Histórias do Boxe VI

10:38 Net Esportes 4 Comments

Na marinha entre 1963 e 1967, Ken Norton mostrou que era um dos melhores boxeadores da época, não demorou muito para se tornar profissional, mas em 1970 acabou sofrendo uma derrota inesperada, abalado ganhou de presente um livro chamado "Pense e Cresça", de Napoleon Hill, e depois de ler a obra ele conseguiu uma impressionante sequência de quatorze vitórias seguidas, incluindo aí um surpreendente triunfo sobre ninguém menos que Muhammad Ali.

O ano era 1973 e Ali estava mais do que no auge de sua carreira, já recuperado a primeira derrota de sua vida para Joe Frazier, ele vinha de dez glórias seguidas incluindo a vitória contra o temido Floyd Patterson, mas aquele não era mesmo o seu dia, logo no início do combate teve seu maxilar quebrado por Norton, resistiu até o final do duelo sendo o único pugilista da história até hoje à lutar 13 rounds com o maxilar quebrado, mas os golpes do oponente foram muito duros, e ele acabou derrotado por decisão unânime dos juízes.

Não demorou muito para Muhammad Ali se recuperar, apenas seis meses depois ele já estava no ringue mais uma vez frente a frente com Ken Norton, o resultado foi claramente uma grande vitória na revanche pela segunda derrota em sua carreira, os dois acabaram se afastando e seguindo seu caminho, mas depois de superar Joe Frazier duas vezes, passar por George Foreman e alguns outros lutadores, Ali reencontrou Norton mais uma vez em 1976, para o último capítulo dessa trilogia épica do boxe.

O duelo muito esperado aconteceu no estádio do time de beisebol do New York Yankees, em todas as ruas da Big Apple foram colocados cartazes para divulgar o grande evento, que diziam: "Muhammad Ali 'Eu sou o maior' Champion vs. Ken 'Maxilomandibulares Breaker' Norton Challenger". E como não podia ser diferente a luta foi disputadíssima, eleita a terceira mais equilibrada da história, assim mais uma vez a definição do resultado é dos juízes, que com uma decisão considerada polêmica até hoje apontaram 8-7, 8-7 e 8-6 para Ali. (Foto: Tony Triolo/Sports Ilustrated)

4 comentários:

Daniel Leite disse...

Pelo que acompanho, foram realmente três notáveis do boxe. Dois deles renderam uma história inusitada para mim, numa aula de Fotojornalismo. Analisando a foto de uma luta entre Foreman e Ali, mal olhei para as faces dos lutadores e disse que Muhammad golpeava o adversário, tal era a imagem vencedora que tinha de Cassius Clay. Rapidamente, fui corrigido: George Foreman era quem pressionava Ali contra as cordas.

Até mais!

Ron Groo disse...

Na minha opinião ele foi o maior boxeur que já pisou um ring.

Thiago Madureira disse...

Ali foi realmente o maior lutador de boxe de todos os tempos.

Vinicius Grissi disse...

Acho que vou comprar este livro pra mim...Fez "milagre" hein?!

Bela história!