Histórias do Beisebol V

11:00 Net Esportes 3 Comments

Em 21 de maio de 1883, em Franklin, Massachusetts, nasceu um homem chamado Eddie Grant. Ninguém imaginava, mas depois de se formar na Universidade de Harvard ele se tornou jogador de beisebol, onde atuaria pelo Cleveland Naps a partir de 1905. Grant se transferiu mais tarde para o New York Giants, e encerrou sua carreira em 1915. O seu destino no esporte havia acabado, mas longe dele estava traçado da pior forma possível. Eddie Grant se alistou nas forças armadas e serviu na Primeira Guerra Mundial como capitão, acabou vendo seu batalhão ser aniquilado pelo inimigo e acabou vendo o fim de sua vida em uma explosão na França durante a missão de resgate. O primeiro jogador da MLB morto em uma guerra acabou virando herói, e mais tarde seria responsável por mais uma maldição do beisebol.

O New York Giants, fundado como New York Gothams em 1883, ironicamente mesmo ano de nascimento de Eddie Grant, não hesitou e mandou fazer uma placa em homenagem ao seu ex-jogador que jamais teve a chance de voltar para a casa. A placa foi colocada no estádio Polo Grounds, um lugar onde todos os times de beisebol de Nova York já atuaram alguma vez em seus anos de histórias. A placa acabou se tornando um símbolo de homenagens eternas ao jogador que morreu na Guerra, principalmente no Memorial Day, quando inúmeros buques de flores eram colocados próximos a ela e também quando muitas pessoas iam até lá lembrar do grande herói. Esse lindo ritual durou muito, só que teve um fim lamentável em 1954 após o Giants vencer o World Series pela quinta vez, a placa havia sido roubada.

A placa havia desaparecido, não havia pistas sobre o seu paradeiro e o New York Giants acabou 'sumindo' também alguns anos mais tarde, em 1957, quando por problemas financeiros resolveu se mudar para San Francisco. O Giants foi mantido, mas sem a placa eles perduraram anos e anos até conseguirem serem gigantes novamente. World Series de 1962 e derrota para o New York Yankees por apertados 4 jogos a 3. World Series de 1989 e derrota para o Oakland Athletics em um massacre de 4 jogos a 0. Finalmente a World Series de 2002, a esperança contra o Anaheim Angels e mais uma derrota por pouco, 4 jogos a 3 novamente. O problema era a placa que sumiu, a maldição de Eddie Grant atormentava o Giants, era preciso fazer alguma coisa para reverter esta sina de derrotas frustantes na hora decisiva do campeonato.Muitos insistiram, quase todos em vão. O Giants diziam que Grant era de Nova York, e eles eram de San Francisco. Em 2006 a relutância acabou, uma réplica da placa foi feita e colocada perto de um elevador, muito difícil até de ser encontrada, mas está lá. Onde quer que esteja, talvez em algum lugar do Polo Grounds que foi demolido em 1964, Eddie Grant deu um jeito e encontrou a sua placa, a placa que serve para que todos lembrem dele e assim acabou perdoando seu ex-time que não queria manter viva sua memória quando o símbolo que representava isso desapareceu. Mais uma World Series chegou em 2010, mais um drama de pensar que Maldição de Eddie Grant continua, só que ela finalmente acabou, o time derrotou o Texas Rangers e após 56 anos de jejum soltou novamente o grito de campeão que estava mais do que engasgado na garganta, literalmente com um placa entalada que jamais irá sumir novamente. (Fotos: Arquivo)

3 comentários:

Samir . disse...

Gostei bastante do seu blog, a partir de agora estou lhe seguindo.

Gostei de conhecer a história de Eddie Grant, sou um aficcionado por esportes.

Abraço.

Caramba, maldita placa... sempre tem umas paradas "amaldiçoadas" em qualquer lugar que você vá. Até no baseball tem encosto!

Abraço! ;)

http://anpulheta.blogspot.com

Olá amigos do Net Esportes. O Chelsea News Brasil agora é site e está em novo endereço. Por favor, troque nosso link em sua seção parceiros. Abraços e Obrigado!

www.chelseabr.com.br