Parou no Jets de Brett

10:42 Net Esportes 3 Comments

É muito provável que o Green Bay Packers de alguma forma esteja arrependido e sentindo falta do seu ex-jogador camisa número quatro, mais ainda quando vê os jogadores do Jets, o treinador Eric Mangini e até o quarterback Kerry Collins, da equipe adversária, dando os parabéns para Brett Favre após a partida de ontem, onde mais uma vez jogou como nunca, e levou o New York Jets a interromper a sequência invicta do Tennessee Titans na NFL.

Foram 224 jardas e dois passes para touchdown, vitória de 34 a 13 fora de casa, o Jets alcançou nada a menos que o quinto triunfo consecutivo na temporada, fato que não ocorria desde 2004, mais do que isso dobrou o número de vitórias do ano passado, chegando a 8-3 e mantendo a liderança na Divisão Leste da Conferência Americana.

O quão longe poderá ir o New York Jets de Brett Favre é uma das perguntas que mais são feitas no momento, o próprio quarterback ressalta que a equipe está trabalhando muito, e quando foi indagado se o Miami Dolphins, único campeão invicto da história da NFL, iria lhe mandar uma garrafa champagne, respondeu: "Eu não bebo".

Apesar da derrota, o Titans não tem do que reclamar, segue líder na Divisão Sul com 10-1 mas viu o atual campeão New York Giants igualar a campanha com uma vitória sobre o Arizona Cardinals. Já o Green Bay Packers jogará hoje com sua aposta Aaron Rodgers, e tentará não ver o número de derrotas superar o de vitórias, já que segue cambaleando com 5-5, e também muitas saudades do veterano e sempre competente Brett Favre. (Foto: Getty Images)

- NFL

3 comentários:

Vinicius Grissi disse...

Não entendo muito o que ele fez. Ou melhor, entendo, mas não sei medir se foi algo realmente fantástico. Mas se você está falando, eu acredito. Porque é palavra de quem sabe!

Leandrus disse...

Mas que derrota sofreu o antes invicto hein! E vamos ver se dessa vez o Favre consegue mais um título: um jogador tão importante como ele não pode ter só uma conquista no currículo...

abutre236 disse...

Como torcedor dos Packers, fico feliz pelo sucesso do Favre. Pena que não mais jogando pelos cabeças de queijo.

O Aaron Rodgers, é um quarteback mediano, nunca será um Favre.

fui...