Histórias do Basquete IV

09:22 Net Esportes 6 Comments

Com a saída de George Mikan do Lakers, que ainda era baseado em Minneapolis nessa época, a primeira grande dinastia da NBA ia chegando ao seu final, porém tão logo uma outra surgia com muito mais força, a do Boston Celtics, que já existia até mesmo na época da BAA, e dizem estava sendo moldada, preparada pelo técnico Red Auerbach para se tornar a equipe mais vencedora de todos os tempos.

Em uma manobra arriscada, o Celtics trocou um futuro hall da fama, Ed Macauley, pela segunda escolha no draft de 1956, Bill Russel chegava ao time de Boston, ele se tornaria um dos maiores pivôs da história que dominaria a liga por um bom tempo, em três anos o grandalhão do garrafão passaria a ter média de 15 pontos e 28 rebotes, com ele um time praticamente imbatível, e muitos títulos.

Bob Cousy, o rei das assistências que inventou o passe pelas costas, Frank Ramsey, um dos maiores pontuadores da equipe, Sam Jones, que era conhecido como “The Shooter” por ter um arremesso tão preciso, a equipe era praticamente uma seleção de All Star Game, e naturalmente o primeiro troféu veio em 1957 quando derrotaram o St. Louis Hawks na série final.

No ano seguinte, o Boston Celtics acabou perdendo para o Hawks na final, mas em 1958 dava início ao maior domínio que a NBA já viu até hoje, o adversário da final era o velho conhecido Minneapolis Lakers, depois de sofrer contra o Syracuse Nationals na semifinal, aniquilaram o rival por 4 a jogos a 0, show do MVP Bill Russel em quadra e o primeiro do recorde de oito títulos consecutivos, sendo que foram campeões nessa época 11 vezes em 13 anos. (Foto: Arquivo)

6 comentários:

Michell Niero disse...

O Lakers é uma verdadeira entidade do basquete norte-americano. Aquela camisa amarela deve pesar uma tonelada. Mas gosto do Celtics também. Teve uma história brilhante, foi supercampeão nos anos 60 e 70. Nos anos 90, uma pena, o Boston se tornou a Portuguesa da NBA, só não sei como está agora pois não acompanho mais.

Um abraço

Blog do disse...

manoo..sou mto fã de basquete..

jogo td dia..

torço pro lakers..
os cara são foda..

mto bom o texto..irei acompanhar o resto..

abraço!

Renato Piccinin disse...

Esse recorde dos Celtics deve ficar para eternidade. Vencer oito títulos consecutivos na disputadíssima NBA atualmente é uma coisa extremamente improvável. Abs.

Leandrus disse...

28 rebotes? Caramba, o cara era um monstro!

Se não me engano foi ele quem recebeu o bolo do Garnett, Pierce e Allen no último All Star Game, né?

Ateh!

Net Esportes disse...

@Niero: O Celtics foi campeão ano passado depois de 22 anos de jejum.

@Leandrus: Foi ele mesmo Leandro, o mais engraçado é que era um bolo verde, ele também estava na festa do título do ano passado, um figuraça sem dúvida.

Daniel Leite disse...

Sei que a comparação é exagerada, mas entendo que haja algumas semelhanças entre os Celtics do passado e a equipe atual:

Kevin Garnett - Bill Russel, para dominar o garrafão.

Bob Cousy - Rajon Rondo, para fazer acrobacias e malabarismos com a bola.

Frank Ramsey - Paul Pierce, cestinhas.

Sam Jones - Ray Allen, para arremessar de qualquer jeito em qualquer lugar da quadra.

O time de hoje não deve ser equiparável àquele. Mas há pontos em comum.

28 rebotes (2)? Nem se somarmos os rebotes de Dwight Howard e Marcus Camby seria possível superar Russel!