O que aconteceu com Cielo?

13:56 Net Esportes 0 Comments

Falando em natação, por exemplo, o caso de Hugo Duppre não causa espanto, não é surpresa, pelo menos não tanto quanto ouvir que Fabíola Molina foi flagrada no exame anti-doping. Isso, no entanto, também não significa que não seja mais um caso triste, tanto quanto ouvir a ponto de arregalar os olhos da face que aconteceu com Daiane dos Santos e Maurren Maggi, com os ídolos é muito pior, você de uma certa forma pensa que estaria sendo enganado durante todo o tempo que torceu, sofreu e se emocionou ao lado daquele atleta. Será que os elogios eram em vão? Será que esse atleta foi uma farsa? É muito difícil crer que tudo não passou de uma ilusão, assim como é muito difícil aceitar que Cesar Cielo tenha realmente se dopado, o problema é que doping é sempre doping, se houve um acidente não importa muito, é doping do mesmo jeito.

Não é muito difícil crer na inocência do atleta, mesmo porque são feitos exames períodicos ao longo do ano, só em 2011 Cielo passou por cinco exames anti-doping, sendo que jamais em toda a sua carreira ele fora flagrado. Maurren Maggi colocou a culpa em uma pomada, cumpriu a suspensão severa e depois voltou com tudo, conseguindo iclusive a medalha de ouro nas Olimpíadas de Pequim 2008. Daiane dos Santos foi pega com a mesma substância que Cesar Cielo, a furosemida, que muitas vezes é usada para mascarar outras substâncias dopantes, e por isso é considerado doping também, já que por si só pouco efeito causaria no atleta. Cielo afirma que a farmácia de manipulação contaminou seus comprimidos de suplemento alimentar, é inclusive uma boa desculpa como a pomada de Maggi, mas ele não foi o único flagrado no mesmo teste realizado durante o Maria Lenk.

Henrique Barbosa, Nicholas Santos e Vinícius Waked. Sem falar na própria Fabíola Molina e Daynara de Paula também recentemente. O que está acontecendo com a natação brasileira? É inevitável até uma semelhança com um recente caso de doping em promessas do atletismo brasileiro ocorrida também recentemente. O Brasil parece estar com o olho maior que a barriga, talvez precionados por patrocinadores que querem retorno rápido (e olha que a natação tem dado muito retorno nos últimos anos), talvez seja uma preocupação com as Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro, em casa não pode fazer feio, mas é muito mais feio fazer de forma desonesta, o doping é um dos maiores inimigos do esporte, ironicamente aparecendo muito mais em esportes individuais do que coletivos, e o pior de tudo: com ídolos, com nomes já consagrados, com quem você até duvide que seja verdade, mas que não evita uma pequena mancha na carreira que merece uma punição.

Daiane deu a volta por cima, Maurren Maggi também e Cesar Cielo tem totais condições de fazer o mesmo, muito provavelmente já em Londres 2012. Se tudo não passou de um acidente, se tudo foi por acaso, melhor ainda. O que não pode acontecer é simplesmente não acontecer nada, a advertência faz parte da punição para furosemida, mas quando quatro atletas são flagrados na mesma situação o caso passa a ser muito estranho. A FINA não engoliu a história e já marcou um julgamento, antes do Mundial de Xangai, para onde Cielo já viajou. É triste, é de se lamentar porque Cesar Cielo é um ídolo, o maior nadado do Brasil, na história até, mas é um caso de doping. Cielo merece uma punição, uns seis meses pelo menos, para que ele sinta o drama, para que passe a tomar muito mais cuidado, pois um 'erro' ou 'acidente' desse tipo pode acabar lhe custando toda uma brilhante trajetória que ele já tem e que pode ser maior ainda. (Foto: Globoesporte)

0 comentários: