A última vez será igual à primeira vez

16:25 Net Esportes 1 Comments

San Antonio Spurs desde 1973, pela ABA até 1976 e daí em diante já na atual NBA. Mas a história começou bem antes, em 1967, quando era chamado de Dallas Chaparrals; Pelo menos até 1970, quando se tornou o Texas Chaparrals. Nomes diferentes, cidades diferentes, porém sempre com o mesmo objetivo: ser campeão no melhor basquete do mundo. As coisas começaram a mudar um pouco após a pífia campanha na temporada de 1988-89 quando venceu apenas 21 jogos. Eles enfim haviam acertado uma escolha no draft, e isso fora em 1987, porém o resultado só veio na temporada de 1989-90. Uma das maiores reviravoltas na história da NBA, 56 vitórias e 26 derrotas, tudo graças ao novato David Robinson.

O título na divisão veio em 1990, 1991, 1995 e 1996. Só que título de divisão já havia vindo em 1978, 1979, 1981, 1982 e 1983. David Robinson era incrível, era MVP, o melhor jogador de defesa, ele ia para o All-Star Game e fez parte do time campeão olímpico de 1992. Tudo uma maravilha, mas faltava vencer a conferência, faltava vencer a NBA. E aí que começamos a ver como as coisas que acontecem no esporte facilmente podem ser vistas como incríveis e extraordinárias. Robinson sofreu uma lesão e ficou fora da temporada de 1996-97, acabando por fazer o Spurs ter uma campanha pior do que a de 1988-89 com apenas 20 vitórias e o recorde de 62 derrotas em sua história.

Lamentável e triste por um lado. Perfeito e maravilhoso por outro ponto de vista. Dez anos depois a história se repetiu. Draft de 1997 e primeira escolha para o San Antonio Spurs. Eles acertam mais uma vez e unem como unha e carne duas das maiores estrelas da NBA em todos os tempos. A experiência de David Robinson se aliou à juventude e energia do recém-chegado Tim Duncan. Eles passaram a ser chamados de "As Torres Gêmeas", e eles nem eram de Nova York. Em seu segundo jogo fora de casa Duncan pegou impressionantes 22 rebotes, ofuscando Dennis Rodman em seu todo poderoso Chicago Bulls. Contra o Houston Rockets levou Charles Barkley à profetizar - "Eu vi o futuro e ele usa o número 21". E esse futuro era Tim Duncan campeão da NBA com o San Antonio Spurs.

Imagina ser campeão da NBA já em sua segunda temporada? Nem Michael Jordan conseguiu o que Derrick Rose e Kevin Durant tanto queriam. Mas Tim Duncan o fez, contando claro com a grande ajuda de David Robinson. A verdade é que em 1998-99 o San Antonio Spurs iria fazer mais uma bela campanha, provavelmente vencer a divisão, quem sabe chegar na final da conferência e nada mais. Tim Duncan chegou para mudar o rumo deste ano tão semelhante com o atual ano e também para mudar completamente o rumo e a história do velho Chaparrals. O Spurs nunca mais foi o mesmo. Naquele ano de 1999 o título veio após uma temporada encurtada pela greve. Esse ano a NBA também teve greve, e também está tendo um San Antonio Spurs fazendo tudo quase igual fez naqueles playoffs de 13 anos atrás.

E em 13 anos o San Antonio nunca se esqueceu de como se faz o que fez em 1999. A equipe voltou a vencer a NBA em 2003, quando ainda tinha Duncan e Robinson. Repetindo a conquista em 2005 e 2007, sendo que nestas oportunidades o time só tinha uma das duas torres em quadra, porém já havia também se reforçado com o francês Tony Parker e com o argentino Manu Ginóbili. Hoje, todos eles continuam juntos, sempre regidos pelo comando do técnico Gregg Popovich. Quem sabe depois de ver a história do draft perfeito de 1987 se repetir em 1997, o Spurs consiga ver a história da temporada de greve de 1999 ser igual a temporada de greve de 2012. Naquele ano fez a melhor campanha e teve duas varridas nos playoffs, esse ano teve a melhor campanha e também duas varridas. Pode ser a última chance de título já que nunca venceu dois anos seguidos e Duncan está com 36 anos de idade. Tudo está caminhando para que o Spurs tenha uma última vez igual à primeira vez. (Foto: Harry How/Getty Images)

1 comentários:

Patrick disse...

Eh vamos ver se o San Antonio Spurs consegue realmente levantar o caneco esse ano... NBA chegando ao seu final e os jogos estão cada vez melhores...