Os maiores nomes do esporte em 2012

15:02 Net Esportes 8 Comments

Mais um ano se passou e quantos grandes acontecimentos teve o esporte. Quantos nomes marcaram mais um ano esportivo em todo o planeta. O quarterback que se tornou o maior da família na NFL. O rebatedor que alcançou um feito tão difícil na MLB. O cavalo que precisava de tão pouco para vencer a Tríplice Coroa do turfe ou o piloto que causou um grande incêncio na Daytona 500. Eli Manning, Miguel Cabrera, I'll Have Another e Juan Pablo Montoya estão sem dúvida alguma entre os maiores nomes do esporte em 2012, mas o esporte em 2012 teve Olimpíadas, teve Eurocopa, teve tantos vencedores e até mesmo perdedores que foram grandes, que fica difícil colocar todos os atletas que merecem em uma lista com apenas dez nomes (feita na ordem cronológica). Talvez por isso esses dez grandes nomes do esporte destacados sejam ainda maiores do que eles foram neste grande ano esportivo que foi 2012.

Jeremy Lin
BASQUETE
O New York Knicks está jogando tão bem esse ano que fica difícil dizer que fizeram um péssimo negócio mandando Jeremy Lin para o Houston Rockets, mesmo que o Rockets os tenha derrotado recentemente no Madison Square Garden. Mas seria legal se Lin tivesse continuado em Nova York, somente pela sua história incrível escrita em 2012. O jovem asiático formado em Harvard que dormia no sofá do irmão em Manhattan. A chance de entrar em uma partida qualquer no meio da temporada porque outros bons jogadores estão lesionados. É como agarrar a melhor chance da sua vida e não largar mais. Vitórias incríveis, números incríveis do jogador que até então era o reserva dos reservas, que até então tinha sido relacionado para dois ou três jogos e nem tinha entrado em quadra. O mundo se rende ao seu talento finalmente colocado para fora e o mundo passa a viver uma onda que fora chamada de Linsanidade na época. O ginásio lota, a venda de camisas triplica e Lin acaba lesionado. O sonho de se dar bem nos playoffs termina e Linsanidade acaba, porque ele foi embora e porque tudo que é bom dura pouco, mas pelo menos aconteceu. SAIBA MAIS

Lindsey Vonn
ESQUI ALPINO
Recentemente ela revelou que sofria de depressão. Revelou que passou vários dias na cama sem ter vontade de se levantar. Ela precisou se separar do marido para poder voltar a falar com seu pai. Ela mostrou que era uma pessoa normal como qualquer outra neste mundo, mas antes de tudo isso ela foi aquela linda esquiadora que não sabe bem o que é perder ou ficar para trás. Lindsey Vonn alcançou no início do ano a marca incrível de 50 vitórias na Copa do Mundo de Esqui Alpino, faturou mais uma vez o título e mostrou que não é apenas a melhor esquiadora da atualidade, mas também que é uma das melhores de todos os tempos. No reinício da temporada no final do ano conseguiu vencer três descidas seguidas, mostrando que este ano será tão bom quanto foi o ano passado e que ela tem tudo para ser campeão novamente. Isso se os problemas pessoais não continuarem lhe atormentando, porque sem dúvida o esporte precisa continuar vendo o seu maravilhoso sorrido e o brilho encantador em seus lindos olhos. SAIBA MAIS 

LeBron James
BASQUETE
Entre as lendas Bill Russel, Kareem Abdul-Jabbar e Magic Johsson. Ou o maior de todos Michael Jordan. Ou o atual membro do clube dos 30 mil Kobe Bryant. O futuro Kevin Durant. A NBA e suas estrelas, a NBA e a pressão em cima de LeBron James. Contestado por ter mudado de time, contestado por ter Dwyane Wade e Chris Bosh ao seu lado no Miami Heat. Ele não se importa com nada, porque ele joga muito independente de qualquer situação que ajude. Ele ainda é o MVP, ele ainda é uma peça fundamental na seleção que vence as Olimpíadas, ele é tão incrível e grandioso como era no Cleveland Cavaliers, e ele finalmente consegue alcançar o seu sonho, ele finalmente é campeão da NBA. LeBron James vai precisar de muito para alcançar Jabbar, Johsson e até Bryant. LeBron jamais será o Jordan, mas LeBron foi Lebron em 2012, Lebron foi um dos maiores em 2012, Lebron James foi campeão da NBA em 2012. SAIBA MAIS

Maria Sharapova
TÊNIS
Ela sofre com lesões, ela não domina o tênis como outras grandes jogadoras já o fizeram, ela não é um gigante como Serena Williams e suas mil e uma conquistas, mas a russa Maria Sharapova foi sem dúvida alguma um dos maiores nomes dos esporte em 2012. Seja porque conseguiu vencer as finais que não vinha conseguindo ganhar, seja porque lançou uma linha de doces ou simplesmente porque é uma das mulheres mais lindas, simpáticas e adoráveis de todo o planeta. Não importa se ela perdeu a final das Olimpíadas, ou uma final de Grand Slam, o que importa é que ela finalmente venceu em Roland Garros, ela faturou o único torneio Grand Slam que faltava na sua carreira. Ela entrou para o restrito hall da fama das vencedoras de todos os quatro grandes torneios de tênis do mundo, e isso não é para qualquer uma, não acontece todos os dias, nem Martina Hingis conseguiu. Precisa mais para Sharapova ser ainda mais incrível do que já é? SAIBA MAIS

Shin A Lam
ESGRIMA
Juan Pablo Montoya não venceu a Daytona 500, mas ele foi o grande nome da prova por ter sido o responsável pelo grande incêndio na pista. O esporte às vezes tem esse lado inusitado, onde não é preciso vencer para ter o seu nome lembrado. E assim lembraremos para sempre o nome da chinesa Shin A Lam, da esgrima. A atleta cujas lágrimas escorreram por seu rosto durante um longo e interminável tempo de espera, sentada no chão e aguardando um recurso que jamais fora atendido. Derrotada por um erro lamentável da arbitragem que não soube reconhecer seu equívoco, em pleno Jogos Olímpicos de Londres 2012, em pleno século XXI. Shin A Lam é um dos maiores nomes do esporte em 2012 porque ela acreditava na justiça, porque ela perdeu para um erro de cronômetro e porque mais do que tudo ela merecia uma segunda chance, e quem sabe ela tenha essa grande oportunidade nas Olimpíadas do Rio 2016, para finalmente colocar seu nome entre os vencedores na história do esporte. SAIBA MAIS

Usain Bolt
ATLETISMO
Onde estava Usain Bolt nos últimos ano? Algumas derrotas frustrantes, a largada queimada no Mundial, o surgimento de um compatriota que provou ter capacidade de superá-lo. O jamaicano estava sendo criticado, contestado e massacrado pelo mídia de todo o mundo, mas ele tinha uma carta na manga para poder mandar todos se calarem em Londres 2012. O mundo parou e o mundo viu um dos maiores atletas olímpicos de todos os tempos. O maior velocista de todos os tempos, o corredor que superou as lendas Jessi Oewns e Carls Lewis. O jamaicano que alcançou o feito inédito e incrível de vencer novamente os 100m, os 200m e o revezamento 4x100m das Olimpíadas. Londres 2012 teve atletas grandiosos e acontecimentos marcantes, mas o maior nome sem dúvida alguma foi o de Usain Bolt, o raio que caiu no mesmo lugar. SAIBA MAIS

Michael Phelps
NATAÇÃO
Ele havia feito tudo que um atleta poderia querer fazer em uma só Olimpíada quando faturou oito medalhas de ouro em Pequim 2008. Michael Phelps já era uma gigante do esporte, uma lenda, um mito, alguém que talvez jamais seja superado um dia, e se um dia acontecer todos irão se lembrar dele pelo que ele fez na China. A história já estava escrita, ele não poderia nem igualar seu feito em Londres 2012, mas ainda faltava um capítulo final em tudo isso. Phelps ainda precisava superar o recorde medalhas conquistadas em todos os tempos, que era da ginasta Larissa Latynina, e ele conseguiu. Em uma prova ele nem foi ao pódio, na outra provou do próprio veneno que usou em Pequim quando perdeu na batida de mão, mas ele faturou ouro em todas as outras que disputou, estabeleceu uma marca incrível que poucos imaginavam que seria alcançada tão cedo, assim como poucos imaginam alguém repetindo isso nos próximos dez, vinte ou trinta anos. Porque Phelps foi inacreditável. SAIBA MAIS

Andy Murray
TÊNIS
Não importava qual era a sua posição no ranking da ATP, Andy Murray era sempre considerado como o quarto melhor tenista da atualidade. Ele não demonstrava o talento incrível de Roger Federer, não tinha a raça de Rafael Nadal e não conseguia se superar como Novak Djokovic. Mais do que isso o escocês perdia para os três quando um grande dia chegava. O dia da final de Wimbledon, por exemplo, diante de sua torcida britânica apaixonada e cheia de esperanças e diante de sua própria família. As coisas tinham que mudar, algo precisa ser feito, ele merecia um destino melhor. E o destino foi vencer em Wimbledon e contra Federer. Mas não era uma reedição simbólica da final que ocorrera alguns dias antes, era a grande final das Olimpíadas em Londres 2012. Murray conseguiu e Murray foi além, ele venceu também o US Open em Nova York, seu primeiro Grand Slam. Finalmente Andy Murray deixou de ser apenas o quarto melhor tenista da atualidade para ser um dos quatro melhores da atualidade. SAIBA MAIS

Sebastian Vettel
AUTOMOBILISMO
O ano na Fórmula 1 começou muito agitado e interessante. Pilotos diferentes de diferentes equipes venciam cada um uma corrida e Fernando Alonso, com a Ferrari, que era considerado um dos piores carros entre os grandes, liderava o campeonato. Lewis Hamilton não dava sorte e viu a McLaren perder uma grande oportunidade de novamente dominar a categoria. Assim o tempo foi passando até que finalmente a Red Bull voltou a ser a Red Bull dos últimos anos. Imponente e dominante, mas o torcedor aficionado e apaixonado quer ver o piloto vencendo e não o carro. E assim Sebastian Vettel mostrou do que é capaz, largou em último lugar e chegou na terceira colocação. Ele não deu esperanças para Alonso, ele mostrou o quanto é bom, ele provou todo o seu talento nato em um carro perfeito e tão vencedor quanto ele. SAIBA MAIS

Lionel Messi
FUTEBOL
Este ano o Barcelona só venceu a Copa do Rei da Espanha, que é um grande feito, mas pouco para quem havia sido campeão espanhol, campeão da Champions League e também do Mundial de Clubes da FIFA em cima do Santos no ano passado. Isso, no entanto, aliado ao fraco desempenho do futebol argentino também, não impediu que Lionel Messi continuasse jogando muito ao longo deste ano de 2012. O jogador considerado como o melhor do mundo nos últimos anos, e que esse ano parece não estar com grandes chances de levar o prêmio como tinha em 2011, pois dusputará contra Cristiano Ronaldo campeão com o Real Madrid e como Iniesta, campeão da Eurocopa com a Espanha, fez por merecer uma vitória inesperada, caso ela aconteça. Tudo porque simplesmente se tornou o maior artilheiro em um mesmo ano em toda a história do futebol. Ele chegou a 90 gols e superou o alemão Gerd Muller, que havia feito 85, deixou também Pelé para trás e conseguiu resgatar histórias de africanos que marcaram 107 gols no mesmo ano. Esse é Lionel Messi, sempre um dos grandes nomes do esporte a cada ano que passa. SAIBA MAIS

8 comentários:

Marcelo Santos disse...

Amigos do blog!
Passei aqui para desejar a todos um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo! Que a saúde e a paz estejam presentes em todos os dias de 2013. Boas Festas!

Fé e acreditar sempre é o lema, por isso: "Não desistam dos seus sonhos... lutem sempre". Fiquem com Deus!!!

Cordialmente,

Marcelo Santos
http://bolaodoslotequeiros.blogspot.com.br

Marcelonso disse...

Camaradas,

Desejo a cada um de vocês um excelente Natal e que o próximo ano seja pleno em realizações.


abs

Ron Groo disse...

Ei e Neymar, cade o Neynmar?

Brincadeira.
Lista perfeita.
Tenha um natal repleto de luz.

Net Esportes disse...

@Ron Groo: Falô santista !!!! Bom Natal para você também Groo ....

@Marcelonso: Excelente Natal para vc tb, grande abraço.

Luiz Paulo Knop disse...

Messi vai estar nessa lista pelos próximos 10 anos provavelmente! Um gênio!

Aproveitando pra desejar um ótimo 2013 pra você e pra todos os leitores do blog!

Luiz Paulo Knop
www.resenhaesportiva.com

Net Esportes disse...

@Luiz Paulo Knop: Ótimo 2013 para você também Luiz. Grande abraço.

Apiacá Scouts disse...

Grande post, Parabéns!

Net Esportes disse...

@Apiacá Scouts: Muito obrigado! Grande abraço.