A primeira vez da Austrália em Augusta

12:47 Net Esportes 0 Comments

A chuva continua caindo como caiu durante todo o dia. Seus pingos intensos dão formas à superfície da água de lagos e riachos, onde ninguém quer ver o seu sonho mergulhado. É tão difícil quanto todos os outros dezessete, mas o buraco dezoito no último dia pode determinar o resultado final de toda a semana. Um putt longo e tão complicado quanto vários outros que saíram errado. A bolinha gira em quase metade de borda, mas mesmo assim acaba encontrando o fundo do buraco. Os passarinhos não cantam em dia nublado e chuvoso, porém o birdie garante a liderança isolada. Adam Scott vibra muito como Greg Norman não pôde vibrar em 1996. Só que ainda faltava uma derradeira tacada cujo destino seria exatamente o mesmo do australiano.

Quatro dias jogando e após 279 tacadas o Masters de Augusta ainda não está definido. Quatro dias vendo o melhor do golfe mundial e ninguém pode dizer ainda quem é o grande campeão do primeiro torneio Major do ano. Quatro dias que não viram apenas tempo ruim na Georgia, mas o tempo ficou feio depois que Tiger Woods fez um drop considerado ilegal. No golfe não existem árbitros, ninguém marca uma falta ou dão cartão vermelho. No golfe o próprio jogador deve punir a si mesmo, mas foi um exagero demasiado querer que o americano tantas vezes campeão deste torneio não desses suas tacadas na terceira volta. Até o chinês Tianlang Guan, de apenas 14 anos, estava lá, assim como Jason Day, Adam Scott e o incansável argentino que liderava a célebre competição.

O golfe é um esporte interessante. No golfe não adianta você ter um dia bom em uma competição que dura quatro dias. Não adianta nada para o espanhol Sergio Garcia uma volta de apenas 66 tacadas, incríveis seis abaixo do par logo na quinta-feira, se no dia seguinte ele bate 76. É preciso equilíbrio, é preciso estar sempre próximo ao par, evitar os bogey´s e compensar as tacadas ruins com birdie´s e eagle´s. É preciso uma média boa todos os dias e é exatamente isso que faz esse argentino de 43 anos de idade. Não foi por acaso que Ángel Cabrera ganhou o US Open de 2007 e esse mesmo Masters em 2009. Não é por acaso que dois buracos acima do par neste domingo chuvoso após outros dois abaixo não deixariam ele abalado. Ainda falta o derradeiro buraco 18 e a vibração de Scott talvez tenha influenciado ainda mais seu belíssimo approach.

Greg Norman em 1996. O próprio Adam Scott em 2011 e no ano passado disputando o Britsh Open. Jason Day, que após eagle no buraco dois e três birdie´s seguidos conseguiu dizer adeus após dois bogey´s no 16 e no 17. Mais um sobrevivente do Amen Corner e mais um australiano entrando em colapso total. Desta vez não poderia ser assim, os playoffs não poderiam trazer um destino tão triste e lamentável aos jogadores de golfe da terra do canguru. Cabrera ficou cabreiro e não repetiu o birdie no 18, o primeiro buraco do playoff de desempate. A chuva continuava caindo e a noite se aproximava cada vez mais, não era possível ver o green e as dicas de Steve Williams não ajudavam muito, mas ele conseguiu uma abaixo no buraco 10. Bubba Watson então lhe vestiu a jaqueta verde e ele ganhou o direito de dizer que era o primeiro australiano campeão do Masters de Augusta em toda a história do golfe.

0 comentários: