Golfinhos seguem nadando rumo aos playoffs

10:08 Net Esportes 3 Comments

O inverno está chegando no hemisfério norte, mas em Miami a temperatura é de 20ºC. O sol brilha forte e o calor é intenso na Los Angeles da costa leste. Na beira do campo as cheerleaders usam minissaia e belíssimos decotes, pelo menos as que não estão vestidas de mamãe noel sexy. Elas animam a torcida, sem dúvida alguma, mas estão sempre atentas para darem uma passo atrás quando a bola e os jogadores saem pela lateral atropelando tudo que esteja pela frente. O futebol americano é implacável e Michael Hoomanawanui, quando recebe passes preciosos de Tom Brady, ainda mais. Gostkowski chuta mais uma vez, o placar vai já é de dez a zero e quem imaginaria que não se ampliaria ainda mais?

Os torcedores fanáticos lotaram o Sun Life Stadium e declararam ainda mais o seu enorme amor ao Miami Dolphins. Quando restavam menos de um minuto para o fim de uma angústia gigantesca, uma jovem de beleza inconfundível estava de pé na arquibancada, quase pulando dentro de campo, pedindo aos céus que a defesa fizesse o seu trabalho direito desta vez. Enquanto isso uma senhora que pode se tornar o futuro daquela jovem rezava sentada e extremamente apreensiva. Esse era o sentimento de todos, afinal o marido de Gisele Bündchen é um especialista em viradas de jogo e havia conseguido a façanha nos últimos jogos do New Englando Patriots. E ele queria muito essa vitória histórica nesse lugar histórico.

Com aquelas loiras maravilhosas e seus pompons fica difícil não se animar. O Miami igualou o marcador em 10 a 10 ainda no terceiro quarto. No último e eletrizante período, Ryan Tannehill resolveu fazer o que não vinha fazendo direito desde o início do jogo válido pela penúltima rodada da temporada regular da NFL. Ele encontrou Daniel Thomas e os golfinhos abriram 17 a 10. Só que do outro lado estava um dos melhores quarterbacks da história buscando um marca histórica. Combinação de field goal com touchdown novamente e novamente o Patriots está na frente. Brett Favre venceu 186 jogos em sua carreira. Peyton Manning, que foi eleito o atleta do ano, venceu 165 e contando. Depois vem John Elway com 148 e em seguida Dan Marino, com 147.

Marino jogou no Miami Dolphins entre 1983 e 1999. Ele não iria querer ver os golfinhos se afogando e Tom Brady simplesmente igualando seu recorde de vitórias na sua casa onde o sol brilha tanto quanto em Los Angeles. O quarterback de Massachusetts segue com 146 vitórias porque Tannehill encontrou Marcus Thigpen com um passe de 14 jardas e viu seu companheiro correr livre para a endzone. O placar de 24 a 20 não evitou os nervos à flor da pele até os últimos segundos quando o novato Michael Thomas interceptou Brady, para um alívio devastador em todos os amantes da bola oval e admiradores da equipe de Miami, para simplesmente selar uma vitória inacreditável e aparentemente quase impossível mesmo jogando sob o sol quente de casa, para manter as esperanças e os golfinhos nadando firmes ainda em busca dos tão sonhados playoffs.

3 comentários:

Ron Groo disse...

Cara, eu tomei foi um susto com a derrota do Saints para o Saint Louis Rams.
Que lavada.

Meu 49ears parece que este ano não chega ao superbowl

António Oliver disse...

Encontrei este blogue hoje e gostei muito.

Os meus sinceros parabéns!

Desde Portugal...

Net Esportes disse...

@António Oliver: Muitíssimo obrigado. Bom Natal!