Nada se compara a um home openers

18:17 Net Esportes 0 Comments

O dia é de sol, lindo, brilhante e radiante como o doce sorriso de sua amada. A temperatura média está na casa dos 17ºC, com máximas de 21ºC. Acabou o inverno, acabou o frio, não existe qualquer chance de nevar como nos difíceis dias de dezembro ou janeiro. Pelas linhas laranja e verde do metrô, até a estação que para na porta do estádio, de carro, bicileta, à pé ou de ônibus, trem ou o famoso táxi amarelo. Qualquer opção é uma opção pra 49 mil e 386 apaixonados por beisebol, apaixonados pelo New York Yankees, moradores ou visitantes na Big Apple. Apenas mais um dos 162 jogos que o time fará na temporada regular, mas o primeiro em seu próprio lar, é especial, porque nada se compara a um home openers da MLB.

Jogar no meio de uma tarde linda de sol durante a semana, e com o estádio completamente lotado, não exste nada mais típico que isso do que a abertura da temporada para um time de beisebol. Pinturas no campo de jogo, "Opening Week", a semana de abertura, isso só acontece nos playoffs, na World Series. Encontrar um homem de patins na porta do Yankee Stadium com uma bola de basquete, melhor que isso só mesmo quando se depara com a cópa perfeita de Babe Ruth. Boné, charuto e aquela típica barriga avantajada, o cidadão não era só parecido com o lendário jogador como a cópia perfeita daquele que se não fosse o marketing poderia ser consederado por todos como o maior atleta do século passado. Não é todos os dias que se vê coisas assim, nem mesmo em Nova York, porque nada se compara a um home openers da MLB.

Enquanto Jeremy Jordan interpreta o hino americano, esse momento é sempre emocionante e nunca deve deixar de ser mencionado, vemos nas acomodações vip´s, aqueles assentos bem próximos ao gramado, ninguém menos que o prefeito da cidade Michael Bloomberg. Seria normal se não fosse o dia da abertura, mas não é um dia qualquer, por isso ao seu lado está Caco, o sapo, um dos mais engraçados muppets do seriado Vila Sésamo. E é exatamente por esse mesmo motivo que Willie Colon e Ben Roethlisberger também estão no campo, dois jogadores de futebol americano, e não são nem do Giants e nem do Jets, são do Pittsburgh Steelers. De casa só mesmo Jorge Posada, que se aposentou e não atua mais pelo Yankees, mas tem o provilégio de fazer o arremesso simbólico inicial. Homenagens assim só na abertura, porque nada se compara a um home openers da MLB.

Tudo é festa, tudo é encantador e bonito, mas temos que jogar, e não é um jogo qualquer. O adversário do primeiro jogo da temporada em casa, depois de já ter jogado seis vezes, é o grande temido Los Angeles Angels. Eles vieram do outro lado do país para tentar se recuperar das três derrotas que sofreram com apenas duas vitórias que conseguiram nesse ano até agora. Eles tem uma das maiores estrelas da atualidade, Albert Pujols, campeão do ano passado com o St. Louis Cardinals. O técnico é o velho Mike Scioscia, esse sabe das coisas. Mas o Angels já teve seu dia de abertura nesse ano contra o Kansas City, logo no primeiro jogo da temporada, e começaram com uma boa vitória de 5 a 0. Talvez seja o roteiro para quem joga a primeira vez em casa nessa temporada, coisas assim só contecem em dias especiais, porque nada se compara a um home openers da MLB.

Rodney, Price, Hellickson. Três jogos e três derrotas, que começo triste. Ivan Nova, o Clay Rapada, o experiente Rafael Soriano que chegou no ano passado e hoje o japonês Hiroki Kuroda, contrato junto ao Dodgers. Mariano Rivera, com quase "100" anos de idade, fechando bem duas vezes e a alegria voltou em Nova York. Não tem para Pujols e nem para ninguém, o Yankees vence seu primeiro jogo em casa contra o Angeles pelo mesmo placar que o Angeles venceu seu primeiro jogo em casa esse ano, 5 a 0. Uma das corridas anotadas veio através da rebatida de Alex Rodriguez na terceira entrada, uma rebatida para fora do campo, um home run lindo de se ver, nada a menos que o 630º de toda a sua carreira. Assim ele igualou Ken Griffey Jr. na quinta posição daqueles que mais fizeram homers na MLB, porque beisebol tem tudo haver com home, home plate, casa, a sua própria casa na abertura da temporada, nada se compara a um home openers da MLB. (Foto: Nick Laham/Getty Images)

0 comentários: