Knicks in free fall, goodbye happiness

10:49 Net Esportes 2 Comments

Knicks Jeremy LinBoston Celtics, Dallas Mavericks, San Antonio Spurs e Chicago Bulls. Todos grandes times que estão fazendo uma boa temporada na NBA. Milwaukee Bucks, um rival de conferência que não vai muito bem, mas também não vai tão mal assim e, Philadelphia 76ers, que mesmo longe dos áureos tempos de Allen Iverson está fazendo uma campanha bem interessante. On the road, on the road, on the road. O New York Knicks passou o mês de março quase todo na estrada, só jogou uma vez no Madison Square Garden, perto de sua torcida, no seu próprio palco de ilusões perdidas. Apenas um jogo em casa neste mês e o mesmo resultado dos jogos fora de casa. A derrota, a tristeza, o Knicks em queda livre diz adeus à felicidade. O que acontece de fato em Nova York?

Seis jogos e seis derrotas. O New York Knicks de Carmelo Anthony, Amar'e Stoudemire e Jeremy Lin não conseguiu nem ao menos uma vitória no mês de março, nem quando jogou em sua própria arena. Não que o Philadelphia 76ers não tenha merecido vencer um Knicks que em março perde para todo mundo só porque jogou em Nova York, mas na temporada 2010 quando o Knicks enfrentou o 76ers no dia 19 de março jogando em casa e sem qualquer chance de ir aos playoffs, conseguiu vencer de forma digna após um apoio incrível da torcida que lotou o Madison Square Garden naquela ocasião. Naquele dia a empolgação era tão grande quanto fora no mês passado, na época da "Linsanity", quando o Knicks vencia a maioria dos jogos e quando parecia que tudo estava perfeito.

Não só parece difícil de acreditar como é complicadíssimo de entender. O Knicks entrou em quada livre justamente após o retorno do seu principal jogador. Antes de Carmelo Anthony se recuperar da lesão que sofreu a equipe tinha oito vitórias e apenas uma derrota. Foram sete vitória seguidas, o surgimento de Jeremy Lin e uma reviravolta espetacular que inclusive colocava a equipe de volta à briga por uma vaga nos playoffs. Tudo até atingir os 50% de aproveitamento na temporada regular. Parece até um bloqueio que impede a equipe de ter mais vitórias do que derrotas. Anthony retornou e o time só venceu duas vezes desde então. São duas vitórias e dez derrotas com sua maior estrela em quadra. Isso é realmente inacreditável, era realmente o que todos temiam que pudesse acontecer quando imaginavam Anthony e Lin juntos na quadra.

Alguns dizem que Carmelo Anthony tem problemas com o técnico Mike D'Antoni. O jogador que saiu do Nuggets para alcançar a glória em Nova York exige garantias da saída do treinador na próxima temporada para permanecer com a camisa do Knicks. Outros acham que o problema é ele mesmo, querendo ser o centro das atenções, arremessando muito e errando mais do que devia. Alguns números mostram que o Knicks tem um aproveitamento melhor dos pontos quando Anthony está no banco. O Knicks já pensa em dispensar o jogador que lutou tanto para ter no ano passado, agora a equipe ganha muito dinheiro depois da explosão do fenômeno Lin. Eles ganhavam jogos quando era apenas Jeremy Lin também. Até outro dia os playoffs eram uma realidade que poderia se transformar até em título de Conferência. Hoje isso não acontece mais, porque o Knicks está em queda livre e deu adeus à felicidade. (Foto: Nick Laham/Getty Images)

2 comentários:

Patrick disse...

Vou torcer pro Chicago Bulls ser campeão!

Mas é só eu q acho meio chato a temporada regular ser tão long assim?

mesmo essa temporada q vai ser menor q as outras passadas...

Net Esportes disse...

@Patrick: Pelo tempo de temporada eu não sei se é maior ou menor que a de um campeonato de futebol de pontos corridos, mas acho que faz parte ....... o normal são 82 jogos .... no beisebol são 162 !!!