Lakers em busca de um recorde

07:50 Net Esportes 1 Comments

Los Angeles Lakers' Kobe Bryant (L) goes up to shoot past Minnesota Timberwolves' Michael Beasley during their NBA basketball game in Los Angeles, California November 9, 2010. REUTERS/Lucy Nicholson (UNITED STATES - Tags: SPORT BASKETBALL)
Na temporada de 1987-1988 da NBA a equipe do Los Angeles Lakers tinha excelentes jogadores. Dentre os principais nomes daquela época dois se destacaram na história do basquete mundial e são reverenciados até hoje. O mundo jamais vai esquecer do que fez nas quadras Magic Johnson e Kareem Abdul-Jabbar, e tão pouco as estatísticas que eles e seus companheiros conseguiram naquele ano em que não havia como não serem campeões. O derrotado na final foi o Detroit Pistons, que havia sido o melhor time de sua divisão com 54 vitórias e 28 derrotas, uma campanha boa mas muito abaixo das 62 vitórias e apenas 20 derrotas que o Lakers havia conseguido, com o pequeno detalhe de que as disputas foram abertas com um recorde que permanece até hoje, onde conseguiram vencer os 11 primeiros jogos até finalmente serem superados na 12ª partida.

Em 1989 Abdul-Jabbar encerrou sua carreira, mas Johnson jogou até 1991 e depois atuou mais uma vez com a camisa amarela de Los Angeles no ano de 1996. Ambos fizeram história na segunda equipe mais vezes vitoriosa da NBA porém no ano em que a equipe obteve uma de suas marcas mais expressivas o MVP das finais não foi nenhuma dos dois, e sim James Worthy, outro jogador que assim como as duas lendas passou toda sua carreira na mesma equipe. Esse foi apenas um sinal de que o Lakers de 1987-1988 não era apoiado na individualidade e sim na coletividade, tanto que o maior reboteiro da época foi Michael Cage, do Los Angeles Clippers, as maiores assistências foram de John Stockton, do Utah Jazz, o maior aproveitamento nos arremessos de Kevin McHale, do Boston Celtics e a melhor média de pontos por jogo pertencendo a um tal de Michael Jordan, que jogava em um tal de Chicago Bulls.

Os números sempre ficam marcados e registrados nos livros e sob a forma de bytes na Internet hoje em dia. Eles servem para lembrar o que de melhor aconteceu no passado, servem para todos lembrarem que em 1987 o Los Angeles Lakers conseguiu a incrível marca de vencer as 11 primeiras partidas da temporada sem perder nenhuma vez. Um recorde monumental que agora em 2010 tem uma chance grande de ser igualado ou até quem sabe superado. Magic Johnson não joga mais, Kareem Abdul-Jabbar não joga mais e nem mesmo James Worthy pode aparecer de surpresa para brilhar mais do que as estrelas que brilham o tempo todo. Hoje quem arremessa a bola laranja em direção à cesta é um novo ídolo da terra onde o sol parece mais quente do que em outros lugares do planeta, seu nome é Kobe Bryant e ele já foi até comparado a Jordan, ele faz 33 pontos contra o Minnesota Timberwolves e assegura mais uma vitória para a sua equipe na atual temporada.
Nov 2, 2010; Los Angeles, CA, USA; Los Angeles Lakers guard Kobe Bryant (24), left, and center Pau Gasol (16) embrace during the game against the Memphis Grizzlies at the Staples Center. The Lakers defeated the Grizzlies 124-105. Photo via Newscom
Abdul-Jabbar tinha Johnson, Bryant tem Pau Gasol e Lamar Odom. O triunfo contra o Wolves por 99 a 94 foi apenas mais um na rotina deste ano, antes já haviam passado pelo Portland Trail Blazers, Toronto Raptors, Sacramento Kings entre outros. No total o Los Angeles Lakers chegou a oito vitórias e nenhuma derrota, oito triunfos nos oito primeiros jogos da temporada, restando repetir o desempenho em pelo menos mais três para igualara a marca conseguida nos anos 80 e quem sabe até superar os lendários jogadores que atuaram naquela época. A tabela de fato ajudou a equipe do Lakers e pode dar mais uma força para que eles consigam entrar mais uma vez na história, pois os próximos adversários são Denver Nuggets (4-4), Phoenix Suns (3-4) já superado esse ano, Milwaukee Bucks (3-5) e a moleza Detroit Pistons (2-6) que pode ser o adversário mais generoso se ele proporcionar a 12ª vitória ao rival. (Fotos: Lucy Nicholson/Reuters e Newscom via PicApp)

1 comentários:

Pobre esponja disse...

O Basquete Americano judia.
Não existe, nem se compara ao futebol brasileiro perante aos rivais.

abç
Pobre Esponja