Todos com a cabeça raspada

09:48 Net Esportes 2 Comments

BELGRADE, SERBIA - DECEMBER 05: Novak Djokovic of Serbia celebrates at match point after defeating Gael Monfils of France during day three of the Davis Cup Tennis Final at the Begrade Arena on December 5, 2010 in Belgrade, Serbia. (Photo by Julian Finney/Getty Images)
Como um jovem que entra na universidade pela primeira vez na vida, os jogadores de tênis da Sérvia rasparam a suas cabeças após conquistarem a Copa Davis, afinal era a primeira vez em toda a história que isso estava acontecendo. A conquista aconteceu neste domingo mas ela começou para valer mesmo em março, quando o país enfrentou os Estados Unidos e via o rival desistindo ali de serem campeões novamente, tudo porque não mandaram para a Belgrado Arena, em Belgrado, os seus melhores jogadores. Não foi por isso fácil, acabou com uma vitória apertada de 3 a 2, mas começava ali uma arrancada da equipe comandada por Novak Djokovic que talvez nem os próprios jogadores e principalmente os torcedores pudessem imaginar que resultaria em título.

Djokovic inclusive pode ser considerado o maior herói da Sérvia nesta conquista inédita. O jogador que da muito trabalho para Roger Federer e Rafael Nadal simplesmente venceu todas as suas partidas de simples na Copa Davis, sendo quase sempre duas em cada confronto. Ele passou por Sam Querrey e John Isner na estreia, superou Ivan Ljubičić e Marin Čilić na melhor vitória da equipe que fez 4 a 1 na Croácia, venceu Tomáš Berdych na semifinal contra a República Tcheca e quase complicou as coisas quando no mesmo confronto perdendo o jogo de duplas atuando ao lado de Nenad Zimonjić. Por sorte Janko Tipsarević venceu suas duas partidas e não foi apenas ele que ajudou a salvar a pele dos sérvios e contribuir para que suas cabeças fossem raspadas.

O outro herói do time é Viktor Troicki, mas não pela semifinal vencida mais uma vez pelo placar apertado de 3 a 2 porque lá ele perdeu para Radek Štěpánek. E sim pela grande final diante da França mais uma vez jogando em Belgrado, onde Tipsarević não conseguiu o mesmo desempenho que havia conseguido antes, onde Djokovic repetiu o desempenho que vinha tendo em todo o campeonato e onde a dupla não conseguiu vencer mais uma vez. O drama estava pronto, o placar em desvantagem, a torcida apreensiva e tudo de pior acontecendo. Até que no domingo finalmente o dia de soltar o grito de campeão chegou, mais uma vez com Novak Djokovic comandando a reação com uma vitória sobre Gaël Monfils, e depois com Viktor Troicki dando a volta por cima e selando a grande conquista com um triunfo arrasador sobre Michaël Llodra.
BELGRADE, SERBIA - DECEMBER 05: Novak Djokovic of Serbia celebrates winning a game in his match against Gael Monfils of France during day three of the Davis Cup Tennis Final at the Begrade Arena on December 5, 2010 in Belgrade, Serbia. (Photo by Julian Finney/Getty Images)
Apesar de derrota a França deve sair de cabeça erguida da Copa Davis neste ano. Em uma campanha brilhante só havia perdido um jogo na estreia diante da Alemanha. Depois disso fez cinco a zero na toda poderosa Espanha que não contou com Nadal no duelo, vendo David Ferrer, Fernando Verdasco e Nicolas Almagro sucumbirem. Depois repetiu o massacre sobre a Argentina na semifinal onde nem David Nalbandian conseguiu salvar a pele dos hermanos. Talvez o excesso de confiança tenha os feito pensar que já eram campeões antes da hora, talvez os resultados do primeiro dia, a ausência de Arnaud Clément e o excesso de revezamento entre os tenistas tenha prejudicado. Sorte do rival que acabou campeão na base da superação, sorte da Sérvia que terminou o dia sem cabelos mas com uma taça que jamais havia ganho em toda a sua história. (Fotos: Julian Finney/Getty Images via PicApp)

2 comentários:

Foi incrível ver a emoção dos atletas após a disputa. União, talento e surpresa, tudo isso reunido em só um lugar e um local.

Abração e hoje é dia de 'Sobe e desce semanal',

Luís
porforadogramado.blogspot.com

Saudades do Brasil quando jogava a Copa Davis, acho que vamos demorar um bom tempo para voltarmos a disputar esse torneio, culpa dos nossos dirigentes q n souberam aproveitar a era Guga para buscar novos talentos e divulgar o esporte...

Parabéns a Servia e o Novak Djokovic joga mto!