Mais papo furado da renovação

17:49 Net Esportes 3 Comments

Em quais aspectos três derrotas no futebol podem ser consideradas como boas ou ruins? No Campeonato Brasileiro ou em qualquer outro campeonato de pontos corridos do mundo inteiro, por exemplo, perder apenas três vezes é extraordinário, fantástico, primordial para ficar com o título no final de tudo. O Flamengo inclusive lidera o nacional do Brasil com nove vitórias, seis empates e nenhuma derrota. Agora e se for o caso de uma Seleção, no caso a Seleção Brasileira de futebol, em um período de um ano? Perder três vezes nesse tempo não é pouco, não é legal, não é interessante e nem se for em meio ao agora já tão famoso papo furado da renovação. O pior de tudo nem é o simples fato de perder três vezes, é para quem perdeu, contra quem foi a derrota, justamente contra times que são considerados grandes.

Pelo menos contra a Holanda o Brasil conseguiu empatar, sem gols marcados, em um jogo ruim, contra uma Laranja Mecânica que nem estava jogando com sua força máxima. Contra o Paraguai na Copa América, o time além dos três para quem o Brasil perdeu que está melhor posicionando no atual ranking da FIFA, um ranking esquisito, sem muito critério, mas que de certa forma serve para se ver os atuais momentos de cada equipe, foram outros dois empates, sendo que no segundo deles veio a eliminação da competição sul-americana. Ganhar a Copa América pode de fato não significar nada, afinal o Brasil havia ganhado as duas últimas edições e não levou a Copa do Mundo da mesma sequência. Empatar com Venezuela, com Paraguai, perder nos pênaltis de maneira vexatória é que é o problema. Falta de vontade, time sem identidade.

As vitórias vieram de um ano para cá, contra os Estados Unidos, contra a Escócia, contra a Romênia em um jogo festa dos mais bizarros que já fizeram, a CBF e sua luxúria, a TV compra, o povo engole. Vieram ainda outras vitórias menos importantes ainda, porém o que pesou mais foram as derrotas, apenas três derrotas, três jogos que fizeram parte dos quatro, talvez cinco jogos mais importantes contando a Copa América nesse curto período de um ano. Pesou mais porque foi contra a França, de quem o Brasil não ganha a muito tempo, uma eternidade, uma vida de freguês gigantesca e lamentável, principalmente depois do que a França fez na Copa do Mundo de 2010. Pesou também porque foi contra a Argentina, e quase não foi, foi no finalzinho, Messi faz a diferença, a diferença é ser grande, só perde contra equipes grandes, campeões da Copa do Mundo.

Outra equipe grande está no caminho do Brasil, da nova era, da nova geração, da renovação. Na Mercedes Benz Arena, em Stuttgart, com estádio completamente lotado, com uma lindíssima festa dos torcedores. A sina é a mesma, o tabu continua, o Brasil não ganha da Alemanha, perde por 3 a 2, e dois porque agora conseguiu marcar de pênalty, porque Robinho fez um gol que não fazia desde o jogo contra a Holanda na Copa da África, porque Neymar achou um gol nos acréscimos quando o adversário já havia parado e o juiz esquecido de apitar o final do jogo. A estrela de Schweinsteiger brilhou, o jovem Götze deu um verdadeiro show, o Brasil errou feio mais uma vez como no terceiro gol alemão do jeito que um time jamais deveria errar se quer vencer uma Copa do Mundo. Enquanto isso o barco segue, até quando ninguém sabe, talvez dando certo, talvez não. Ronaldinho Gaúcho, hoje jogando muito, está fora, mas entram Luiz Gustavo e Renato Augusto, quem? Chama o Baloubet du Rouet‏, isso ta parecendo mais competição de Hipismo do que um jogo de futebol. (Foto: AFP PHOTO / CHRISTOF STACHE via Getty Images)

3 comentários:

Patryck - Admin. disse...

to te seguindo me segue de volta

http://fcgols.blogspot.com/

(se não aparecer os seguidores, atualize a pagina)

Vlw!

O Fla ainda é invicto!!! Eba!!!

Votei no seu blog naquele negocio que tem do lado!

Luiz Paulo Knop disse...

O Brasil exige resultado imediato de sua seleção, independete de ser com jovens ou veteranos, o que me surpreende é que quando tinha um time formado, experiente, a CBF não buscou amistosos fortes para testar a seleção... agora que tem um monte de jovem, ela coloca os caras no fogo...

http://esporteresenha.blogspot.com

Net Esportes disse...

@Luiz Paulo Knop: Mais uma vez deve ter pensado no dinheiro primeiro ... mas daqui até o fim do ano já tirou do fogo, vai ser só moleza e no meu modo de ver não vai refletir a realidade, pois se ganhar tudo vai parecer que o time ta pronto e mais uma vez que pegar uma pedreira e perder como fica? ... assim não tem parêmetro.