A redenção argentina

10:57 Net Esportes 6 Comments

Para ver o duelo entre as irmãs Venus e Serena Williams, quem estava na platéia era a ex-tenista Anna Kournikova, já na partida do número um do mundo Rafael Nadal, outra ex-tenista, a argentina Gabriella Sabatini, o motivo obviamente não era para ver o espanhol, mas sim o seu compatriota, Juan Martin del Potro, que conseguiu a maior vitória de sua carreira e uma verdadeira redenção dos hermanos.

A alegria voltou e o sorriso no rosto era inevitável, depois do fiasco no futebol ao perder de goleada para a Bolívia, a argentina reencontrou no tênis a glória da vitória, e enquanto Del Potro festejava sua melhor atuação, Nadal reconhecia seu péssimo jogo, definindo o apertado resultado de 2 a 1 como uma verdadeira catástrofe, além do fim dos 100% de aproveitamento das principais competições em 2009.

Kournikova não comemorou tanto quanto Sabatini, afinal Serena Williams é norte-americana, e segue como número um do mundo após superar sua irmã e igualar o confronto direto entre as duas em 10 a 10, a russa não joga mais mas continua linda, tanto quanto a bielorussa Victoria Azarenka, novata que passou por Svetlana Kuznetsova e chegou à sua primeira grande decisão da carreira, com uma pedreira pela frente.

Pedreira também será o adversário do argentino Del Potro, não é boliviano mas é escocês, Andy Murray massacrou Fernando Verdasco em um dia terrível para a Espanha, ao menos no futebol estão 100%. Assim o torneio de Miami vai afunilando, na outra semifinal a disputa é entre Roger Federer e Novak Djokovic, mais um duelo imperdível, bom para quem acompanha de longe e melhor ainda para quem vê sob o sol caliente de la Flórida. (Foto: Matthew Stockman/AFP)

6 comentários:

Tolerância Zero disse...

aa depois dos 6 gol's que a aregntina levou..num tem tênis que levante ela!

Fugindo um pouco da esfera esportiva, impressionante como essas tenistas russas (e das regiões p´roximas) são maravilhosas, é uma mais bonita que a outra.

Um abraço!
http://eu-amo-a-ey.blogspot.com/

Blog F1 Trulli disse...

assistir todo jogo e já dava como perdida a partida (tomando 3x0 d Nadal), + q virada, gostei muito do resultado, torcendo bastante contra Nadal

só lamento a eliminação d Monfils, q tb fez uma virada espetacular em cima d Safin e depois perde para carniça do Roddick ¬¬

p.s. F1, só festa, Trulli teve d volta sua posição. Nada + justo (+ q a FIA ta enchendo com punições ta)

abração
http://f1trulli.blogspot.com/

Priscilla Bar disse...

Poxa, pois eu acreditava no Nadal. Vibrei com o empate no 3º set, mas o Del Potro estava em um dia muito feliz e nao deu pro español.

seuvicio disse...

Essa coisa de que "a Argentina perdeu no futebol mas reencontrou a glória no tênis" é besteira. É um grupo de pessoas, "a Argentina" é uma ficção, pouco importa se ganham ou perdem em qualquer modalidade esportiva, quem tem feijão tem feijão, e quem não tem morre de fome. Isso e só isso.

Net Esportes disse...

Obrigado a todos pelos comentários.

@Tolerância Zero: na Argentina o tênis é bem mais valorizado que no Brasil, e não foi uma vitória qualquer, foi contra o melhor tenista da atualidade, da uma levantada sim.

@amo_a_ey: concordo plenamente.

@Trulli: Rodick tb já era !!!!

@Priscilla: Também gostaria de ver o Nadal ganhando tudo esse ano !!

@seivicio: Que isso rapaz, a Argentina tem alguma vocação para o esporte, e algum histórico também, tanto no tênis quanto no futebol e em algumas outras modalidades.