Nadal pode ser maior de todos

14:04 Net Esportes 7 Comments

Sempre que se entra na discussão sobre qual seria o melhor ou o maior atleta de cada esporte, voltamos naturalmente à velha história de que não se pode comparar jogadores que atuaram em épocas diferentes. No tênis, por exemplo, tivemos grandes nomes como Rod Laver, Jimmy Connors, Björn Borg, Ivan Lendl, John McEnroe, além é claro dos até considerados recentes Boris Becker, Pete Sampras e Andre Agassi. Todos eles tiveram sua época de domínio, alguns um pouco mais que os outros, sendo que também se enfrentaram em várias oportunidades, e nesse caso sempre foi inevitável ver que de alguma forma alguém sempre levava algum tipo de vantagem. Não é e nunca será uma tarefa fácil apontar o maior ou o melhor de todos, e assim levar em considerações alguns números nessas horas é sempre uma boa maneira de encontrar uma solução.

Andre Agassi teve uma época ruim em sua carreira, caiu no ranking, parecia estar acabado, mas conseguiu se recuperar. No retorno o americano conseguiu a façanha de vencer um Grand Slam que jamais havia vencido, Roland Garros. Ter todos os títulos de Grand Slam e ainda uma medalha de ouro olímpica e algo realmente relevante para considerar Agassi no mínimo um dos maiores de todos os tempos, principalmente quando seu concorrente não tem um dos quatro títulos de Grand Slam. O saibro era complicado para Agassi, e impossível para Pete Sampras. Só que Sampras não teve um momento ruim na carreira, sempre foi mais absoluto, dominou em Wimbledon e no US Open e conseguiu o recorde de 14 títulos de Grand Slam. Até pouco tempo atrás era impossível não apontá-lo como o maior de todos no tênis.

Poder ver um jogador como Pete Sampras em seu tempo é algo que não se esquece jamais, é para sempre. Pensar que assim que sua carreira tivesse um fim iria surgir outro grande nome para substitui-lo de maneira tão rápida então estava totalmente fora de cogitação. O tênis, no entanto, tem evoluído com muita pressa, Sampras saiu e logo o mundo passou a conhecer Roger Federer, o suiço com estilo semelhante ao do americano que simplesmente chegou para se tornar o maior de todos os tempos. Quase o mesmo domínio em Wimbledon, superação do domínio no US Open, mais facilidade na terra do canguru até que o recorde de títulos de Grand Slam foi igualado e superado. Federer se tornava por que não o maior de todos, e além disso ele ainda conseguiu a taça na terra batida de Paris, algo que seu antecessor não conseguiu nem chegar perto de fazer.

Roger Federer já foi mais longe que Pete Sampras e que muitos outros tenistas em sua carreira e está com 'apenas' 29 anos de idade, Sampras encerrou a carreira com cerca de 31 anos de idade. O americano parou cedo, pois mesmo com todas as dificuldades físicas é possível jogar em alto nível pelo menos até os 35 anos de idade no tênis. Se conseguir isso, Federer pode aumentar sua coleção, pode quem sabe até conseguir a medalha de ouro olímpica e pode continuar sendo o maior de todos em números. O problema é que Roger Federer ganhou um Grand Slam pela última vez em janeiro de 2010, ocupa hoje a terceira colocação no ranking, já não é mais o mesmo Federer que o mundo estava acostumado a ver. Hoje Federer perde para jogadores desconhecidos como Jurger Melzer, ele jamais será campeão em Monte Carlo, lá o rei tem outro nome, um nome que pode ser o maior de todos no mundo do tênis.

De Laver para Connors, de McEnroe para Agassi e de Sampras para Federer. O tênis masculino se recicla rápido demais, se recicla mesmo durante o período de domínio de outro tenista. Roger Federer conseguiu muito mais do que Pete Sampras jogando na maior dificuldade de ambos, o saibro, conseguindo chegar em quatro finais comsecutivas do Aberto da França, o problema é que em três delas estava outro fenômeno chamado Rafael Nadal. O espanhol já pode ser considerado o maior de todos os tempos em pelo menos um piso, o saibro, conseguindo superar Björn Borg e qualquer outro que tenha conseguido brilhar na terra batida, e isso pode estar simplesmente lhe ajudando na tentativa de ser o melhor de todos em todos os aspectos, pois o jogador está com apenas 24 anos e já conseguiu praticamente tudo que um tenista sonha conseguir.

Rafael Nadal até hoje em toda a sua carreira só perdeu uma vez em Roland Garros, o mundo já vê e poderá continuar vendo um domínio em Paris que dificilmente será igualado um dia. Além disso Nadal já venceu todos os torneios de Grand Slam, já ganhou a medalha de ouro olímpica e com nove títulos de Grand Slam tendo ainda 24 anos de idade não fica nem um pouco difícil pensar que ele pode chegar a 16 e quem sabe até 17 conquistas nos próximos cinco anos. Rafael Nadal ghanhou três títulos de Grand Slam só no ano passado, começou arrasador na temporada de saibro e enquanto Federer perdia para Melzer, ele simplesmente arrasava Ivan Ljubicic caminhando para o seu sétimo título seguido no Monte Carlo Country Club. Nadal pode superar Federer e ser o maior de todos em números muito breve, a não ser que as coisas mudem e um novo nome para substituí-lo já apareça, ultimamente tem sido assim no mundo do tênis. (Foto: )

7 comentários:

Marcelonso disse...

Nadal é um fora de série assim como Fereder, aliás o tênis tem uma de suas melhores safras.


abs

Admsports disse...

Olá,
Por toda suas desenvoltura e obviamente habilidade dentro de quadra Nadal, sem sombras de duvida já é um dos gigantes e pode vir a ser o maior de todos.Impressionante como ele se adapta e joga com o mesmo nivel em qualquer tipo de quadra!
abrass

@admsport
http://admsports.blogspot.com/

Patrick Araújo disse...

Concordo com Marcelonso, o tenis realmente vive uma das melhores safras, poxa Rafael Nadal, Roger Federer, Novak Djokovic, Robin Soderling, Andy Murray e outros...

Ai eu me pergunto, será que o nosso GUGA estaria entre os melhores hoje? Sei que é meio viagem isso por ser épocas totalmente diferentes....

Luiz Paulo Knop disse...

Concordo com boa parte do texto, só uma coisa que me chamou atenção quando você diz que o Federer não ganha um Grand Slam desde 2010... o Nadal também... aliás... todos os tenistas, tirando o Djokovic, não vencem um Grand Slam desde 2010

http://esporteresenha.blogspot.com

Net Esportes disse...

@Marcelonso: Exatamente Marcelo, vivemos uma boa safra hoje e vivemos também na década passada, e na outra e na outra .... a renovação é sempre em alto nível.

@Admsports: Exatamente, ele é o Rei do saibro, mas já ganhou na grama, no cimento, no cintético e no carpete ... se as contusões não vierem ele tem tudo para ganhar até uns 20 Grand Slam.

@Patrick Araújo: O Guga hoje tem 34 anos, eu falei no meu texto que um jogador de tÊnis joga bem até os 35 anos pelo menos, mas na verdade não sei se continua ganhando Grand Slam e tudo mais com essa idade. Eu acho que o Guga poderia ter ganho um US Open pelo menos e quem sabe ter dado trabalho para o Nadal em Roland Garros, mas são apenas suposições, uma pena.

@Luiz Paulo Knop: Muito interessante seu comentário Luiz, eu fiz um pequeno ajuste no texto, o Federer não ganha desde janeiro de 2010, foi para dizer que ele está a mais de um ano sem vencer GRand Slam. De fato não quer dizer muito, mas Nadal ganho três enquanto ele não ganhou nenhum, e pelo resultado em Monte Carlo se nota que Nadal tem tudo para vencer Roland Garros novamente.

CSM SPORTS disse...

Acho que em tres anos o nadal passa o sampras, ai com o federer praticamente aposentado ele sabera o que tera que fazer para passa-lo o que pode atrapalha-lo é o fisico que em minha opinião é seu pior adversário.

Net Esportes disse...

@CSM SPORTS: Verdade, em 2009 ele não ganhou Roland Garros justamente por um problema físico .....