Uma grande pedra no sapato

19:09 Net Esportes 3 Comments

Tennis - French Open
Era o oitavo dia de disputas e o terceiro jogo do dia previsto para a quadra central Philippe Chatrier, de um lado estava o então tetra campeão consecutivo de Roland Garros e do outro um desafiante que ninguém conhecia, Rafael Nadal não estava em sua plenas condições físicas, e assim o sueco Robin Söderling escreveu seu nome na história da edição de 2009 do Grand Slam francês, sua glória no entanto só não foi maior porque apesar de ter conseguido chegar na grande decisão daquele ano, teve que amargar o vice-campeonato, justamente porque após tirar o principal favorito ao título, foi obrigado a decidir justamente contra o segundo favorito, e aí não teve a menor chance.

Derrotado na final mas lembrado eternamente por ter tirado Nadal da disputa, a fama de ser carrasco do grande favorito ao título de Roland Garros não durou apenas uma edição, em 2010 Robin Söderling está de volta para continuar sendo uma grande pedra no sapato do cabeça-de-chave número um da competição, com o pequeno detalhe que desta vez não são as oitavas-de-final como em 2009 e sim as quartas, não foi no oitavo dia e sim no décimo, choveu durante o jogo e principalmente não era contra Rafael Nadal que ele estava jogando, era contra o atual número um do mundo, era sueco contra suiço, era um jogador que em outros doze jogos jamais havia vencido, era ninguém menos que Roger Federer, o seu algoz de um ano antes.

Esse ano Rafael Nadal está muito mais condicionado do que no ano passado, mas deve ter comemorado muito o fato de não ter caído no mesmo lado da chave que Söderling, algo que Federer talvez nem tenha notado ou se preocupado, a final de Roland Garros do ano passado foi o melhor resultado em toda a carreira do tenista sueco que tem 25 anos de idade, ele conquistou apenas cinco títulos no circuito e além de nunca ter superado Federer antes, tinha perdido a decisão de 2009 justamente para o número um do mundo, mas como no ano passado fez histótra novamente, para tristeza de todos que mais uma vez não poderão ver o grande duelo de Federer contra Nadal, fator que ajudou muito Federer a ser campeão em Paris pela primeira vez na sua carreira em 2009.
2010 French Open - Day Ten
Além das coincidências com o ano passado, o feito de Robin Söderling ainda interrompe uma sequência fantástica de Federer, que havia conseguido até o Aberto da Austrália desse ano 23 torneios seguidos de Grand Slam onde chegava ao menos da semifinal, ao longo da carreira foram 22 finais e 16 títulos conquistados, a última derrota antes da semifinal havia acontecido em 2004 quando na terceira rodada perdeu para Gustavo Kuerten, a competição era justamente em Roland Garros. Só resta saber agora se o sueco continuará repetindo sua campanha de 2009 e chegará na grande final, onde muito provavelmente receberá o troco na revanche contra Rafael Nadal, que já sabe muito bem como incomoda essa pedra no sapato. (Fotos: ZumaPress e Clive Brunskill/Getty Images via PicApp)

3 comentários:

FilipeJMS disse...

Até os grandes tem seus piores dias...

Filipe Araújo disse...

Que mala esse Sderling! jajaja

Saludos!

http://gambetas.blogspot.com

Campo de Jogo disse...

Segunda torci pelo Belucci contra o Nadal, mas depois da vitória esperada do espanhol já me preparei pra domingo assistir mais um show entre ele e Federer...
Vou ter que procurar outra coisa pra fazer!! hehehe