E a disputa fica acirradíssima

14:25 Net Esportes 0 Comments

Muitos iriam para a região montanhosa e fria de Lenzerheide, na Suiça, para passar suas férias mais perfeitas e sossegadas que poderiam imaginar. Isso, no entanto, não acontece para as melhores atletas do esqui alpino, em especial duas delas, duas amigas longe das competições que estão travando uma das batalhas mais duras e acirradas dos últimos anos. De um lado está a alemã Maria Riesch, a esquiadora que liderou a Copa do Mundo praticamente desde seu início no final do mês de outubro do ano passado. Do outro está a musa Lindsey Vonn, a atual tricampeã geral que nas últimas duas semanas conseguiu diminuir uma diferença enorme que tinha da rival, e hoje simplesmente assumiu a liderança restando apenas três provas para o final.

Antes da etapa de Tarvisio, na Itália, Riesch tinha quase 200 pontos de vantagem sobre Lindsey. Isso foi depois do Campeonato Mundial, isso foi depois que Vonn havia sofrido uma lesão que prejudicou seu desempenho por algumas semanas, isso foi antes da vencedora do prêmio Laureus de melhor atleta do ano de 2010 dar a volta por cima e conseguir os resultados importantes que não vieram no começo da temporada. A segunda colocação duas vezes seguidas, a vitória no Super G e o improvável terceiro lugar no Gigant Slalom de Špindlerův Mlýn, na República Checa. A diferença foi diminuindo, se desfazendo aos poucos e após o primeiro dia de disputas em Lenzerheide ela se reverteu, agora é Riesch que está atrás de Vonn.

Era o seu tão amado Downhill, mas mesmo assumindo a liderança no geral a vitória não aconteceu novamente. A primeira colocação do dia ficou com outra americana, a princesinha Julia Mancuso, a recordista dos 'quase' que finalmente voltou ao ponto mais alto do pódio, algo que não acontecia desde 2007. A segunda colocação ficou com a local Lara Gut e em terceiro lugar chegou a austríaca Elisabeth Görgl. Lindsey Vonn foi apenas quarta colocada, e isso mesmo não parecendo muito bom trouxe consequências extremamente acima de suas expectativas, tudo porque Maria Riesch sofreu uma queda durante sua descida e não marcou pontos, ficou para trás, perdeu a liderança e agora depois de tanto tempo em primeiro tem que amargar a segunda colocação no geral com 27 pontos de diferença para a tricampeã.

Lindsey Vonn comemora seu quarto título de Downhill com um sorriso difícil de segurar enquanto segura seu globo de cristal. Esse sorriso pode ser ainda maior se vencer a Copa do Mundo pela quarta vez consecutiva, só que nada será tão fácil quanto está parecendo ser nesta disputa acirradíssima. Ainda faltam três provas: o Super G, o Slalom e o Giant Slalom. Lindsey Vonn tem excelente desempenho no Super G, assim como Riesch, além de ter ido bem no último Giant Slalom. Já a alemã sempre foi muito boa em Slalom, exceto pelos últimos resultados. Tudo pode acontecer na reta final, o psicológico certamente vai falar mais alto e será preciso uma concentração acima dos limites. Nessas horas o menor erro pode definir tudo, e certamente cair ou cair novamente está totalmente fora dos planos de ambas.

0 comentários: