Renovação no tênis feminino

08:20 Net Esportes 0 Comments

Petra Kvitová vence WTa ChampionshipsWTA Tour Championships em Istanbul, na Turquia, logo na mesma semana em que o país sofreu com um terremoto que matou quase 600 pessoas na região da província de Van. E as oito melhores tenistas do ano se reuniram para fazer tremer as quadras na capital, exceto Kim Clijsters que está machucada, Jelena Jankovic que teve um ano péssimo ou as irmãs Venus e Serena Williams, que tiveram um ano pior ainda. O WTA Championships é definitivamente reservado para as melhores da atualidade sem excessões, e assim não tem como evitar dizer que a disputa acirrada se define como um reflexo exato do que acontece no tênis feminino hoje em dia, onde o mundo descobre e comprova o nascimento de um novo talento da República Checa.

Apenas 21 anos de idade e no começo do ano ela ocupava a posição número 38 do ranking WTA. Hoje Petra Kvitová saltou de uma jogadora desconhecida para a segunda posição do ranking e muito próxima de se tornar a número um do mundo. Não foi por acaso, foi por mérito, uma qualidade de jogo impressionante que a fez ter um excelente desempenho contra as rivais bem posicionadas no ranking, além de levar os títulos dos torneios de Brisbane, Paris, Madrid, Linz e se não bastasse ainda faturou o torneio de Wimbledon. Mais 115 pontos e ele assume o primeiro lugar, com um torneio de Grand Slam nas costas, algo que a atual número um não tem, um peso que todas gostariam muito de carregar para não sofrer críticas nesse sentido.

Caroline Wozniacki é uma excelente jogadora, mas ela só chegou em uma final de Grand Slam e uma do WTA Championships no ano passado. É muito mais fácil contestar sua posição privilegiada no ranking do que a sua beleza estonteante de encher os olhos. Já Kvitová não chega a ser uma musa, pelo menos não tanto quanto sua rival da final Victoria Azarenka, mas tem uma competência e uma garra impressionates que a fazem vencer por 2 sets a 1, mesmo placar da semifinal contra a australiana Samantha Stosur, a australiana campeã do US Open 2011 que ficou a um duelo da final pelo segundo ano consecutivo. Todas fazendo parte da nova geração do tênis feminino, já que antiga geração parece não conseguir manter a força que sempre tiveram.

O Tênis feminino que sempre viveu tempos de hegemonias como o de Chris Evert, o de Martina Navratilova, o de Steffi Graf e até mesmo Martina Hingis, Lindsay Davenport e Serena Williams, sente falta hoje de uma Justine Henin arrasando e não dando chances para ninguém. Caroline Wozniacki termina o ano como líder mais uma vez, e só nos tempos de Navratilova e Graf alguém ficava no topo tanto tempo seguido, mas infelizmente sem o mesmo brilho, afinal Wozniacki só brilha com seu sorriso encantador, pois não consegue vencer nenhum torneio importante. Petra Kvitová pode mudar essa história, pode ser a nova grande jogadora dos próximos anos, vencendo WTA Championships e outros Grand Slams, liderando o ranking, isso se continuar causando o terremoto que provocou em Istanbul. (Foto: AP Photo)

0 comentários: