanto a campanha brasileira de forma geral até aqui. (Foto: Jefferson Bernardes/Vipcomn)

1 comentários:

Ron Groo disse...

O mais impressionante foi o basquete feminino... Hortensia não poupou criticas cavalares.
Foi realmente feio.