Drama, tragédia e tristeza do 76ers

15:07 Net Esportes 2 Comments


Difícil de acreditar, mas os grandes campeões Los Angeles Lakers e Boston Celtics, que outro dia mesmo estavam decidindo o título da NBA, estão fazendo uma péssima campanha nesta temporada. Ambos tem apenas quatro vitórias até agora, com 13 e 10 derrotas respectivamente. Não são os únicos que vão mal, Detroit, Minnesota e até o New York Knicks também não conseguiram vencer mais do que quatro jogos. E times como Oklahoma City Thunder e Utha Jazz só venceram cinco e perderam mais de dez. Mesmo assim, como se já não fosse trágico, um outro time conseguiu ser ainda pior que todos esses que vão de mal à pior. O Philadelphia 76ers conseguiu a façanha de, até agora, não vencer nenhuma partida das 17 que disputou.

Se não fosse o Philadelphia Phillies em 2008, muitos iriam falar que a "Maldição de Billy Penn" estaria fazendo mais do que evitar que os times da cidade pudessem ser campeões depois de 1987. Por sorte, a estátua do fundador da cidade está la no alto, no topo, no ponto mais alto da cidade mais populosa da Pensilvânia. O 76ers não vê a cor do caneco desde 1983, mas ficar longe de uma conquista é quase que uma tradição na cidade com mais de 1,5 milhão de habitantes. O próprio Phillies antes de 2008 só havia vencido a World Series em 1980. O Eagles conquistou seu último título em 1960 e Flyers festejou pela última vez em 1975. Exceto por um ou outro herói, a vida na Filadélfia é sempre assim, sofrida mesmo.

Rocky Balboa, só assim mesmo para que a Filadélfia pudesse ser lembrada de uma forma digna. A capital dos Estados Unidos era na Filadélfia. E ainda deveria ser, afinal foi ali que assinaram a declaração da Independência, mas não, eles mudaram para Washington. Fazer o que! Até o Will abandonou a Filadélfia e se mudou para Bel Air, foi morar com os tios, foi em busca de uma vida melhor. Tina Fey saiu de Upper Darby, rumou para a "quase" vizinha Nova York. A terra natal de Grace Kelly, que a abandonou e foi virar princesa em Mônaco. Nem mesmo Allen Iverson seguiu por lá, nem quando o time o revelou e nem mesmo quando de volta o aceitou. E mesmo sendo do jeito que era, está fazendo falta, o Philadelphia 76ers suplica por dias melhores, dias de Allen Iverson, dias em que pelo menos uma ou outra vitórias pudesse ser alcançada.

Pela frente vem o atual campeão San Antonio Spurs. Eles não tem Tim Duncan e nem Tony Parker, e assim o 76ers consegue jogar mais do que vinha jogando. A chance parece grande e única, mas Kawhi Leonard faz o favor de acabar com qualquer esperança de se ver um pôr do sol tranquilo em feliz em Fishtown ou Port Richmond. Às margens do Rio Deleware, rumando para o norte, em busca de dias melhores. Dezessete jogos e nem ao menos uma única vitória conquistada. A tragédia é grande e devastadoras, e nem mesmo assim é a pior de todas. Inicios ruins como este já aconteceram antes, com o Clippers de 1998 que também perdeu as 17 primeiras partidas, ou o Heat que fez o mesmo em 1989. Mas já conseguiram fazer ainda pior.

Na temporada de 2009-2010, o Nets abriu com zero vitórias e 18 derrotas. Agora o 76ers enfrenta na próxima quarta-feira a equipe do Minnesota Timberwolves para igualar essa façanha inacreditável. E se assim o fizerem, a tristeza da triste Filadélfia pode aumentar ainda mais. Os recordes negativos podem continuar sendo quebrados e a sua pior campanha, que aconteceu em 1973 quando venceu apenas nove jogos e perdeu 73, pode ser igualada ou superada. Sem falar nas 26 derrotas consecutivas que a equipe alcançou em um meio de temporada. As coisas não estão nada fáceis na Filadélfia e podem ficar ainda piores, ao menos que Brett Brown faça com que seus jovens e péssimos jogadores alcancem o milagre de vencer pela primeira vez na temporada 2014-2015 da NBA.

2 comentários:

Ron Groo disse...

Vixe, tenho um amigo doido por Philadelphia... Deve estar doido de raiva.

De lá só gosto do sanduíche do Pat´s mesmo.
Doido aquele Pat Olivieri.

Net Esportes disse...

@Groo: Legal Groo, nunca tinha ouvido falar desse Pat, você já foi lá?