Pedeaço de asa muda tudo

11:11 Net Esportes 6 Comments

BUDAPEST, HUNGARY - AUGUST 01: Mark Webber of Australia and Red Bull Racing celebrates on the podium after winning the Hungarian Formula One Grand Prix at the Hungaroring on August 1, 2010 in Budapest, Hungary. (Photo by Mark Thompson/Getty Images)
Depois das atitudes questionáveis da Ferrari no último GP da Alemanha de Fórmula 1, ninguém poderia deixar de lembrar muito durante toda a semana dos fatos lamentáveis semelhantes que envolviam Michael Schumacher e Rubens Barrichello. Muito tempo se passou desde 2002 e por incrível que possa parecer ambos ainda correm hoje em dia. Com a única diferença que o brasileiro está em uma equipe e o alemão em outra. Na pista do GP da Hungria, já nas últimas voltas, Schummy está em 10º lugar e Rubinho é o 11º, a corrida não estava tão chata desde a largada até ali, mas viveu nesse momento uma de suas partes mais emocionantes de todo o fim de semana. Dessa vez não tem ordem de equipe para mandar um passar o outro, dessa vez é na raça, no talento e na vontade que se consegue uma ultrapassagem, mesmo que seja por apenas um ponto.

Pelo rádio Barrichello reclamava que Schumacher estava fechando muito na tentativa de evitar ser passado, e quando o brasileiro partiu para cima na reta dos boxes levou uma fechada maior ainda, onde o alemão literalmente o empurrou para o muro e quase causou um acidente gravíssimo. Esse é o velho Michael Schumacher que muitos conhecem, o mesmo que jogou o carro para cima de Jacques Villeneuve em 1997 quando tentava ser campeão, um piloto que não joga limpo e que acabou merecidamente sendo punido pelo que fez hoje. E mesmo assim muitos ainda discutem se ele foi melhor que Ayrton Senna. Essa disputa entre os velhos companheiros de Ferrari talvez só tenha acontecido por causa de uma asa, um pedaço da asa do carro de Vitantonio Liuzzi que foi parar no meio da pista e que causou muito mais reviravoltas, principalmente lá na frente.

A red Bull segue dominando os treinos, conseguiu a 11ª pole em 12 corridas. Sebastian Vettel manteve a ponta mas Mark Webber ficou para trás de Fernando Alonso. Dizem que os primeiros segundos da corrida em Hungaroring definem todo ela, mas eles não contavam com um pedaço de asa na pista. O Safaty Car entra na corrida e Vettel entra nos boxes, Webber fica na pista e começam as lambaças. O acidente infantil de Robert Kubica e Adrian Sutil dentro dos boxes e o incidente bizarro de Rosberg perdendo a roda também dentro dos boxes. Todos eles recebem punição mas nenhuma que mude tanto a história da corrida, a FIA ficou preocupada com a imagem que a Ferrari deixou no último GP e mais do que nunca quer investigar tudo e punir todo mundo, inclusive Vettel que na hora da relargada deixou um espaço maior do que dez carros entre ele e o companheiro de equipe Webber, fato que determinou o resultado final.
BUDAPEST, HUNGARY - AUGUST 01: Mark Webber of Australia and Red Bull Racing celebrates on the podium after winning the Hungarian Formula One Grand Prix at the Hungaroring on August 1, 2010 in Budapest, Hungary. (Photo by Ker Robertson/Getty Images)
Webber seguiu na pista com os mesmo pneus que largou e quando fez sua parada voltou na frente para vencer pela quarta vez no ano e ainda por cima assumir a liderança do campeonato, já que Leiwis Hamilton abandonou. Vettel por sua vez deu um passeio pelos boxes e subiu no pódio em terceiro completamente revoltado pela punição que o fez ficar atrás de Alonso e quem sabe perdido a prova. Fica a dúvida se as ordens de equipe voltaram em apenas uma corrida depois que causaram grande alvoroço entre os torcedores ou se Vettel simplesmente se esqueceu da vida e retardou sua largada pensando que era o primeiro colocado, afinal pelo seu histórico nesse ano na briga pelo título contra o próprio companheiro de equipe Webber faz com que seja difícil imaginar que ele estivesse ali ajudando o australiano, menos ainda que fizesse isso a mando de Christian Horner. O que provaria ainda mais a sua ingenuidade que pode lhe custar o título de campeão correndo em uma carro tão bom, assim Webber agradece e até beija sua RBR. (Fotos: Mark Thompson/Getty Images e Ker Robertson/Getty Images via PicApp)

6 comentários:

A N D disse...

Cheguei a pensar que Barrichelo daria um "troco" pelo que aconteceu naquela epoca visto que algo semelhenta aconteceu na ferrari na semana passada, lembrança de sentimento sei la pensei q ele ia fuder com o Schumacher mas é o Rubinho neh unica coisa q tem de mais é o numero de corridas, até pra ir pro espaço ele será o segundo brasileiro!

Marcelonso disse...

Até agora não consegui ver esse pedaço de asa,mas que ele salvou a corrida,ah salvou !

Webber fez uma daquelas suas apresentações perfeitas,agora vai levar um tempo até fazer a proxima.

Schumacher ficou doido,é um excepcional piloto é verdade,mas hoje foi estupido.

É obvio que não poderia estender o tapete vermelho para Barrichello,mas espremer o cara no muro naquela velocidade lutando pelo 10º lugar,com um carro nitidamente muito mais lento foi estupido demais.

abraço

icнiα disse...

Interessante, apesar de não entender muito sobre esportes, mas indicarei seu blog para pessoas próximas...

Parabéns...

http://the-peixevoador.blogspot.com/

Gigante Colorado disse...

É muito bom ver uma ultrapassagem do Rubinho sobre o Schumacher, não acha? Até por todo o histórico, mas realmente tem que ser punido, Schumacher podia ter provacado um acidente feio :S

beijoo (gabi)

FilipeJMS disse...

Acho q nunca um ponto foi tanto comemorado e aplaudido por um piloto. Rubinho que sempre é criticado por nós brasileiros, merece nosssos sinceros PARABÉNS pela manobra e pela corajem!
Chupa alemão! ahahahah...

Giordano Bruno disse...

Puxa, obrigado pelo voto no concurso de blogs lá do orkut. Não por reciprocidade, votarei no seu também. É que o que você disse aqui sobre o Senna é verdade: o alemão pode ganhar mais títulos, mas nunca será melhor que Senna. Pode ser bairrismo puro, mas só quem viu Senna correr sabe o que é emoção na F1. Vi os outros blogs concorrentes, mas achei que o seu é mais pessoal na escrita.
Ponto pra você.
Parabéns pelo blog e um abraço!