Tudo pode acontecer em Augusta

07:57 Net Esportes 1 Comments

Podem falar a semana toda sobre Tiger Woods e Rory Mcilroy e não ouvir mais nada sobre ambos no domingo. Onde foram parar os favoritos ao título do Masters de Augusta, primeiro major de golfe do ano. O golfe, esse esporte elitizado que acaba por ser considerado chato pelos que não conseguem entender sua essência. O golfe de jogadas incríveis, sendo a maior delas acertar a bolinha direto no buraco com uma única tacada, o chamado hole in one. Isso, no entanto, só pode acontecer se for um buraco de par 3, e isso resulta no chamado eagle, ou seja, duas tacadas abaixo do par. Mas quando se fala em buraco de par 5, algo mais incrível pode acontecer, alguém pode acertar o buraco em apenas duas tacadas, aí temos um doble eagle, algo que raramente acontece. Exceto no Master, pois tudo pode acontecer em Augusta.

Como um albatroz que percorre toda a vastidão de oceanos gelados exibindo toda a sua bela plumagem branca e cinzenta. Louis Oosthuizen jamais seria citado ou lembrado antes, mas ele lutava para repetir o feito de Charl Schwartzel no ano passado e de Trevor Immelman em 2008. Ele lutava para levar o nome da África do Sul ao ponto mais alto do golfe americano mais uma vez. Ele jogava bem, quantos birdies na primeira rodada para terminar o dia com 68 tacadas. Ele chegou a sete abaixo do par e foi a dez abaixo em apenas um buraco, um buraco de par cinco, completo em apenas duas tacadas. A bola viaja pelo ar em um dos mais belos clubes de golf do planeta, com seus lindos lagos e sua grama verde extremamente perfeita. A bola aterrisa e simplesmente desliza enquanto os olhos de inúmeros espectadores paralizam para ver onde ela vai parar. E ela só para quando chega dentro do buraco.

Uma explosão de alegria ecoa por todos os cantos. Fãs, jogadores, caddies e narradores de TV e rádio mal podem acreditar no acabou de acontecer. Louis Oosthuizen marcou um doble eagle no buraco dois da rodada final do Masters de Augusta. Em toda a história do torneio isso só havia acontecido apenas outras três vezes. Mas esse é o Masters de Ausgusta e tudo pode acontecer por aqui. Oosthuizen se junta a Gene Sarazen, que fez o mesmo no buraco 15 em 1935, também a Bruce Devlin, que conseguiu a façanha no buraco oito em 1967 e finalmente a Maggert Jeff, que em 1994 tanbém anotou um doble eagle no buraco 13. Louis Oosthuizen alcançou dez abaixo do par, vantagem que perdeu e recuperou, sem antes ver Bubba Watson empatar antes do fim, sem antes ver que tudo pode mesmo acontecer em Augusta, um título pode ser perdido mesmo que o impossível seja alcançado.

Louis Oosthuizen pode perder com doble eagle? Sim, mas quem perdeu mesmo esse ano em Augusta foram Tiger Woods e Rory Mcilroy. Quem perdeu mesmo foi o terceiro favorito de 2012 que buscava seu quarto título em Augusta. Phil Mickelson começou muito mal na quinta-feira, fez doble bogey no buraco 10, mas se recuperou bem, chegou ao eagle no sábado e tinha tudo para manter a força e vestir o paletó verde no domingo. O problema de Mickelson, no entanto, foi perceber que se tudo pode acontecer de forma perfeita para alguns em Augusta, tudo também pode acontecer da pior forma possível para outros. Mais uma vez ele precisa de duas tacadas acima do par para acertar o buraco, agora no buraco quatro da última rodada. Três birdies até final mostraram que ele poderia ter terminado o campeonato com onze abaixo e o título nas mãos. Mas isso não aconteceu e assim outro americano sorriu mais e entrou para história como ele havia entrado em 2004 quando foi campeão por ali pela primeira vez.

Com Phil Mickelson, Matt Kuchar jogando muito, Peter Hanson chamando a atenção e Ian Poulter tendo uma última rodada incrível, eram poucos os que olhavam para Bubba Watson que fazia um bogey no buraco doze e caia para seis abaixo do par enquanto o líder nesse momento tinha oito abaixo e jogava ao seu lado, fazendo pressão. Watson ficou conhecido no PGA Championship de 2010, quando fora derrotado nos playoffs pelo alemão Martin Kaymer. Desta vez ele estava bem longe dos playoffs. Mas aqui é Augusta e como todos já sabem, tudo pode acontecer em Augusta. Acreditem ou não no doble eagle de Louis Oosthuizen ou no doble bogey de Phil Mickelson, Bubba Watson faz algo mais impossível ainda e marca quatro birdies seguidos entre o buraco 13 e 16 para empatar com Oosthuizen em dez abaixo e garantir o desempate nos playoffs. Mais um playoff em sua carreira, mais um playoff para definir o grande campeão do Masters de Augusta.

No buraco dezoito, onde ambos haviam acabado de jogar e feito o par, eles repetem suas performances e fazem novamente o par, quatro tacadas e tudo segue extremamente igualado. Então vão para o buraco dez, também de par quatro e onde Bubba Watson fez bogey no primeiro dia e Louis Oosthuizen fez bogey naquele mesmo dia. Watson vai parar no meio da torcida, entre as árvores e sem grama no chão. Oosthuizen consegue ser pior e acaba com bogey. Enquanto isso Bubba Watson consegue um approach sensacional e tem até a chance de fazer um birdie, ele nem precisa disso, salva o par e consegue o primeiro título de major em toda a sua carreira aos 33 anos de idade. Lágrimas emocionantes e abraços para qualquer um que aparece em sua frente, Bubba Watson parece nem estar acreditando no que está acontecendo, mas ele pode acreditar, pois em Augusta é assim mesmo, lá tudo pode acontecer, desde o impossível até o menos provável, e porque não algo tão inédito quanto ser campeão pela primeira vez. (Foto: Don Emmert/AFP/Getty Images)

1 comentários:

Patrick Araújo disse...

Eu fiquei imaginando com deve ter sido o torneio em si somente pelo o que vc escreveu... Parece que foi sensacional hein?!

Ah sim, aproveitando a oportunidade para lhe desejar uma Feliz Páscoa msm que atrasado, rsrs.. Semana Santa vc sabe como funciona né?! Nem entrar na net a gente entra direito... rsrs

Que Deus te abençoe sempre!

Uma ótima semana pra ti...

Absss