A desistência de quem nunca havia desistido

14:56 Net Esportes 6 Comments

Ele foi diagnosticado com câncer no testículo e ainda outros dois tumores, um no pulmão e outro no cérebro. Ele tinha 25 anos de idade nessa época e os médicos disseram que suas chances de sobreviver eram de apenas 40%. Lance Armstrong não desistiu de lutar contra a terrível doença, e ainda se tornou um dos maiores atletas da história após a maior vitória da sua vida. O americano que fazia natação e triatlo, passou a se dedicar mais ao ciclismo, onde acabou se tornando o maior vencedor do Tour de France em todos os tempos com sete conquistas. Armstrong virou um ídolo, um herói e um renovador de esperanças perdidadas, com sua fundação contra o câncer, suas doações, seu empenho e sua força de vontade que nunca lhe deixaram desistir. Até o dia que ele acabou desistindo.

Durante a competição. E também longe dela em testes surpresas de alguém que bateu em sua porta logo pela manhã. Lance Armstrong jamais falhou em um só teste anti-doping que lhe fora aplicado durante toda a sua carreira como ciclista. Mas sua urina colhida durante a sua primeira conquista no Tour de France em 1999 acabou sendo guardada, e anos mais tarde com mais tecnologia se descobriu que ele fez uso de Erythropoietina, uma substância proibida. Sem contar outras acusações como o uso de esteróides e transfusões de sangue. Outros testes e depoimentos dos próprios colegas de equipe enfatizam ainda mais a desconfiança. Mas a Agência Antidoping dos Estados Unidos (Usada) conta agora com um outro fator: A desistência em se defender declarada pelo próprio Lance Armstrong.

Seus sete títulos serão caçados, ele será banido do ciclismo e perderá todas as suas conquistas, até mesmo a medalha de bronze olímpica. Desistir de lutar por seus direitos, segundo o próprio ciclista, não significa admissão de culpa. Mas talvez signifique algo que ninguém jamais pensou que pudesse ocorrer, uma desistência de quem nunca havia desistido. Alguém que venceu o câncer, que desafiou seus próprios limites, que mudou o mundo de certa forma através da Livestrong e suas pulseiras amarelas. Onde está a urina congelada de Jan Ullrich, Joseba Beloki, Andreas Klöden e Ivan Basso? Por que o alemão poderá herdar os títulos do americano se ele foi punido pelo terceiro lugar de 2005? Sem falar no recente caso de Alberto Contador que perdeu uma conquista, mas manteve outra que levou alguns anos antes.

O doping é um dos lados mais tristes do esporte. O combate ao doping é extremamente essencial para que no futuro quem sabe as coisas se tornem melhores, mais limpas e com atletas competindo de maneiras mais honestas em respeito à seus rivais. Mas infelizmente o doping é também uma realidade que muitas vezes passa desapercebida. Barry Bonds superou Hank Aaron em número de home runs no beisebol, mas nenhum dos dois será maior que Babe Ruth. Lance Armstrong talvez tenha se dopado mesmo, talvez não, mas ninguém foi capaz de provar isso na época. Como garantir que outros ciclistas não estavam sujos também? Como garantir que Carl Lewis não fez o mesmo que Ben Jonson? Não podemos mudar o passado desta forma, devemos pensar mais no futuro e manter nosso heróis vivos. Porque Armstrong será sempre um herói, mesmo que perca seus títulos, mesmo que tenha desistido como jamais havia feito em sua vida. (Foto: Arquivo)

6 comentários:

Luiz Paulo Knop disse...

Tocou no ponto chave dessa história toda... e os outros que vão herdar as vitórias? Como provar que nada de errado tinha com eles?

Lamentável mudar esse resultado... poderiam até bani-lo do esporte, mas nunca tirar os títulos passados.

Luiz Paulo Knop
www.resenhaesportiva.com

Marcelonso disse...

A revelação dessa história surpreendeu a todos, algo inesperado.
Julga-lo por isso, não me cabe.


abs

Oi.
Gostei muito do seu blog,parabéns.
Sabia que agora tem um "Portal" só de blogs de qualidade,assim como o seu?
Isso mesmo,é o "Portal Teia",que divulga todo tipo de blog,não só os grandes.
Passa lá e pede uma divulgação,é grátis rápido e não precisa cadastro.
Até mais

Net Esportes disse...

@Luiz: Exatamente! E todos que herdariam já tiveram problemas com doping em outros anos ......

Patrick Araújo disse...

Doideira depois de anos fazer novamente o teste...

Ele teve uma linda história de superação contra uma terrível doença q nem gosto de falar o nome, mas o que vai marcar ele eh o doping... Infelizmente...

E os outros? 2 pesos e duas medidas? Lamentável, sob todos os aspectos. Até pq não há como comprovar a condição dos demais.

Saudações!!!