McLaren sem o "degrau" no bico

11:17 Net Esportes 2 Comments

Depois da Caterham, a antiga Lotus verde, apresentar seu novo modelo "feio" para a temporada da Fórmula 1 de 2012, chegou a hora de ver um carro "bonito" encantar os olhos dos amantes da categoria máxima do automobilismo. A FIA, como todos já devem ter percebido a muitos anos, odeia o domínio total de uma só equipe e adora fazer proibições e criar novas regras. Dois anos seguidos vendo apenas a Red Bull se dar bem foi o bastante. Aconteceu com a Williams de 1992 e 1993 e a Brawn de 2009, mas não com a Benetton de 1994 e 1995. Quando acontece de forma clandestina envolvendo Briatore e Schumacher está valendo. Assim 2012 pode ser completamente diferente do que foi 2011. Pode não haver o domínio de uma equipe. Pode haver e não haver um "degrau" no bico dianteiro do carro.

A Caterham apostou no degrau e também em um verde bem esquisito. A McLaren preferiu mudar apenas a lateral um pouco, levantar os espelhos e ver Lewis Hamilton fazer graça - "Felipe vai ficar feliz", além de não colocar "degrau" no bico e aparentemente não encontrar soluções para aproveitar os difusores em busca de aerodinâmica. E são justamente essas novas regras para a parte de trás do carro, onde o difusor soprado foi poíbido e os escapamentos agora foram parar acima da carenagem traseira, que realmente farão diferença. Bem mais do que a regra de baixar o bico para evitar acidentes com a cabeça de outros pilotos em outros carros que decorrerão na criação do tal "degrau". Mas será que isso irá impedir os gênios de encontrar soluções e alternativas?

McLaren hoje. Ferrari e Red Bull nos próximos dias antes que sejam iniciados os testes em Jerez dela Frontera. Quem virá com "degrau" e quem não virá? Quem terá encontado uma forma de aproveitar os gases em busca de mais aerodinâmica no carro? Fora do assoalho e não podendo mais serem curvados, talvez a solução seja aproveitá-los no aerofólio traseiro, sendo o problema apenas descobrir como fazer isso. E talvez por isso a Mercedes vai demorar muito para apresentar o novo modelo de 2012, com ou sem "degrau", mas com alguma solução caseira como a encontrada em 2009 por Ross Branw na Brawn! Pelo menos até a FIA dar um jeito de 'encrencar' ou até o dia que todas as outras equipes descobrirem e simplesmente copiarem a grande idéia. Quando talvez seja tarde demais, e isso é o que Adrian Newey espera que aconteça.

A mente brilhante da Fórmula 1. O gênio da engenharia. Adrian Newey é conhecido por seus grandes projetos aerodinâmicos, carros vencedores, mas ele testa muito, erra muito antes de acertar e consequentemente gasta enormes quantias de dinheiro durante esse período. A Red Bull com dois títulos seguidos de pilotos e construtores tem essa grana toda para gastar nos tuneis de vento, restando apenas saber se esse dinheiro será bem gasto e trará uma boa solução para o novo problema (conhecido como nova regra). A busca por mais aerodinâmica que traz mais velocidade, essa é a atual Fórmula 1, onde se busca aerodinâmica até no posicionamento das câmeras de TV onboard. O piloto continua sendo muito importante, mas a tecnologia que deixou Ayrton Senna tão triste em 1992 fala mais alto e faz efeito. Feio ou bonito, com degrau ou sem degrau, ganhará quem tiver o melhor projeto. (Foto: Getty Images)

2 comentários:

Marcelonso disse...

Felizmente não seguiram a terrivel tendencia inaugurada pela Caterham.

Penso que se existe uma máquina que possa incomodar a Red Bull é essa...

Mas lá no fundo, sei que será mais uma passeio de Vettel em 2012.


abs

Ron Groo disse...

Disseram que vinham com uma revolução... Claro, tão revolucionário quanto uma banana.