Mantendo um filho em casa

09:12 Net Esportes 0 Comments

August 13, 2010: Shortstop Derek Jeter  of the New York Yankees during a game against the Kansas City Royals at Kauffman Stadium in Kansas City, Missouri.
Parace até que foi ontem. No dia 29 de maio de 1995 Derek Jeter fazia a sua estréia na MLB jogando pelo New York Yankees. O começo quase sempre é duro para os calouros e não foi diferente com o jogador que conseguiria se recuperar já no ano seguinte, promovido a shortstop e já sendo campeão na equipe da Big Apple. Daí em diante foi só alegria no Bronx, Jeter foi selecionado onze vezes para o All-Star Game da MLB, acumulou cinco conquistas da World Series, levou prêmios de MVP, Babe Ruth Award, Roberto Clemente Award e foi aleito o Sportsman of the Year em 2009. No total são 234 home runs, 1685 corridas anotadas em 2926 rebatidas válidas. Os números caminham ao seu lado e só o ajudam, exceto talvez pela última temporada, uma temporada que ele quer apenas esquecer e apagar da sua carreira.

A luva de ouro ele ganhou, mas todos sabem que seus números ficaram bem abaixo do esperado, seu desempenho não chegou nem perto daquele que teve em 2009 e o seu time não chegou nem perto de ser campeão mais uma vez. Para piorar as coisas Derek Jeter se vê chegar aos 36 anos de idade e ficar bem longe do vigor que tinha no ano de 1996. O jogador se tornou um agente livre na MLB e sua prioridade é negociar com o time que acolheu no seu início de carreira e onde ficou até os dias de hoje. O valor do seu contrato, no entanto, é muito alto e não corresponde mais ao seu jogo, assim o impasse segue e as negociações tensas duram quase um mês inteiro. O acordo acaba sendo feito, e o New York Yankees mantém em casa um de seus filhos mais queridos de todos os tempos.

A torcida agradece imensamente Brian Cashman e agradece também o próprio Derek Jeter, pois ele aceitou uma redução salarial. O rebatedor renovou por três anos e vai jogar ainda até os 39 anos de idade, com possibilidades de renovação por mais um ano. Jeter irá receber um valor total de 51 milhões de dólares, cerca de 17 milhões de dólares em salários por cada temporada e mais oito milhões caso jogue a temporada em que completa 40 anos de vida. Uma vida que muito provavelmente será toda dedicada a apenas um time, um time onde fez a história acontecer nos últimos quinze anos e um time onde ainda pode fazer muita história nos próximos três anos. A camisa número dois de Nova York ainda continua na ativa e tem tudo para ser aposentada no futuro, assim como a camisa núemro 42, de Mariano Rivera, que também renovou e também continuará defendendo o time em 2011.
New York Yankees' shortstop Derek Jeter warms up before the Yankees take on the Texas Rangers in game four of the ALCS at Yankee Stadium on October 19, 2010 in New York.   UPI/Monika Graff Photo via Newscom
Rivera renovou por apenas dois anos, e também teve uma pequena redução em seus recebimentos anuais. Desta forma a franquia mais rica dos esportes norte-americanos alívia um pouco a sua extensa folha salarial, que incluem ainda Alex Rodriguez e CC Sabathia. Tudo para começar a pensar em outras contratações e reforços para 2011. Sendo que dentre os nomes em pauta estão o do pitcher Cliff Lee, que jogou pelos Rangers em 2010, e também o de Carl Crawford, que foi um dos destaques do Tampa Bay Rays. Certamente eles não vão pedir entre 22 a 24 milhões de dólares por ano como queria Derek Jeter, mesmo porque ainda não são como um filho para o Yankees, algo que sem dúvida querem se tornar um dia e desta forma não vão deixar passar essa grande oportunidade de jogar em um dos maiores times do mundo ao lado de um dos jogadores que já fez história por lá. (Fotos: ZumaPress e Monika Graff/UPI/Newscom via PicApp)

0 comentários: