Poderá Serena Williams ser ainda maior?

14:36 Net Esportes 1 Comments

Monica Seles, Billie Jean King, Evonne Goolagong, Justine Henin e até mesmo Martina Hingis, Kim Clijsters e Maria Sharapova. Todas grandes jogadoras de tênis. Elas entraram para a história desse esporte, são verdadeiras e autênticas campeãs. Mas elas talvez não estejam no nível de algumas lendas. No nível de Helen Wills Moody, Chris Evert, Martina Navratilova, Maureen Connolly Brinker, Steffi Graf e Margaret Court. Todas essas conseguiram ir além. Elas conseguirem recordes impressionantes. Estabeleceram domínios e dinastias que não vemos hoje em dia. O tênis feminino parece ter mudado muito nos últimos dez anos. Não existe uma Rainha, apenas Desas e musas. Exceto talvez por Serena Williams. A americana que quer ser ainda maior do que já é.

Quando Stefanie Maria Graf venceu os quatro torneios de Grand Slam no mesmo ano, ela tinha apenas 19 anos de idade. Ela alcançou em 1988 um feito que jamais conseguiu repetir até o final de sua carreira, porém terminou sua linda história no tênis com nada menos do que 22 títulos de Grand Slam no total. Steffi Graf foi incrível, se tornou uma das maiores vencedoras de todos os tempos e ainda fez o que apenas outras duas conseguiram fazer em todos os tempos. E Graf ainda tinha adversárias à altura, ou seja, ela talvez até pudesse ter mais títulos do que Margaret Court, que assim como ela e também Maureen Connolly Brinker, venceu os quatros torneios de Grand Slam no mesmo ano. Algo que Serena Williams ainda sonha fazer.

Em 1988 Graf tinha 19 anos, mas Court tinha 28 em 1970 quando conseguiu ser a segunda na história a alcançar a façanha. Primeira na Era Aberta. Em 2002, quando Serena Williams completou 22 anos, ela chegou mais perto do sonho vencendo três torneios de Grand Slam no mesmo ano, onde completou apenas quatro dos 15 que possui até hoje. Depois disso ela venceu apenas dois no mesmo ano, ficando muito mais vezes com um ou nenhum no mesmo ano. Houveram muitas grandes adversárias, as belgas, sua própria irmã, mas talvez ela tenha sido mais uma vítima da falta de uma dominadora que o tênis feminino vive nesses últimos dez anos do que simplesmente ter perdido oportunidades. E uma dessas oportunidades poderia ter sido esse ano, na idade de 31, mas quem sabe seja no ano que vem.

Derrotada em Roland Garros, Serena Williams voltou a perder apenas uma única vez desde então. De Paris até hoje foram 31 vitórias, que incluem o título de Wimbledon, as Olimpíadas, o US Open e o WTA Championships, faturado neste domingo em Istambul quando mais uma vez atropelou Maria Sharapova feito um rolo compressor que tem muito mais do que um bom tênis para vencer quatro Grand Slam no mesmo ano. Serena Williams tem fibra, raça, vontade, uma paixão pelo esporte da raquete que talvez já tenhamos visto antes. Na época de Navratilova, de Steffi Graf, de Margaret Court. Serena Williams pode ser uma delas também, pode ser uma das grandes, uma lenda, ela tem condições de alcançar um recorde marcante, algo que a faça ser mais lembrada do que será um dia. Quem sabe isso não aconteça em 2013, e poderia acontecer simplesmente pelo que jogou no segundo semestre de 2012.

1 comentários:

Ron Groo disse...

Não sei, mas vou dizer aqui - e só aqui - que eu pegava hehehehehe