16 anos e ninguém esquece

17:18 Net Esportes 4 Comments

O ano era 1984 e ele fazia sua estréia na Fórmula 1 pilotando para a equipe Toleman, um nono lugar ao final da temporada mas o nascimento de um novo ídolo do automobilismo, que rumou para a equipe Lotus no ano seguinte e começou a provar a cada ano muito mais do seu talento nato, a primeira vitória na carreira em Portugal e os primeiros shows na pista que deixavam todos de boca aberta, 38 pontos e um quarto lugar, 55 pontos e outro quarto lugar na temporada até que em 1987 marcou 57 pontos e terminou como o terceiro melhor piloto daquele ano, os melhores dias estavam cada vez mais próximos de vir.
Motorsport/Formel 1: GP von San Marino 2004
A McLaren enfim abriu as portas em 1988 e ele abriu caminho para as maiores glórias de sua vida no esporte, oito vitórias e o primeiro título mundial logo em sua estréia no melhor carro que já pilotou em toda sua vida, o duelo acirrado com o companheiro de equipe lhe deixou apenas com o vice-campeonato no ano seguinte mas em 1990 e 1991 ele conseguiu ser o melhor novamente e faturar mais dois títulos de campeão mundial, não havia mais como pará-lo a não ser que o carro não tivesse mais o rendimento que vinha tendo, mesmo assim ele consegue fazer o impossível e conquista mais um vice no ano de 1993 comprovando mais ainda tudo que já tinha sido comprovado.

Desde o começo no dia 25 de março de 1984 passando pela primeira pole e primeira vitória em 21 de abril de 1985, até a última vitória em 7 de novembro de 1993 e o inesquecível primeiro pódio do dia 3 de junho de 1984 em Mônaco, foram 161 Grandes Prêmios disputados com 41 vitórias, 65 pole-positions e 80 pódios em toda a carreira na Fórmula 1, 87 vezes largando na primeira fila, 614 pontos no total e 2.986 voltas na liderança, pilotou com 7 motores diferentes e foi muito além do que talvez ele mesmo pudesse imaginar, era brilhante e era único mas um dia tudo isso acabou, em uma curva, de forma trágica, o fim com certeza ninguém imaginou que fosse assim.

As datas marcantes ficaram marcadas, assim como o dia 1º de maio de 1994, o último dia que entrou em um carro de Fórmula 1, o último dia que largou e o último dia que pilotou, um acidente trágico lhe tirou a vida e a chance de fazer muito mais do que já havia feito, deixando apenas nas lembranças de cada um todos os belos momentos que conseguiu proporcionar emocionando seus fãs em todo o mundo, o nome dele é Ayrton Senna da Silva, mas isso todos já sabiam e ninguém vai esquecer de reverenciá-lo em qualquer momento do ano, principalmente no dia que marca mais um ano de saudades desde que infelizmente partiu. (Foto: Getty Images via PicApp)

4 comentários:

Marcelonso disse...

A lembrança de Senna estará sempre presente por muitas gerações.
Seu legado é gigantesco.

"Fiz corridas fantásticas,mas a melhor aida está por vir" Senna.

abraço

FilipeJMS disse...

A primeira corrida do Senna foi no dia 25 de Março? Se sim, mais um motivo para eu admirar o cara, no dia do meu aniversário ehehehe!!
Coloco Senna, Guga, Cielo (pelo que já conquistou), Oscar, e Romário num patamar acima de todos os outros esportistas brasileiros!

Senna foi simplesmente fantástico. Sua morte é sentida por todo o povo brasileiro até os dias de hoje. Além de grande piloto ele também foi um ser humano incrível.

É uma pena os meios de comunicação não darem a devida importância a esta data. Cabe a nós blogueiros manter esse lembrança sempre viva.

Abração!

Leandro disse...

Com certeza. Virou um mito. Um dos melhores pilotos da história e o melhor para muitos. Senna deixou muitas saudades, não só pelos títulos e vitórias, mas como as lições de superação de determinação. Abraço