Inversão de papéis na NFL

08:17 Net Esportes 0 Comments

O dia pela noite, a chuva pelo sol e o céu pela terra. Ao contrário, às avessas, invertido e trocado, algo está muito errado. Na semana 15 da NFL houve uma partida no sábado à noite, mas sábado não é dia de futebol americano, mas sábado que vem será dia de futebol americano, o sábado pelo domingo, a alteração, a inversão de papéis, o time que sempre ganha perde e o que sempre perde consegue vencer. Inacreditável. Depois do recorde inédito de 13 triunfos sem nenhum revés, era impossível imaginar que contra uma equipe tão fraca como o Kansas City Chiefs a 14ª vitória não viria. Assim como após perder 13 vezes seguidas sem seu principal jogador, era tão difícil quanto imaginar que as coisas não caminhavam definitivamente para o desastroso 0-16.

Engraçados torcedores conhecidos como cabeças de queijo, vocês não precisam chorar, não precisam se desesperar, não precisam se preocupar com o rato que não morreu na ratoeira, com os chefes de Kansas que escolheram a hora errada para darem uma de patrões. A perfeição muito provavelmente não existe de fato, a Nicole Kidman deve ter algum defeitinho, alguma coisa que não agradou o Tom Cruise. O Miami Dolphins de 1972 é uma excessão rara da vida, uma Natalie Portman que nasce uma vez aqui e outra em Jerusalém no ano de 1981. Os golfinhos foram perfeitos vencendo 17 jogos até o Super Bowl, o Patriots de 2007 que foi perfeito com 16-0 na temporada regular viu o fim da linha justamente no Super Bowl, sem conseguir o 19-0, provando que 16-0 ou 18-0 podem não significar absolutamente nada.

Aaron Rodgers não jogou bem, o Packers esteve irreconhecível, a defesa não conseguiu uma grande atuação, a equipe não fez nenhuma ponto nos dois primeiros quartos e mesmo assim o placar da derrota foi de 19 a 14, ou seja, nenhum grande absurdo, nenhum massacre, nenhum desastre tão grande para uma equipe que segue líder, segue favorita ao título, segue com inúmeras chances de conseguir o título novamente. Sem contar o fato de que perfeição não significa nada, que o New England Patriots de 2007 ganhou tudo e perdeu no Super Bowl e que o Green Bay Packers do ano passado não foi perfeito também e ganhou o título. 364 dias e 19 horas sem perder já foi excelente, perder para o Kansas City e vencer o Super Bowl depois é o que importa. O Packers perdeu na hora que podia perder, o Packers apenas trocou de papel com um tal de Indianápolis Colts.

São coisas do esporte, mas são coisas do futebol americano também. O Patriots de 2007 venceu 16 jogos sem perder nenhuma na temporada regular de 2007 e no ano seguinte o Detroit Lions conseguiu fazer exatamente o contrário, perdeu todas as 16 partidas da temporada regular. Ninguém conseguiria imaginar outro time perdendo 16 jogos novamente na NFL, mas parecia que ia acontecer com o Indianapolis Colts quando eles ficaram sem a ajuda de seu principal jogador, o quarterback Peyton Manning que se machucou, fez cirurgia e desfalcou o time. Desastre total, não importava quem vinha pela frente, a derrota era inevitável, até 0-13, quando os Deuses da bola oval os fizeram trocar seus papéis com o Green Bay Packers, para conseguirem vencer Tennessee Titans, para impedirem os cabeças de queijo de serem perfeitos e para eles próprios evitarem a desgraça de não serem os imperfeitos da vez. (Foto: AP Photo)

0 comentários: