Grand Slam é só no mesmo ano

14:27 Net Esportes 4 Comments

Em 1933 Jack Crawford resolveu se esforçar um pouco mais e tentou vencer os quatro maiores torneios de tênis do mundo no mesmo ano, e para um feito tão grandioso como esse havia a necessidade de se dar um nome para a façanha. Desta forma o jornalista estado-unidense John Kieran usou pela primeira vez na história o termo Grand Slam, que até hoje é forma mais usual de se referir ao Aberto da Austrália, o Torneio de Roland Garros, o Torneio de Wimbledon e o US Open. Todos eles são conhecidos como Torneios de Grand Slam e quem vence os quatro no mesmo ano ganha o Grand Slam. Crawford acabou sendo superado por Fred Perry na decisão em Nova York, mas não demorou muito para alguém fazer valer o termo criado por Kieran.

US Open e Wimbledon no ano de 1937, faltavam dois, mas em 1938 o americano Don Budge entrou para a história do tênis ao se tornar o primeiro jogador em todos os tempos a vencer os quatro principais torneios de tênis no mesmo ano. Definitivamente não se trata de um feito qualquer, se trata de algo extremamente difícil que só foi repetido em 1953 quando Maureen Connolly deixou sua marca. E se faltavam argumentos para comprovar o quanto é complicado, eis que somente mais um jogador conseguiu fazer o verdadeiro Grand Slam até os dias atuais, e o australiano Rod Laver ainda pode se gabar de ter conseguido tamanha glória por duas vezes ao longo de sua carreira, 1962 e 1969. Já no feminino o Grand Slam foi conseguido por Margaret Smith Court em 1970 e Steffi Graf em 1988.

A raridade de se ver um tenista ganhando o Grand Slam é tão grande que outras formas de vencer todos eles também foram consideradas. Por exemplo vencer os quatro torneios de forma consecutiva, sem ser no mesmo ano, conseguido por Martina Navratilova, Serena Williams e mais uma vez Steffi Graf. Sim, foram apenas mulheres até hoje, mas os homens estão na lista dos vencedores do Grand Slam na carreira, termo usado para quem ganha os quatro principais torneios sem ser de forma consecutiva e muito menos nos mesmo ano. São eles Fred Perry, Doris Hart, Shirley Fry, Roy Emerson, Billie Jean King, Chris Evert, Andre Agassi, Serena Williams, Roger Federer e o espanhol Rafael Nadal, que foi o último a conseguir e que pode se juntar às mulheres levando pelo menos os quatro de forma seguida se vencer na Austrália esse ano.

A lenda Rod Laver já declarou que se Rafael Nadal vencer o Aberto da Austrália esse ano não estará ganhando o famoso Grand Slam, e sim o Grand Slam consecutivo em anos diferentes. É claro que Laver quer aproveitar para relembrar seu feito incrível que foi conseguido duas vezes inclusive, e também evitar que Nadal seja reverenciado ao extremo por algo que não está conseguindo de fato. Mesmo assim o próprio australiano afirma que caso o espanhol vença estará conseguindo uma glória alcançada por poucos ao longo de tantos anos de história no tênis. Sem contar que Nadal já tem o Golden Slam, os quatro mais as Olimpíadas, conseguindo em anos diferentes por ele, mas no mesmo ano por Steffi Graf. A alemã só perde talvez para Doris Hart, Margaret Smith Court e Martina Navratilova, que faturaram o 'Boxed Set', ou seja, venceram os quatro maiores torneios em simples, duplas e duplas mistas, haja talento!

4 comentários:

Luiz Paulo Knop disse...

Acredito que Federer tem uma possibilidade muito maior do que Nadal de atingir um Grand Slam na carreira, o vejo como um jogador mais completo!

http://esporteresenha.blogspot.com

OGROLÂNDIA disse...

um esporte que, como a maioria, a gente vê e parece fácil.
ô joguim difícil.
será quem um dia vamos ver um brasileiro ganhando o grand slam?

Net Esportes disse...

@Luiz: O Federer já teve umas duas chances de ganhar, o problema dele foi sempre o Nadal em Roland Garros.

@Groenlandia: Difícil.

Patrick Araújo disse...

O detalhe é que cada torneiro eh um piso diferente, cimento, sintético, grama, saibro...

Por isso a dificuldade de se atingir um Grand Slam na carreira...

O atleta que consegue ralmente eh completo!