Último dia da camisa número 2 dos Yankees

15:25 Net Esportes 0 Comments

Ao som de "My Way", de Frank Sinatra, ele vai trilhando seu caminho ao redor do Yankee Stadium enquanto seus fãs lhe cumprimentam, lhe abraçam e lhe desejam sorte. No Bronx como jogador pela última vez, no estádio que lhe rendeu tantas glórias o primeiro adeus aos bastão que lhe consagrou. Qualquer um remove seu boné da cabeça em sinal de respeito, ou melhor, 'Re2peito'. Após 19 anos de carreira na MLB, Derek Jeter, aos 40 anos de idade está se aposentando, e tudo de uma forma tão incrível que nem mesmo um de seus fãs, Spike Lee, poderia ter contado melhor nas telas do cinema.

O ano de 2014 não foi nada bom para o Boston Rede Sox, e tão pouco para o New York Yankees. Quem seguiu adiante na atual temporada da MLB dentro da tão acirrada Divisão Leste da Liga Americana foi o Baltimore Orioles. E no último jogo contra o time que já estava nos playoffs, dentro de casa e marcando a despedida de um dos maiores jogadores de sua história, o Yankees não poderia perder. A vontade era grande, mas a vitória não veio fácil. Porém ele veio como deveria vir. Rebatida excepcional dele, Jeter, corrida de sacrifício impulsionada e vitória por 6 a 5 garantida.

A festa pra o camisa número 2 foi grande. A última camisa do número 1 ao número 9 que um yankee usará na história, pois em breve será mais uma aposentada. Derek Jeter estará lá, ao lado das grandes lendas Joe DiMaggio, Mickey Mantle, Yogi Berra e calro Babe Ruth. Tudo porque sempre defendeu a equipe de Nova York e principalmente porque alcançou números mais do impressionantes em sua sublime carreira como jogador de beisebol. Foram cinco títulos, 14 All-Star Games, 2.747 jogos, Yankee que foi mais vezes ao bastão com 11.195, 6ª da MLB com mais rebatidas (3.465). Ele também é o segundo com mais corridas e bases roubadas e o terceiro em bases alcançadas.

Três dias mais se passaram e Jeter quase não jogou contra o maior rival Boston Red Sox. Mesmo assim, no seu último jogo, ele estava lá pronto para entrar em campo mais uma vez, sempre repetindo seus rituais e sempre preparado para fazer o seu melhor. Na primeira tentativa não conseguiu muita coisa, mas na segunda chance deu sorte, a rebatida foi válida e mais uma corrida fora impulsionada. Joe Girardi então faz o sinal e Derek Jeter é substituído. Ele sai de campo pela última vez e diz o seu adeus definitivo ao beisebol, aos Yankees e a todos os seus fãs que independente do time que torcem, adoram o eterno capitão. Jater deixará saudades, mas sempre será lembrado como um dos maiores jogadores de todos os tempos.

0 comentários: