O duelo de Highlanders da NFL

14:22 Net Esportes 1 Comments

DETROIT - NOVEMBER 25: Tom Brady  of the New England Patriots reacts after a Detroit Lions turnover during the game against the Detroit Lions at Ford Field on November 25, 2010 in Detroit, Michigan. New England defeated Detroit 45-24. (Photo by Leon Halip/Getty Images)
Os candidatos a serem considerados como um verdadeiro Connor MacLeod não faltam no Futebol Americano, mas antes de chegar o Super Bowl ainda será possível ver muitos candidatos a Kurgan que poderão viver seus dias felizes cantando "New York, New York" antes de morrerem. É bem verdade que o Giants não quer ser o vilão da história mas adoraria cantar o tema tão bonito da sua cidade, dar um golpe duro no Jacksonville Jaguars vencendo a partida por 24 a 20 mas não matando o rival de uma vez por todas, faltou cortar a cabeça fora. Assim a tarefa de manter a saga dos imortais viva fica para o outro representante da terra que inspirou Frank Sinatra, o Jets, que aproveitou muito bem toda a sua força jogando em casa em pleno Dia de Ação de Graças e simplesmente aniquilou com o Cincinnati Bengals, o time que perdeu pela oitava vez consecutiva e que certamente não irá ressuscitar tão cedo.

Ser o Kurgan da história não faz parte dos planos do New York Jets, a equipe alcançou a nona vitória em onze partidas e quer ser o maior guerreiro imortal da NFL. A tarefa porém não será nada fácil, pois só pode haver um e o confronto direto contra um dos tão grandes como eles será na próxima semana e não no final da trilogia. É muito privilégio fazer parte do Clã MacLeod e poder ser treinado por Juan Sanchez Villa-Lobos Ramirez, então é inevitável não ver um time como o New England Patriots seguindo o mesmo caminho. O agradecimento por tudo que aconteceu no ano é feito e quem sabe eles não estão agradecendo por tudo que aconteceu desde 1536, ou pelo menos desde 1959. Pobre Detroit Lions, a campanha é de apenas duas vitórias com nove derrotas, justamente o inverso do Pats, números que o credenciam também como um dos grandes cortadores de cabeças.

Está marcado desde que a tabela foi feita e eles não precisaram serem atraídos a uma terra distante para lutarem por um prêmio de natureza desconhecida. Todos sabem muito bem qual é o objetivo, todos conhecem muito bem o troféu que receberão quando enfim vencerem o Super Bowl. O que ninguém imaginava é que o confronto entre New York Jets e New England Patriots válido pela 13ª semana da NFL seria tão emblemático, muito mais do que o encontro ocorrido na segunda semana, pois desta vez vale a liderança na Divisão Leste da AFC. A equipe de Nova York já cantou demais o tema de sua querida Big Aplle mesmo que estivesse jogando em New Jersey, mas a espada que marcou 28 a 14 no rival apenas apunhalou da forma não mortal para um Highlander, era preciso ter cortado a cabeça fora, pois agora os riscos de ter a sua cortada são muito grandes.
ATLANTA - NOVEMBER 28: Michael Turner  of the Atlanta Falcons rushes for a touchdown against the Green Bay Packers at Georgia Dome on November 28, 2010 in Atlanta, Georgia. (Photo by Kevin C. Cox/Getty Images)
Quando se vence e se torna o único tudo fica perfeito, só que como todos sabem existem os playoffs, existe sempre uma continuação e quando menos se espera vem 'A Ressureição' seguida de 'A Batalha Final'. Um Highlander nunca morre, a cabeça parecia ter sido cortada mas faltou um pequeno pedaço, que manteve alguém vivo para costurar ela de volta ao pescoço e fazer assim um retorno triunfal. A guerra na AFC é só um parte dessa história fantástica, pois ainda falta a outra guerra, que acontece de maneira tão intensa na NFC. Pode ser que lá esteja o verdadeiro Connor MacLeod, personificado como Matt Ryan e comandando o Atlanta Falcons para uma vitória apertada contra o Green Bay Packers, chegando também aos nove triunfos em onze jogos. Mostrando que também pode ser um guerreiro imortal, pois no Futebol Americano assim como em todos os outros esportes só pode haver um no final de tudo. (Fotos: Leon Halip/Getty Images e Kevin C. Cox/Getty Images via PicApp)

1 comentários:

Como sempre digo, acho o futebol americano um esporte fascinante, mas, não entendo muito. Vou aprender um dia lendo seus post, ahahahaah.

Abração e espero você lá,

Luís
porforadogramado.blogspot.com