Wladimir Klitschko segue dominando no boxe

15:31 Net Esportes 0 Comments

Natalia Klitschko tentava cantar o hino nacional ucraniano, mas sua voz não podia ser ouvida devido a uma falha no microfone. Ela tentou uma, duas, três vezes até conseguir e, por sorte, não deu uma de Caetano Veloso no VMB de 2004. A MTV como um canal de TV aberta já não existe mais, porém a disputa pelos títulos dos pesos pesados do boxe ainda continuam acontecendo, mesmo que Mike Tyson tenha se tornado proprietário e treinador de pombos correio em Nova York. E se o marido de Natalia, Vitali se aposentou para tentar ser presidente do seu país, não tem problema, pois seu irmão mais novo ainda sobe em cima do ringue para continuar a saga devastadora da família Klitschko.

Um pouco antes, o hino da Austrália não falhou e o desafiante Alex Leapai entrou confiante na König Pilsener Arena, em Oberhausen, na Alemanha. Havia até um aborigene para representar a origem do lutador de baixa estatura que realmente estava acreditando no impossível. E assim Michael Buffer aguçou as esmoções ao gritar "let's get rei the rumble" colocando ambos os lutadores frente a frente, e o medo por trás do olhar de Leapai se tornava mais claro que o mais límpido céu de nuvens brancas. Neste momento Wladimir Klitschko só poderia ter ainda mais certeza de que iria vencer novamente.

Com mais de 50 nocautes até então, Wladimir só poderia imaginar que já havia ganho quando seu rival desabou ainda no primeiro round. Foi apenas um susto para o australiano, ou um prenuncio de que o pior estava logo por vir. Leapai simplesmente não conseguia lutar, não conseguia acertar Wladimir, enquanto era simplesmente castigado com golpes curtos de esquerda e fulminates diretos de direita desferidos à meia distância. Foi apenas um questão de tempo, ou pouco tempo. No quinto roud, após mais uma sequência devastadora, o lutador australiano não resistiu e desabou definitivamente como as Torres Gêmeas caíram no fatídico 11 de setembro de 2001.

Com 38 anos de idade nas costas, e bem longe de querer se aposentar, Wladimir não contém o sorriso quando exibe todos os cinturões que possui para tirar fotos ainda em cima do ringue. Dentre eles três dos quatro principais, já que o outro estava com seu irmão, com quem não luta jamais. Ter os quatro principais seria a glória maior em sua carreira repleta de triunfos e ainda açucarada pela belíssima namorada Hayden Panettiere, mas ele parece querer ainda muito mais, como por exemplo mais uma medalha olímpica como a que conseguiu em Atlanta 1996. Para isso precisará de uma autorização para estar no Rio 2016 aos 40 anos de idade, sonhando em ouvir mais uma vez o hino ucraniano sem falhas no microfone.

0 comentários: