O sol brilha em Los Angeles

14:33 Net Esportes 2 Comments

Para o Los Angeles Lakers, a equipe mais amarela da NBA, que tem Kobe Bryant e Pau Gasol, o sol sem dúvida brilha e brilha muito. Mas, mesmo que divida com a badalada equipe o mesmo teto para jogar, o Staples Center, onde foi velado o corpo de Michael Jackson, a vida do primo pobre da cidade não é nem de longe a mesma. No começo nem era ali, pois o Los Angeles Clippers surgiu como Buffalo Braves em 1970, se tornando Clippers apenas em 1970 quando se mudou para San Diego. As mudanças não mudaram nada e os números de títulos estão todos zerados, mesmo depois de ir para Los Angeles em 1984. Nem título de divisão, Conferência, absolutamente nada, tudo por conta talvez dos erros bizarros na administração da equipe.

Os problemas vão desde fazer péssimas escolhas no draft até ver as boas escolhas irem embora e se darem bem em outras franquias. Parece até uma sina que nem o mais otimista torcedor do Clippers consegue negar. Quando se falava em Los Angeles só se lembrava do Lakers e nem mesmo Los Angeles Lakers conra Los Angeles Clippers é considerado um clássico, um derby ou possui qualquer rótulo que se possa dar a um jogo entre duas equipes da mesma cidade. Mesmo assim sempre restam esperanças, um dias as coisas mudam e um dia os olhos do mundo vão apontar para Los Angeles e vão olhar para o Clippers ao invés de olhar apenas para o Lakers. A última temporada foi mais ou menos assim, tudo por causa de Blake Griffin, e a próxima pode ser ainda melhor.

Blake Griffin foi um verdadeiro show man na última temporada, tudo por conta de suas enterradas fantástica, principalmente a do desafio de enterradas do All Star Game onde pulou por cima de um carro estacionado no garrafão. O problema é que um ala-pivô nem sempre consegue carregar sozinho um time nas costas, Dwight Howard até carrega o Orlando Magic, porém Griffin tem apenas 22 anos, ele precisa de um ala-armador, um Derrick Rose da vida que mudou a história recente do Chicago Bulls. E como em Los Angeles o sol brilha mais, chegou a hora dele brolhar para Clippers e não apenas para o Lakers, pois Griffin não estará mais sozinho em quadra, ele vai ter ajuda, ele poderá contar com uma outra estrela que quase foi parar no rival Lakers, mas seu destino em Los Angeles acabou sendo o pobre coitado do Clippers.

Apenas 32 vitórias e 50 derrotas. Isso em 2011-2012 não vai acontecer, primeiro porque serão apenas 66 jogos na temporada regular, segundo porque Blake Griffin não estará mais sozinho. A NBA vetou a ida de Chris Paul para o Lakers, e ele foi para o Clippers em uma troca com o New Orleans Hornets que envolveu vários jogadores. O New York Knicks perdeu as esperanças, o Lakers perdeu mais uma estrela e o Clippers se deu bem no final da história toda. A equipe agora será formada por Griffin, Caron Butler, Chauncey Billups, Chris Paul e Mo Williams, a trsiteza de ter apenas 20 vitórias nos playoffs em 41 anos de uma história lamentável e sofrida tem tudo para mudar, o Clippers agora divide as atenções com o Lakers em Los Angeles, pois agora o sol da Califórnia brilha para eles também. (Foto: Kevork Djansezian/Getty Images)

2 comentários:

Patrick Araújo disse...

Ué a NBA pode vetar a ida desse ou dakele jogador pra determinada equipe!? Como assim e pq?

Naum sabia disso naum....

Net Esportes disse...

@Patrick Araújo: É por causa do teto salarial Patrick, existe um valor limite de salário que cada equipe pode pagar a seus jogadores. Se não fosse assim equipes com muito dinheiro poeriam formar times imbatíveis, praticamente a Seleção Americana de basquete.