Packers começa colher os frutos

09:54 Net Esportes 0 Comments

As indas e vindas do quarterback Brett Favre começaram em 2008, aposentadoria e retorno cinco meses depois de tomar a decisão mais difícil de sua vida que até hoje não foi totalmente definida. Um dos maiores jogadores da história do Green Bay Packers queria voltar, mas o time que voltou a vencer um Super Bowl graças a ele não o queria mais, tinha outro jogador para a posição mais importante do Futebol Americano, estavam pensando em um futuro que agora em 2011 pode estar chegando. Brian Brohm com a camisa 11 era reserva, Matt Flynn com a 10 também ficava no banco e com a camisa 12 estava Aaron Rodgers, o novo líder da equipe, em eles apostavam todas as fichas.

A campanha naquele ano acabou sendo ruim, apenas seis vitórias com dez derrotas, e eliminação na temporada regular. Quem sabe em 2009 as coisas pudessem melhorar, Rodgers com um pouco mais experiência e nem duas derrotas para o rival Minnesota Vikings, onde estava na ocasião Brett Favre, poderiam abalar. Foram 11 vitórias e apenas cinco derrotas, mas no Wild Card derrota para o Arizona Cardinals de Kurt Warner. Não tem como deixar de sentir saudades do hoje em dia odiado ex-camisa 4 da equipe dos torcedores cabeças de queijo, o Green Bay Packers resolveu apostar no futuro, apostar em Aaron Rodgers e na temporada 2010-2011 finalmente começou a colher os frutos que não colhia desde 2007, quando Favre foi embora.

Não foi exatamente como no ano anterior, mas dez vitórias e seis derrotas também valem vaga para o Wild Card. Pela frente veio o Philadelphia Eagles e tada a história de superação de Michael Vick, nada importou para Rodgers que comandou a vitória por 21 a 16. O Green Bay Packers estava novamente no Divisional Round, o Green Bay Packers tinha novamente a chance de ganhar o título da Divisão que levou quatro vezes na última década com o lendário Brett Favre, sendo que o único detalhe era que Brett Favre não lançava mais a bola oval, a tarefa agora era de Aaron Rodgers e o adversário era o Atlanta Falcons, que começou melhor no jogo e abriu 7 a 0, ampliando mais tarde para 14 a 7, foi só o que conseguiram fazer.

Mais de 300 jardas em passes para Rodgers, foram 48 pontos marcados superando os 45 que o time fez nos playoffs de 2009, a sublime interceptação de Tramon Williams que correu 70 jardas para marcar seu touchdown antes que o segundo quarto chegasse ao fim. Sem falar no touchdown do próprio Aaron Rodgers quando o terceiro quarto começou e os Field Goals de Mason Crosby, que desta vez não fariam falta, mas serviram para abrilhantar ainda mais a vitória massacrante de 48 a 21. O Green Bay Packers voltou a colher os frutos que tantas vezes encheram sua cesta na época de Brett Favre, o Packers renegou um ídolo para pensar no futuro, e quem sabe esse futuro pode ser hoje, o título da Conferência pode se tornar realidade, e voltar ao Super Bowl seja a glória maior que esses frutos possam render.

0 comentários: