Goleiro Rogério Ceni é um mito

08:27 Net Esportes 9 Comments

O jogador Arthur Friedenreich poderia ser visto na história do São Paulo Futebol Clube como uma verdadeira lenda, já nomes como De Sordi, Gérson, Leônidas da Silva e o eterno camisa 10 Raí são ao lado de muitos outros grandes ídolos da torcida, jogadores históricos que marcaram uma época na vida de cada apaixonado por esse tão glorioso time paulista. Mas em meio a tantas lendas e ídolos, quem poderia ser considerado um mito no São Paulo? Era difícil pensar em um goleiro mesmo havendo vários candidatos como Poy, Waldir Peres, Gilmar e Zetti, todos com um reconhecimento enorme, porém nenhum deles fazendo o que o atual goleiro faz, fazendo o que quase nenhum goleiro do mundo consegue fazer, conseguindo uma proeza inimaginável até pouco tempo atrás, mostrando porque é um verdadeiro mito na história do tricolor paulista do Morumbi.

Vamos voltar 14 anos no tempo, exatamente em 15 de Fevereiro de 1997, em um jogo do São Paulo válido pelo Campeonato Paulista contra o União São João, no estádio Hermínio Ometto, em Araras. O juiz marcou uma falta perigosa na entrada da área e quando o goleiro saiu lá de trás para fazer a cobrança nem todo mundo imaginava que ali iria começar uma história incrível de um goleiro artilheiro. Na época todos já conheciam o goleiro paraguaio Chilavert, que até então havia feito 15 gols desde 1989, e todos passaram a conhecer o mito Rogério Ceni, que faria ali o primeiro de nada a menos do que a exorbitante e estupenda marca de 100 gols. Um goleiro fazendo 100 gols em sua carreira, só isso já é algo para entrar definitivamente na história do futebol mundial, porém Rogério Ceni consegue ir além, Rogério Ceni é um mito do São Paulo e do futebol mundial.

Rogério Ceni é um mito porque é um goleiro que faz gols, se não tivesse esse diferencial poderia ser considerado "apenas" como mais um grande goleiro na história do São Paulo. Mesmo assim é possível ir um pouco mais além quando se trata de Rogério Ceni, mesmo porque é um exímio goleiro, faz defesas milagrosas, e fora de campo é uma grande personalidade, desde quando começou a dar entrevistas chamava a atenção por falar de forma diferenciada e com muita inteligência, muitos costumam brincar e dizer que seu cargo de presidente do clube já esta garantido. Isso acontece porque depois das filhas e de sua família, Rogério já afirmou que o maior amor da sua vida é o São Paulo, o clube onde atuou praticamente em toda a sua carreira que teve início no Sinop em 1987 e onde se tornou o jogador que mais vezes atuou com a camisa de três cores tendo hoje quase mil jogos.

O mundo parou quando Pelé fez o gol número 1000 e o mundo para hoje para ver o goleiro Rogério Ceni fazer seu gol número 100. Poderia ser no estádio do Morumbi lotado, mas o primeiro de todos não foi, o que valeu o recorde de maior artilheiro do clube na Libertadores da América também não foi, o que ajudou na conquista do título Mundial em 2005 também não foi e o número 63 que o fez superar Chilavert também no foi, sendo esta inclusive uma das cinco vezes em que Rogério Ceni marcou dois gols no mesmo jogo. Rogério Ceni chegou na marca de 99 gols em um dos raros dias que o São Paulo foi derrotado quando ele faz um gol, mas no jogo seguinte, no primeiro jogo que tem a oportunidade da marca histórica, na primeira falta que lhe da condições de balançar as redes, na primeira chance de fazer o centésimo ele não hesita e faz seu torcedor explodir em imensa alegria.É mais uma daquelas coisas incríveis do esporte, tinha que ser emblemático, tinha que ser histórico, tinha que ser digno de um verdadeiro mito do futebol. Foi em uma tarde de domingo, foi no histórico e inesquecível dia 27 de março de 2011, foi contra um dos rivais mais odiados, que leva vantagem no confronto direto, que vinha mantendo um tabu de não ser derrotado pelo menos nos últimos quatro anos depois de ter ficado quase cinco anos perdendo para o São Paulo Futebol Clube. O gol número 100 só poderia ser mesmo desta forma, cobrando falta, a forma que mais fez gols em sua carreira com 56 tentos, além de 44 cobrando pênalty. Mais uma cobrança perfeita, aliadas à defesas monumentais com apenas uma mão e com os pés, mostrando que ainda tem reflexos precisos aos 38 anos de idade. Esse é Rogério Ceni, o goleiro artilheiro do mundo, o mito na história do futebol mundial e do São Paulo Futebol Clube, aquele que enche o torcedor de orgulho e que será eternamente lembrado por seus feitos absolutamente gigantescos. (Fotos: VipComm)

9 comentários:

Marcelonso disse...

Sem dúvida, Rogério Ceni entrou para a história por tudo o que ele representa, pela sua bela trajetória.

Uma pessoa equilibrada, um grande profissional,enfim um ser humano como poucos.

Essa marca veio coroar todo o trabalho de uma vida inteira, e convenhamos o destino caprichou hein!

abs

Net Esportes disse...

@Marcelonso: Caprichou muito Marcelo, nem me fala, para um torcedor desse time isso foi um acontecimento inexplicável, realmente histórico.

Ron Groo disse...

Sou santista, mas fiquei feliz demais.

tomazgarcia dias disse...

todos nós , independente de qualquer rivalidade que possamos ter não valorizar este gigante ja não existente no atual futebol brasileiro e mundial seria pura dor de cotovelo

Net Esportes disse...

@Ron Groo e tomazgarcia: Muito legal, para o bem do futebol !!

Jean Francisco disse...

Merecedor de todo nosso apreço e congratulações. Rogério é um exemplo num esporte onde o sucesso muitas vezes leva ao desvariu e pretenção. O que nunca fez parte em sua vitoriosa carreira.
Forte abs, parceiro.
Jean Francisco
esportday.blogspot.com

Net Esportes disse...

@Jean: É verdade Jean, além de ser um dos poucos que ficaram no mesmo clube a vida toda e nem por isso deixou de fazer história.

Fabio Gilarde disse...

Sem sombra de dúvida é um ótimo goleiro, acompanho o Ceni desde criança. É um jogador excepcional!!

Net Esportes disse...

@Fabio: Sem dúvida, ele é o cara !!!