Quarto maior vencedor da história

11:54 Net Esportes 1 Comments

Roger Federer
O tenista Jimmy Connors nasceu em St. Louis, Illinois, no ano de 1952. Em 1970 ele já fazia alguns jogos internacionais mas se tornou um profissional oficialmente em 1972. Neste ano ele faturou nada a menos que seis títulos, mostrando de cara que havia surgido para ser um dos maiores da história. No ano seguinte foram mais 11 conquistas e já em 1974 o primeiro Grand Slam de sua carreira, onde foi campeão do Aberto da Austrália superando na final o jogador local Phil Dent em quatro sets. Connors ainda ficaria com os troféus de Wimbledon e do US Open naquele mesmo ano, totalizando mais tarde oito títulos dos maiores torneios do mundo em 15 finais disputadas. Um dos maiores gênios da raquete jogou de forma competitiva até o ano de 1989 quando totalizou o recorde de 109 títulos em toda sua carreira, sendo o último em Tel Aviv, Israel.

A marca expressiva conseguida por Jimmy Connors poderia ser ligeiramente maior se não fosse um certo representante da Checoslováquia, país onde nasceu Ivan Lendl, outra das grandes lendas do tênis mundial. Ele se tornou profissional em 1978, começou a ganhar os torneios apenas em 1980 mas foram sete de uma vez só. Foi derrotado por Connors em La Quinta e também no US Open por duas vezes, mas conseguiu superar o rival em Ft. Myers no ano de 1985 e em Roma, na Itália, no ano seguinte. As derrotas no entanto acabaram sendo maiores do que os triunfos e por isso que ele chegou à "apenas" 94 títulos na sua carreira que durou até o final do ano de 1994. Desta forma ele é o segundo maior da história em números títulos, porque além de Jimmy Connors havia outro norte-americano que dava um trabalho imenso para ele e qualquer um que jogou nessa época.

Seu nome é John McEnroe e ele é um pouco mais conhecido do que Connors e Lendl. Contra o recordista de títulos da história McEnroe ganhou uma vez em Wimbledon 1984 e perdeu uma outra, no ano de 1982. Já contra o segundo maior vencedor de torneios em todos os tempos foram duas derrotas em Grand Slam, Roland Garros de 1984 e US Open de 1985, e um triunfo conseguido no US Open de 1984. Nos torneios menores McEnroe derrotou Connors em sete finais, tendo sido superado em outras seis. Contra Ivan Lendl tem 15 vitórias contra 21 derrotas no confronto direto mas o derrotou em nove finais, incluindo duas de Master Series. O americano parou de jogar cedo, em 1992, mesmo assim é o terceiro maior em números de títulos da história do tênis, onde totaliza a marca de 77 troféus em toda a sua carreira.
Roger federer
Todos esses três tenistas chegaram a jogar contra aquele que até dois dias atrás era o quarto maior da história em números de títulos, mas só um (Lendl) disputou finais de torneios contra ele, perdendo três e ganhando uma. Mais uma vez um americano, seu nome ainda mais conhecido do que o de McEnroe, contra quem jogou três vezes apenas tendo vencido as três. Pete Sampras jamais vai deixar de ser um dos maiores de todos os tempos, conquistou 64 títulos na carreira sendo 14 Grand Slam. Poderia ter sido mais, se não fosse Andre Agassi talvez, se não tivesse parado depois de jogar apenas 12 anos profissionalmente. Ele parou em 2002 e oito anos após pendurar a raquete acaba sendo superado em número de títulos, justamente por aquele que já havia o superado em número de torneios Grand Slam. Roger Federer ganhou em sua cidade natal mais uma vez e chegou aos 65 títulos na carreira. John McEnroe já está na mira, Ivan Lendl é uma realidade mais difícil e alcançar Jimmy Connors um sonho que parece impossível. Principalmente lembrando que Rafael Nadal pode ser um Agassi da vida e um jogador que também espera bater todos esses recordes. (Fotos: via PicApp)

1 comentários:

Quanta história ein? Não sou muito ligada em Tennis, mas gostei de saber da trajetória de todos esses tennistas...
Adorei Post!
Beijos!