E tem início o 'Occupy a NBA'

11:52 Net Esportes 4 Comments

Dentre vários jogos antes previstos para esse dia, o New York Knicks visitaria o Denver Nuggets. Carmelo Anthony estaria frente a frente com sua ex-equipe jogando no Pepsi Center, mas isso não vai acontecer, pois a NBA vive seu lockout mais tenso e desanimador de toda a sua história. A polícia despejou os manifestantes que acampavam na praça Zuccotti, tentando colocar um fim no movimento 'Occupy a Wall Street'. As pessoas protestam contra a concentração de riquezas nas mãos de poucos, 99% contra 1% eles dizem. No maior basquete do mundo chegamos a esse ponto também, ação antimonopólio nos tribunais de dois estados, tem início o 'Occupy a NBA'.

David Stern, atual comissário da NBA, deu um ultimato para que a última proposta fosse aceita por ambas as partes. Ele exagerou e a situação ficou ainda pior. Primeiro houve cancelamento da pré-temporada, mais tarde os jogos programados até o dia 30 de novembro e depois todos previstos até o dia 15 de dezembro. Logo logo não haverá nem mais a tradicional rodada no dia de Natal. Pior do que isso é nova fase em entra esse impesse aparentemente interminável, agora na justiça comum, agora correndo o risco de ver não só metade da temporada ir embora, como o cancelamento de toda ela. Monopólio, concentração de riquezas, divisão errada dos lucros; Parece que os ideais do movimento na Wall Street são bem semelhantes aos do locaute da NBA.

Para entender e aceitar um pouco mais essa história de locaute, devemos saber que o próximo acordo firmado entre atletas e donos das franquias será válido pelos próximo dez anos pelo menos. Portanto não se está tentando fazer um acordo simples, é um acordo para praticamente todo o resto da carreira da maioria dos atletas que estão jogando atualmente, e isso vale ficar em greve e consequentemente não receber os salários referentes ao período parado e sem jogar. O problema fica por conta do seguro desse jogadores, que não serão pagos pelos times e ficam por conta das confederações, mesmo porque eles já estão preocupados com as Olimpíadas de Londres 2012. O que não da para entender, no entanto, é porque as partes são tão irredutíveis.

Todos perdem com essa situação. Desde o fã apaixonado que não pode ver os melhores jogos de basquete do mundo, até a TV que tem milhares de patrocinadores querendo anunciar, os funcionários das arenas, o vendedor de hot dog, os jogadores e os donos dos times. Eles dividiam em 57% para os atletas e 43% para os donos. Os donos querem 50-50, é uma conta justa, muitas pessoas trabalham em suas vidas cotidianas com esse tipo de divisão. Mas os jogadores da NBA acham que as perdas com impostos e outras deduções fazem esse valor não valer à pena, por isso não aceitam, por isso entraram com a ação na justiça e por isso a NBA está indo por água abaixo. Eles querem pelo menos 53-47, e levando em conta que antes era 57-43, os donos dos clubes parecem os maiores culpados nesse história onde todos tem sua parcela de culpa. Enquanto isso esperamos, talvez até o ano que vem, sem poder ver a NBA. (Foto: Getty Images)

4 comentários:

Ron Groo disse...

Eu li que parte da culpa de não haver acordo é de Michael Jordan.
Agora como proprietário, instigou Stern a por a faca no pescoço dos jogadores.
Dizem que foi dele que partiu o ultimato.

Net Esportes disse...

@Ron Groo: Não é isso que vai, por exemplo, me fazer deixar de gostar do Jordan ... mas realmente me espantou muito ver que ele tomou o lado dos proprietários esquecendo completamente que já foi jogador um dia .....

Ron Groo disse...

Também não vou deixar de gostar de tudo que ele fez nas quadras, e olha que não foi pouco em hipótese alguma.
Mas que me deixou triste, deixou.

Fabio Menuci disse...

Quem tem razão eu não sei, mas que tudo isso faz você perder aquela paixão de ver um jogo do seu time e faz cada vez mais acreditar que idolos são apenas peças super valoriadas no time