Acelerando no final do ano

09:11 Net Esportes 2 Comments

Roger FedererO tenista suiço Roger Federer está com 30 anos de idade, bem mais que os 25 de Rafael Nadal ou os 24 de Novak Djokovic. A última vez que Federer chegou em uma final de Grand Slam foi em Roland Garros deste ano, sendo que o saibro nem de longe é o seu tipo de superfície favorita. O último título em um dos quatro maiores torneios do mundo foi a mais tempo ainda, no Aberto da Austrália do ano passado, ou seja, em janaiero de 2010, a quase dois anos. Mas será que estes são sinais de que sua carreira está chegando ao fim? Provavelmente não se for levado em consideração o ATP Tour Finals, a competição que reúne os melhores jogadores de cada ano.

Em dez anos, já contanto o ano de 2011, Federer deixou de jogar as semifinais do ATP Tour em apenas uma oportunidade: 2008. Aquele ano pode ser considerado o ano que marcou o fim do domínio total de Federer no circuito, pois ele foi superado por Rafael Nadal na final de Wimbledon, perdeu o posto de número um, não estava encontrando o seu jogo. Mesmo assim venceu o US Open e mostrava que a história ainda tinha muitas coisas para serem escritas. No total Federer já venceu o torneio dos melhores do ano em cinco oportunidades, perdendo uma decisão e levando a taça do ano passado, quando parecia ter sido o último ano em que teria alguma coisa para comemorar em sua carreira que não estava acabada.

Depois de oito anos consecutivos, Roger Federer ficou sem um título de Grand Slam neste ano de 2011, onde jogou em apenas uma final. A força de Nadal mantida no saibro pelo menos, o crescimento gigantesco de Djokovic que faturou três títulos de Grand Slam no ano e principalmente a idade avançada do suiço formam a opinião de que sua boa fase está chegando ao fim, mas ainda resta uma esperança na Basileia. Foi lá em sua cidade natal que Federer faturou o 68º título de sua carreira neste ano. Se não bastasse o jogador que já dominou por tanto tempo ainda mostrou que tem força ao vencer mais um Masters 1000, o de Paris, no último dia 13 de novembro passando pelo local Jo-Wilfried Tsonga na grande decisão. Esse é Roger Federer, ele acelera no final do ano.

O último gás, o sprint final como em uma corrida de ciclismo, Federer ganha no foto-finish. Federer, Nadal ou Djokovic, com Andy Murray fora, em quem mais apostar para vencer o ATP Tour? Djokovic seria uma boa escolha, mas ao contrário de Federer ele está desacelerando no final do ano, gastou toda a sua força ao longo de 2011. Escolher o espanhol também seria uma boa opção, mas ele teve problemas estomacais, sofreu na estréia e ontem acabou sendo simplesmente arrasado por Roger Federer. O placar registrou 6-3 e 6-0 para o suiço. Em outros 25 encontros o 6-0 apareceu apenas uma vez a favor de Nadal em uma das finais de Roland Garros disputada entre os dois. Apenas uma hora de jogo, 28 winniers contra quatro, 54 pontos contra 27, um verdadeiro massacre do suiço que não está acabado, ele acelera no final do ano e está com tudo a seu favor para salvar 2011 vencendo o ATP Tour finals mais uma vez. (Foto: AFP PHOTO / GLYN KIRK)

2 comentários:

Luiz Paulo Knop disse...

Federer é um mito, o maior da história sem dúvida alguma e merece todo o nosso respeito.

Acredito que 2012 será a melhor temporada da história, com 3 grandes tenistas no auge de sua disputa.

http://esporteresenha.blogspot.com

Net Esportes disse...

@Luiz: Se os três tiverem 100% e o Murray também será um ano incrível ....