Um dia de fortes emoções

08:17 Net Esportes 1 Comments

Curling
Ele lutou muito e teve uma paciência gigante para esperar o dia da maior glória de sua carreira, o capitão 'carequinha' da equipe canadense de Curling, um dos maiores jogadores da história, o senhor Kevin Martin de 43 anos de idade, que assim como esse peculiar esporte conquistou inúmeros novos fãs em todo o Mundo durante a realização das Olimpíadas de Inverno em Vancouver, uma Olimpíadas que fez ele e sua equipe esquecer para sempre a derrota na decisão de Salt Lake City 2002 por apenas um centímetro para a Noruega, desta vez contra o mesmo adversário o triunfo, desta vez a tão sonhada medalha de ouro no peito.

Kevin Martin vibra com sua campanha incrível e invicta em um dia de fortes emoções nos Jogos Olímpicos, além do ouro no Curling o Canadá ainda faturou outras duas medalhas douradas de forma dramática, na perseguição por equipes da patinação de velocidade onde Denny Morrison, Lucas Makowsky e Mathieu Giroux superaram a equipe dos Estados Unidos por muito pouco e no Slalom Gigante Paralelo do Snowboard, onde Jasey Jay Anderson se recuperou de um péssimo início de prova para ultrapassar e derrotar Benjamin Karl na linha de chegada, levando literalmente ao delírio o público que lotou as arquibancadas em Cypress Mountain.

O dia emocionante em Vancouver ainda viu outros momentos inesquecíveis, a alemã Anna Friesinger-Postma caiu na reta de chegada da perseguição por equipes feminina da patinação de velocidade e quase não conteve sua raiva deitada no chão, porém o que ela não sabia é que mesmo cruzando a linha de chegada deitada ela havia conseguido a classificação para a final, uma final ainda mais emocionante para a equipe alemã que tirou uma diferença de mais de um segundo na última volta e faturou de forma brilhante a medalha de ouro, festa incrível na Alemanha de um lado e tão grande quanto nos Estados Unidos também, pois a equipe um do país faturou ouro no Bobosleigh que não vinha desde a edição de 1948 dos Jogos Olímpicos.

Demorou mas veio o ouro americano no trenó, assim como veio o ouro italiano no Salalom com Giuliano Razzoli, ele superou Ivica Kostelic na útima descida com uma pequena mas suficiente vantagem, ambos comemoraram muito mas talvez a polonesa Justyna Kowalczyk tenha comemorado mais, na maratona das Olimpíadas de Inverno, nos 30Km de Esqui Cross Country ela teve que travar uma batalha emocionante e acirrada com a norueguesa Marit Bjorgen que chegou a ficar lado a lado com ela na reta de chegada, mas com um esforço a mais e uma vontade de vencer enorme cruzou a faixa final em primeiro e assim garantiu sua primeira medalha de ouro olímpica na carreira, antes só tinha duas de bronze e uma de prata.
Cross-Country Skiing Ladies' 30 km Mass Start Classic - Day 16
A exibição de gala da Patinação Artística, a última pedra que garantiu o bronze para a equipe Suiça no Curling e as viradas sensacionais na também disputa pelo terceiro lugar do Hóquei no Gelo, o penúltimo dia de disputas das Olimpíadas de Vancouver 2010 parecia que não tería fim, parecia que suas fortes emoções iríam durar para sempre, e talvez ainda sigam da mesma forma neste domingo, o último dia de competições que além da cerimônia de encerramento ainda traz a prova de 50Km do Esqui Cross Country e a mais aguardada decisão do Hóquei no Gelo de toda a história, com o anfitrião Canadá enfrentando o todo poderoso Estados Unidos, assim não há como não esperar mais um dia de fortes emoções em Vancouver.
(Fotos: ZumaPress e Lars Baron/Bongarts/Getty Images via PicApp)

1 comentários:

Vinicius Grissi disse...

Não imaginei que estas Olimpíadas de Inverno iam dar tanto o que falar. Até o Curling virou mania. Bacana!