O arremesso melhorou ou a rebatida piorou?

09:52 Net Esportes 0 Comments

No beisebol o arremesso é fundamental, para a defesa. Já a rebatida é essencial, para que o ataque possa anotar corridas. Se não houver uma rebatida o jogador não chega na primeira base. Se não houver outra rebatida ele não vai para a segunda ou terceira. Às vezes é preciso mais uma, para que ele finalmente possa chegar ao home plate. Se o rebatedor for bom ele faz um home run e corre direto para a casa. Se o arremessador for bom ele faz um strikeout atrás do outro. Os rebatedores se revezam, mas os arremessadores podem ser substituídos se não aguentarem mais lançar a bolinha. A não ser que estejam jogando muito bem. Talvez eles continuem em campo por estarem próximos da perfeição, um fato raro que aconteceu apenas 23 vezes em mais de 120 anos de história.

Desde 1880 quando Lee Richmond garantiu a vitória do Worcester Ruby Legs por 1 a 0 contra o Cleveland Blues. Naquele dia 12 de junho quando a história começou a ser escrita no estádio Worcester Agricultural Fairgrounds. Depois veio John Montgomery Ward ainda no mesmo ano e em seguida o célebre Cy Young já no século XX. Eliminar 27 rebatedores sem que nenhum deles alcance a primeira base. Uma tarefa tão difícil que em 41 anos, entre 1923 e 1963, aconteceu apenas uma vez. Apenas Don Larsen, jogando pelo New York Yankees, em um duelo de World Series. Mas recentemente parou de ser fato isolado de uma temporada isolada. Foram dois em 2010 porque roubaram Armando Galarraga. E agora em 2012 já são três.

O arremesso melhorou ou a rebatida piorou? Philip Humber para o Chicago White Sox no dia 21 de abril. Matt Cain para o San Francisco Giants em 13 de junho e agora Félix Hernández, na primeira vez do Seattle Mariners. Ele conseguiu 12 strikeouts em 113 arremessos. Foi a segunda vez no ano que o estádio Safeco Field presenciou um jogo perfeito. Um jogo onde o time que perde não consegue nenhum rebatida. Um fato que já aconteceu 276 vezes em uma história de milhares de jogos, mas que aconteceu apenas 23 vezes com o mesmo arremessador jogando o jogo inteiro. Isso não significa que os arremessadores melhoraram ou que os rebatedores pioraram. Significa apenas que a cada a ano a história pode ser escrita de forma diferente, que o Tamba Bay Rays adora ser vítima de um jogo perfeito e que um jogo perfeito não adiantou nada para o Seattle Mariners, pois eles seguem em último lugar na divisão oeste da Conferência Americana. (Foto: )

0 comentários: