Vencendo rivais e as dificuldades do periélio

09:49 Net Esportes 0 Comments

As temperaturas subiram, o calor aumentou, o sol escaldante não da uma trégua e as pessoas sofrem com o infernal periélio no hemisfério sul. Assim está sendo o começo do ano em diversas cidades brasileiras, mas as coisas não estão muito diferentes do outro lado do planeta. Não no Japão, que está da lado Norte, mas sim na Austrália, onde nem o canguru está com sorte. O suor escorre pelo rosto sem parar e a sensação de sufocamento faz com que todos queiram dar uma mergulho no mar. A água não é muito suficiente, mas fechar o teto retrátil da quadra central se torna mais do que eficiente. Mesmo assim muitos vão ficando pelo caminho, talvez nem muito pelo clima quente, porém facilitando a vida de quem previa mais dificuldades nas outras oponentes.

Serena Williams caiu, Sharapova e Azarenka também disseram adeus mais cedo. Cansadas e suadas, elas estavam mesmo é exaustas. O torneio feminino do Aberto da Austrália está cheio de surpresas em 2014, surpreendendo até a Ana Ivanovic, que não sabe como ganhou e muito menos como foi perder na partida seguinte. Quem é essa jovem canadense que desperta corações e encanta até o monstro da tasmânia? Como alguém pode chegar nas quartas-de-final ou na semifinal e ser simplesmente arrasada sem ter qualquer chance de ao menos pensar em vencer mais do que dois games em um mesmo set? Adeus Flavia Pennetta, volte para a Itália. Adeus Agnieszka Radwańska, a Polônia te aguarda. Melhor para a Eslováquia, ainda mais para a China.

Não é bom para os atletas e muito menos para as atletas. Mas o Aberto da Austrália combina com o brilho intenso do sol de verão. O teto da Rod Laver Arena está aberto, mas a noite já caiu em Melbourne e fez com as luzes do Melbourne Park fossem acesas para clarearem vida da realeza. Cibulková está lá porque passou por Sharapova e porque Azarenka perdeu da Radwańska. Li Na está lá porque já havia estado em 2011 e em 2013. A chinesa perdeu na duas oportunidades, mas não poderia deixar mais uma grande de chance escapar. No primeiro set parecia que ia ser impossível ou muito difícil, mas o pneu no segundo set mostrou o quanto foi merecido. Seu segundo título de Grand Slam, vencido literalmente com muita garra e muito mais suor do que o normal.

0 comentários: