Uma aula de como se joga

11:16 Net Esportes 7 Comments

Todo mundo sabe o que acontece no Brasil e em outros lugares do mundo durante um jogo de futebol do país na Copa do Mundo. As ruas ficam vazias, as pessoas pintam os rostos, vestem camisas e agitam as bandeiras. As pessoas tem essa necessidade de expressar os sentimentos, de gritar, de extravasar, soltam rogões e promovem buzinassos com seus veículos. Isso parece uma forma de mostrar que você se importa com aquilo que está acontecendo, um time jogando uma final de Mundial de Clubes e tendo a chance de ser campeão do mundo da aos torcdores desse time a chance de se sentirem grandes como apenas os jogadores do time estão sendo. Na cidade de Santos a festa começou desde a madrugada, mas tudo não passava de um excesso de confiança exagerado.

Imaginar Neymar e Paulo Henrique Ganso resolvendo tudo em uma final de Mundial de Clubes não é um grande absurdo, mas se a equipe santista tivesse vencido o Barcelona por 1 a 0 como o São Paulo ganhou do Liverpool em 2005 ou como o próprio time espanhol perdeu para o Internacional em 2006, seria possível dizer que o resultado teria sido uma grande zebra, "coisas do futebol" como dizem por aí, pois só mesmo o mais apaixonado torcedor do alvinegro praiano e os jornalistas em geral que tendem a tentar trazer mais audiência e atenção para seus veículos é que realmente achavam possível isso acontecer. A superioridade do Barcelona, na teoria ou no jogo da seminifnal do Mundial, era mais do que clara, mais do que óbvia, só faltava mesmo mostrar a realidade dentro do campo para acabar de vez com as dúvidas que não passavam de sonhos impossíveis.

A equipe do Barcelona não é imbatível, perdeu recentemente para o Getafe por 1 a 0, em um jogo semelhante ao que lhes tiraram da Champions League de 2010 quando perderam para a Inter de Milão, e empataram com o Atlethic Bilbao em 2 a 2, naquele que foi um jogo atípico, debaixo de chuva onde a equipe se superou e alcançou o empate ao invés de sofre-lo. Ambas as situações são atípicas, e isso significa que sim, o Barcelona é imbatível, o Barcelona da aula de como se joga futebol, o Barcelona toca o bola 33 vezes antes de fazer ela parar no fundo do gol, o Barcelona já perdeu final de Mundial duas vezes, 1992 para o São Paulo e em 2006 para o Inter, mas não resta a menor dúvida que o Barcelona merecia ter vencido três Mundiais seguidos e que não merecia jamais perder pela terceira vez na decisão no Japão.

O torcedor do Santos fica frustrado, a equipe não alcança o São Paulo que segue como o único time brasileiro tri campeão do Mundo, mas a equipe do Santos que não faz mais festa pelas ruas, nem na praia onde tinha telão, ou na Vila Belmiro e na Praça Indepêndencia, entende a derrota, pois viu que a tão sonhada vitória era extremamente impossível. A vitória do Barcelona, que massacrou o Santos, com quatro lindos gols, com show de Messi, com uma aula de futebol e comprovando que é disparado o melhor time do mundo, serve para mostrar que a Espanha mereceu ter ganhado a Copa do Mundo, que os melhores estão mesmo na Europa, sejam argentinos ou brasileiros, que o futebol é jogado com posse de bola, marcação, objetividade e até mesmo simplicidade, sem desespero, sem até uma grande festa nas ruas de Barcelona, eles estão mais do que acostumados a serem campeões, tanto que virou até rotina, vencer significa confirmar o óbvio. (Foto: AFP PHOTO / Yoshikazu TSUNO)

7 comentários:

Patrick Araújo disse...

Quero ver o mala sem educação e arrogante do Muricy dizer agora que o Barcelona precisa vir ao Brasil ser campeão brasileiro jogando contra Sport na Ilha do Retiro pra ser o melhor do mundo... como se fosse um grande mérito ter campos ruins pra se jogar... não torci contra o Santos, mas foi bom pra baixar a bola de alguns...

Net Esportes disse...

@Patrick Araújo: Falou tudo !!!

Jean Francisco disse...

Olha, não conseguiremos rivalizar com esses times com a nossa imprensa medíocre e com o super ego dos nossos jogadores. Na realidade, foi um dia típico, um treino-apronto para uma final de um só time. Se fosse um dos melhores dias do Barça, o placar real seria uns 7 a 0.
Ainda falta muito pra Neymar e companhia decidir contra o Barça, infelizmente. Só nossa imprensa achava que o Santos teria condições de rivalizar contra o Barcelona. Um time que não conseguiu ganhar do Bahia na sua última partida com todos os titulares na Vila, jamais conseguira bater o melhor time do mundo. Ah, e na Recopa, com esse joguinho, vai ser outro baile da LAU do Chile.
ABS
Jean

Net Esportes disse...

@Jean Franciso: No dia do jogo do Bahia pensei a mesma coisa. E com relação a imprensa em geral, acho que todos seguem o padrão da Globo, que cria a esperança com o único intuito de ter audiência na hora do jogo .... lamentável.

Geeno Andrade disse...

Até concordo que o Barcelona é um time Maravilhoso, porem tenho certeza que se fosse um dos quatro primeiro do Brasileirão 2011 não teria sido tão vergonhoso assim, voces tem que concordar que as duas ultima libertadores foram as mais fracas dos ultimos anos, não tivemos times como Boca Jr, River, São Paulo... Ganhou o Santos com esse timer horrivel pra depois ir pro mundial e dar esse vexame... como dizia nosso grande Silvio Luiz "que, que eu vou dizer la em casa "

Net Esportes disse...

@Geeno Andrade: Inclusive foi uma das maiores goleadas em finais de Mundial de Clubes da história ....

Ron Groo disse...

Nem sempre ganha o melhor, vide o campeonato brasileiro deste ano, mas desta vez...

Fomos massacrados, e olha, ainda saimos felizes pelos quatro a zero.
Foi pouco.

ainda bem que não fizemos nenhum gol, era capaz dos caras se zangar e enfiar mais um saco na gente.