'Trabalho sujo' para Mayweather

13:59 Net Esportes 3 Comments

No lado esquerdo do ringue um lutador que para muitos é o melhor da atualidade, cartel fantástico com 57 lutas, 52 vitórias sendo 38 nocautes, apenas três derrotas e outros dois empates. Do outro lado do ringue alguém que se sente como o melhor lutador da atualidade, tudo porque em 41 combates jamais foi derrotado, tendo conseguido 25 nocautes. O único detalhe, no entanto, é que este cenário está apenas na imaginação dos torcedores, apenas na ilusão dos amantes do boxe. Manny Pacquiao e Floyd Mayweather, Jr. jamais subiram nos mesmo ringue para ficarem frente a frente, para realizarem uma das lutas mais aguardadas dos últimos anos. E sendo assim o que resta é apenas outros lutadores tendo que fazer o que consideram como um 'trabalho sujo'.

Por um tempo os problemas era burocráticos, coisa normal para eventos esportivos que envolvem muito dinheiro. Um exigia que o outro fizesse mais exames anti-doping, o outro dizia apenas que o rival estava com medo, e querendo fugir da luta. Hoje os problemas são outros, problemas jurídicos que Mayweather tem por apropriação indébita, onde se fala até em roubo, tudo ocorrido em setembro do ano passado. O lutador americano sofre até com acusações de violência doméstica e assédio, fazendo com que o grande sonho dos fãs fique ainda mais distante por enquanto. Pacquiao por sua vez quer seguir lutando aos 32 anos de idade, e se Floyd Mayweather, Jr. não quer subir no ringue com ele há quem queira, como Shane Mosley, justamente o próximo rival que diz estar fazendo o tal 'trabalho sujo' para Mayweather.

Beverly Hills, Las Vegas e agora em Nova York. Todo tipo de promoção é válida para divulgar uma luta de boxe. A única coisa que não da para acreditar é como está o cabelo de Manny Pacquiao, liso, com franja, parecendo que fez chapinha, simplesmente degradante para um lutador de boxe. Felizmente o novo visual não determina uma mudança maior de comportamento, ele beija a esposa Jinkee Pacquiao com direito até a bolo em comemoração ao 'Valenteines Day' e não consegue evitar o sorriso na hora de posar para fotos junto com o oponente, na hora em que na verdade ambos deveriam estar fazendo cara feia. Ninguém ficou se encarando, provocando ou querendo briga antes da hora. Isso certamente seria muito diferente se na frente de Pacquiao estivesse um tal de Mayweather.

O deveria ser feito para que Floyd Mayweather, Jr. decidisse encarar de uma vez por todas o filipino Manny Pacquiao? Será que se fosse Floyd Mayweather, Sr., o pai de Mayweather, Jr., hoje treinador, as coisas seriam diferentes? Difícil saber ao certo, e sem essa definição a única coisa que resta é acompanhar atentamente mais um duelo de Pacquiao, contra Shane Mosley, que vai acontecer no próximo dia sete de maio, no MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas. De um lado estará o lutador de 57 lutas, 52 vitórias e 38 nocautes, do outro estará um grande adversário com 54 lutas, 46 vitória, 39 nocautes e seis derrotas, ao invés de estar um invicto de 41 lutas e 41 vitórias. Mas quem sabe um dia o mundo do boxe na categoria Meio-Médio possa enfim ver esse duelo tão aguardado entre dois grandes lutadores, mesmo que antes disso todos sigam vendo outros pugilistas fazendo o 'trabalho sujo'.

3 comentários:

É muita coisa que envolve o esporte, a rivalidade, o dinheiro, a mídia...
Infelizmente!

;D

Jean Francisco disse...

Daí um dos motivos da atual crise do Boxe e da forte ascensão do MMA. Enquanto o primeiro está entrelaçado com interesses variados e desconhecidos... o outro quer combates, público e mídia.
Abs
Jean Francisco
esportday.blogspot.com

Net Esportes disse...

Pois é Jean, mas também sabemos que sempre foi uma tradição do boxe ter apenas uma ou duas lutas por ano, para não banalizar tanto e fazer com que o combate seja ainda mais importante ..... nesse caso em especial e também nos pesos pesados com o David Haye é que está mais enrolado que o normal.