Nem precisa vencer Grand Slam

11:05 Net Esportes 2 Comments

BEIJING - OCTOBER 05: Caroline Wozniacki of Denmark poses for photographers before the player party for the 2010 China Open at the Shangri-La Hotel on October 5, 2010 in Beijing, China. (Photo by Matthew Stockman/Getty Images)
As unhas pintadas de amarelo são um charme a mais. O nervosismo em um dos jogos mais importantes de sua carreira podem ser muito bem compreendidos. A vitória no dia seguinte contra Ana Ivanović mesmo depois de aparentemente ter sofrido uma lesão serve apenas para comprovar sua força, seu poder de superação e simplesmente a melhor fase de sua carreira neste ano de 2010. Um ano que viu a badalada Serena Williams vencer dois torneios de Grand Slam, o Aberto da Austrália e o Torneio de Wimbledon, um ano que viu também a surpreendente vitória de Francesca Schiavone em Roland Garros e a afirmação de Kim Clijsters no US Open, grandes conquistas que representam muito mas que ironicamente não serviram para determinar quem seria hoje a número um do mundo. Posto agora ocupado por Caroline Wozniacki e suas unhas amarelas.

Alguns podem se surpreender mas no fundo é até fácil compreender porque Caroline Wozniacki chega ao topo do ranking WTA sem ter ao menos um torneio de Grand Slam conquistado na sua carreira, tendo sido apenas finalista do US Open no ano passado. Este fato parece estar sendo uma tendência do atual tênis feminino, que viu em 2008 a sérvia Jelena Janković ser a número um com apenas uma final de Grand Slam na carreira, jogada inclusive depois de assumir o posto de melhor do mundo e ainda perdendo a partida; Além de Dinara Safina, a irmã do russo Marat Safin que foi número um em 2009 depois de ser finalista do Aberto da Austrália uma vez e finalista em Roland Garros em outras duas oportunidades, superada por suas rivais em todas elas. Ambas tiveram um período curto no topo mas provaram que vencer o Grand Slam não tem feito muita diferença.

É claro que Wozniacki e toda a sua beleza estonteante não chegaram no topo do ranking de para quedas e sem o menor sentido. A dinamarquesa além de chamar a atenção por ter sido tornado mais uma musa no tênis tem feito o seu papel dentro de quadra, chegou na final do US Open do ano passado e na semifinal do torneio novaiorquino deste ano. Mas além disso ela só alcançou o posto de líder do ranking WTA porque faturou cinco títulos em seis finais disputadas somente no ano de 2010. A última conquista foi no torneio de Tóquio que teve sua final realizada no último dia 2 de outubro e se não bastasse a jogadora já está na semifinal do torneio de Pequim, onde tem tudo para aumentar ainda mais sua coleção de troféus. No total Wozniacki tem 11 títulos em 18 finais disputadas em sua carreira que começou em 2005.
Caroline Wozniacki of Denmark blows a kiss to the crowd after winning her quarter-final match against Ana Ivanovic of Serbia at the China Open tennis tournament in Beijing October 8, 2010.  REUTERS/David Gray   (CHINA - Tags: SPORT TENNIS)
Excelentes resultados, esforço máximo e merecimento pela nova conquista. A nova tendência do atual tênis feminino que vai provando não ser de suma importância vencer Grand Slam para ser a melhor do mundo foi sem dúvida um fator considerável, mas Caroline Wozniacki deve agradecer também a Serena Williams que só não mantém a ponta porque estava afastada devido a uma lesão. A norte-americana retornará em duas semanas e sem dúvida vai querer recuperar seu posto, assim Wozniacki terá um enorme trabalho para se manter como líder não ter o mesmo destino de Janković e Safina, que chegaram lá sem ganhar nada e continuam na mesma situação, ou ainda da sua última adversária, Ivanović, que também foi líder, só que tendo um Grand Slam, mas também decaindo por talvez se aproveitando mais de sua beleza do que de seus talento. Duas características que a nova número um do mundo tem de sobra e das quais espera-se que ela as use com sabedoria. (Fotos: Matthew Stockman/Getty Images via PicApp)

2 comentários:

Ela eh Linda! Linda! Linda!

Realmente n se pode negar que ela jogue mto e por isso está na liderança do ranking do tenis feminino....

Creio que ela deva ganhar um Grand Slam, pois talento n falta, mais como vc falow, tomara q ela n se aproveite mais de sua beleza do que de seu talento.

Detalhe: O vestidinho que a Adidas desenvolveu pra ela no US Open foi demais!

Leandro disse...

A Wozniacki é linda e talentosa. Talvez o nervosismo e um pouco de falta de experiência tenham impedido-a de conquistar um Grand Slam. Ela faz tudo certinho até chegar na final, só que na hora H, na hora do vamo vê ela fraqueja e termina perdendo.
Acho que esse posto de número 1 do mundo dela é muito mais pela falta de concorrência e falta de pontos de tenistas como Clijsters, mas acredito que os verdadeiros dias de glória dela vão chegar. Ela não é apenas um rostinho bonito.
Abraço