Vitória para as vítimas do 11-9

16:24 Net Esportes 1 Comments

U.S. Kevin Durant celebrates a basket against Lithuania during a FIBA Basketball World Championship semi-final game in Istanbul, September 11, 2010.         REUTERS/Jeff Haynes (TURKEY - Tags: SPORT BASKETBALL)
Em algum ponto das coordenadas 40°43′N e 74°00′W do globo, os nomes das quase três mil vítimas dos ataques de 11 de setembro eram lidos em voz alta durante a já tradicional cerimônia de homenagem a todas elas. Já nas coordenadas 39°55′N 32°50′E ocorria mais um jogo de basquete do Campeonato Mundial. Só que com o pequeno detalhe que neste jogo uma das equipes em quadra era justamente o time dos Estados Unidos da América, que enfrentava a Lituânia e não o Afeganistão ou qualquer um outro país islâmico qualquer. Ainda bem porque os jogadores demonstraram pouco antes do início da partida que esse dia não seria apenas mais um em suas vidas, pela primeira vez todos levaram a mão ao peito durante o hino nacional, e jogaram com tanta garra e vontade que era impossível em qualquer momento do duelo imaginar que não estariam de volta à final depois de 16 anos sem decidir o título de um dos seus esportes mais aclamados pelos seus torcedores.

A explosão de Kevin Durant mostrando a camisa para a torcida enfatizando as letras USA é só uma prova do sentimento de se superar a qualquer custo que havia por trás de cada um dos jogadores. O atleta do Oklahoma City Thunder é só mais um em meio a todos os seus companheiros que não eram vistos como grandes estrelas do basquete americano, que estão anos-luz de serem os novos Kobe Bryant ou LeBron James. A resposta dele em especial foi simples e direta, 38 pontos e show nas quadras da Turquia. O placar final terminou 89 a 74 para os Estados Unidos mas o mais importante de tudo isso eles já haviam feito, lembraram de seus compatriotas que morreram tragicamente nove anos atrás, sendo que alguns deles escreveram a emblemática data em seus tênis com caneta mesmo, colocando principalmente 9-11-01 e também a inscrição R.I.P que significa 'descanse em paz'.
U.S. Kevin Durant wears shoes depicting letters R.I.P and date 9-11-01, in memory of the 9/11 attacks of the World Trade Center in New York, during a FIBA Basketball World Championship semi-final game against Lithuania in Istanbul, September 11, 2010.   REUTERS/Jeff Haynes  (TURKEY - Tags: SPORT BASKETBALL IMAGE OF THE DAY TOP PICTURE)
Na última vez que os Estados Unidos havia chegado na decisão, em 1994, massacraram a Rússia com um placar de 137 a 91 jogando no Canadá. Agora 16 anos depois e com estrelas que podem brilhar no futuro da NBA o time tenta resgatar o seu orgulho no basquete que já havia sido resgatado nas Olimpíadas de Pequim, porém jogando lá com os maiores e principais nomes da maior liga desse esporte em todo o mundo. A tarefa não será fácil mais uma vez e o adversário sai do confronto entre a seleção da Turquia que joga em casa e a Sérvia que teve apenas uma derrota na competição. Se os sentimentos dos americanos neste domingo dia 12 forem os mesmos que demonstraram nesta sábado dia 11 então é possível imaginar que os Estados Unidos podem reconquistar um título que conseguiram apenas três vezes na história, uma conquista que faria as vítimas do World Trade Center ficarem muito orgulhosas se estivessem vivas para ver. (Fotos: Jeff Haynes/Reuters via PicApp)

1 comentários:

FilipeJMS disse...

Nada melhor que uma vitória para homenagiar as vítimas da tragédia de 11/09!
A final contra a Turquia promete ser disputada, irei torcer para os turcos rsrsr...