Visando o grande duelo

16:07 Net Esportes 4 Comments

Nas eliminatórias para a Copa de 2010 eles vivem situações opostas, enquanto um é líder e está muito perto de carimbar o passaporte para a África do Sul, o outro vem de resultados ruins e queda na tabela, Brasil e Argentina se enfrentaram apenas no dia 5 de setembro, em Rosário, mas antes disso estiveram em campo, fazendo porque não os seus testes, a sua preparação, sendo que a Argentina teve um páreo duro, teve parâmetro e venceu sem a sua principal estrela, já o Brasil ficou frente a frente com um desconhecido, sofreu com a violência e correu riscos, mas também saiu de campo vitorioso.

Dentre os maiores problemas argentinos está o comando técnico, enquanto Dunga se firmou de vez no Brasil, Maradona está sofrendo um bocado para dirigir os hermanos, desde a derrota histórica para a Bolívia o maior jogador que a Seleção Argentina já viu não tem mais sossego, e se o duelo contra um de seus maiores rivais já não fosse o bastante para se preocupar, eis que surge a Rússia e o especialista em milagres Guss Hiddink no seu caminho, que ainda conseguiram se manter à frente no placar por duas vezes, mas no final para alívio do chefe deu Argentina por 3 a 2.

A Rússia não é nenhum grande time, não é nada de excepcional, mas certamente serve muito mais como teste do que enfrentar quem ocupe a 112ª colocação no ranking da FIFA, essa é a Estônia, ou melhor, a desconhecida Estônia, que abusou do jogo duro, que deu muito trabalho para a Seleção Brasiliera campeã da Copa das Confederações, que viu Luís Fabiano abrir o placar apenas no finalzinho do primeiro tempo, e que até o final a sua pequenina torcida em seu modesto estádio não viu mais nada, e só confirmou a superioridade alheia por um placar mínimo que provavelmente não serviu pra nada.

Maradona segue na corda bamba e Dunga mais do que confirmado no cargo para a Copa do Mundo do ano que vem, o duelo do começo do mês que vem pode definir tanto o rumo do técnico argentino quanto o rumo da Seleção Brasil, cada vez mais próxima da vaga, e os amistosos de ambos realizados hoje talvez tenham muito pouca ou quase nenhuma influência direta, pois o jogo será sem dúvida uma grande batalha, um grande duelo recheado de muita rivalidade como em todas as oportunidades que ele acontece, e desta vez o que todos esperam é que pelo menos não termine novamente sem nenhum gol marcado.

4 comentários:

Vinicius Grissi disse...

Os dois jogaram aquém do esperado. Mas pelo menos, houve futebol no confronto dos hermanos. O jogo do Brasil foi uma lástima.

Thiago Madureira disse...

O jogo da Argentina foi muito bom. Uma preparação para o confronto contra o Brasil. Já a seleção canarinho... Que pelada.

tdagora disse...

que venha a Argentina mês que vem!

Alexandre Silva disse...

Argentina é Argentina, não importa o momento que vivam. Pra eles vai ser o jogo da vida nessas eliminatórias, por isso nada do BraZil esperar facilidade. Arrisco palpite: Los Hermanitos vencem apertado: 1 x 0!