Oficialmente entre os grandes da MLB

09:44 Net Esportes 0 Comments

A cidade de Miami é uma das maiores dos Estados Unidos. Os turistas vão em busca de suas atrações durante todo o ano, sendo muitas delas esportivas. Só que nem sempre foi assim. Nos anos de 1960 e 1970 havia apenas uma equipe esportiva na cidade, o time de futebol americano do Miami Dolphins, que fora fundado em 1966. Isso até 1988, quando surgiu então o Miami Heat na NBA. Era pouco se comparado à Boston e Nova York, os vizinhos da costa leste, por exemplo. Miami precisava de mais, então em 1993 completaram as principais ligas esportivas dos país. Na NHL surgiu o Florida Panthers e o beisebol da MLB passou a contar com o Florida Marlins. Florida e não Miami como na NBA e na NFL. É inevitável não querer chamar o New England Patriots de Boston Patriots.

Quais seriam os verdadeiros motivos para se chamar um equipe esportiva de uma cidade pelo nome do estado? Isso serve bem para equipes como o New York Giants e o New York Jets, que tem sua sede em New Jersey e não na cidade de Nova York. Mas o Marlins não precisava disso. O lado bom da história, no entanto, é que se chamar Florida ao invés de Miami não o impediu de ser feliz na MLB. A equipe com poucos anos de vida e de história chegou à glória maior de vencer o campeonato em duas oportunidades. Eles foram os grandes campeões da World Series em 1997 e repetiram o feito em 2003, na era Jack McKeon e com direito a visitar o presidente George W. Bush na Casa Branca. Só campeões tem essa honra. Estava tudo muito bom, tudo muito bem, mas não estava completo, não era o Miami e não havia nem uma casa própria para jogar.

Alguns times de futebol no Brasil completam 100 anos de vida e precisam de manobras políticas e isenção de impostos para construir seu estádio. Na MLB isso não acontece. Uma equipe com 19 anos de vida e dois títulos na World Series já tem cerca de U$ 515 milhões de dólares para construir seu próprio estádio. Alguns estádios no Brasil para a Copa de 2012 provavelmente custaram mais do que isso, mesmo que não fiquem tão bons quanto a nova casa do Marlins. Certamente não terão uma piscina para os fãs se divertirem nos intervalos da partida. Chega de dividir espeaço com Dolphins no Sun Life Stadium. Chega de jogar beisebol em um estádio de futebol americano. O Marlins agora tem o seu próprio estádio, e mais do que isso o Marlins não é mais Florida Marlins, agora eles são o Miami Marlins. Agora eles jogam no Marlins Park.

Com o nome de sua própria cidade e contando com o seu próprio estádio com capacidade para cerca de 36 mil fãs apaixonados por esse esporte. O Miami Marlins está oficialmente entre os grandes do beisebol, com poucos anos de vida e dois títulos na bagagem. Agora o Opening Day é completamente diferente de como fora em anos anteriores. Agora eles tem um lugar para tentar receber o All Star Game e para receber o atual campeão da MLB no primeiro jogo do ano. E o St. Louis Cardinals, mesmo sem contar mais com Albert Pujols, vem e vem sem brincadeiras. A equipe derrota o Marlins em seu primeiro jogo como Miami na grande inauguração do seu estádio por 4 a 1. Foi triste, mas nem essa derrota poderia tirar a alegria que teve até ritimo de carnaval brasileiro na entrada da equipe no campo, com mulheres lindas fantasiadas acompanhando cada atleta. Ainda faltam 161 jogos pela frente, ainda faltam muitos anos de história para escrever sendo Miami, agora um dos grandes da MLB. (Foto: Sarah Glenn/Getty Images)

0 comentários: