Definitivamente o maior nome do saibro

14:56 Net Esportes 0 Comments

Pete Sampras sempre será um gigantes do tênis, mesmo que jamais tenha sido campeão em Roland Garros. E não precisa nem ter sido um Roger Federer ou um Andre Agassi para colocar seu nome na história desse grande torneio por ter sido campeão pelo menos uma vez jogando na quadra central Philippe Chatrier. Carlos Moyá, Yevgeny Kafelnikov, Gastón Gaudio ou qualquer outro que já levantou esse troféu sempre será lembrado com louvor. Mas para quem venceu mais de uma vez a glória parece mais completa, mais impressionante, mais solidificada e estarrecedora. E o Brasil está na lista, com três títulos ganhos Gustavo Kuerten figura entre os doze maiores vencedores no saibro parisiense. Ao lado de lendas do esporte como René Lacoste e Ivan Lendl. Sensacional o feito, mas alguns outros conseguiram ir um pouco ou muito mais além disso.

Na Era Nacional ou na Era Amadora fizeram história Henri Cochet, Paul Aymé e André Vacherot com quatro títulos cada um. Já na Era Aberta Björn Borg se tornou o grande nome do saibro em todos os tempos quando conseguiu conquistar inacreditáveis seis títulos em Roland Garros. Era um feito incrível que nem aquele que por muitos anos foi considerado o maior de todos os tempos conseguiu fazer. Pete Sampras jamais foi campeão do Aberto da França. Borg estava no topo do mundo com suas conquistas estupendas, mas ele ainda não era o maior nome de todos os tempos. Tudo porque independente de Era Aberta ou Era Nacional, ali naquelas quadras apenas um nome conseguiu a façanha de vencer oito vezes em toda sua vida, e esse feito era exclusivo de Max Decugis, pelo menos até o ano de 2014.

No inicio do século passado, entre os anos de 1903 e 1914. E ele ainda perdeu duas finais nesse período todo. Decugis encerrou a carreira com oito títulos de Roland Garros. Não importa se apenas franceses jogavam naquela época, o que importa é que nem Paul Aymé e nem André Vacherot venceram oito vezes. Parecia que Björn Borg iria pelo menos alcançar essa marca, mas nem chegou perto. O tempo passou e finalmente para mudar o rumo das coisas surgiu um novo jogador. Ninguém poderia acreditar que um tenista, nos dias de hoje de Era Aberta, pudesse vencer mais do que oito vezes um mesmo torneio de Grand Slam. Ainda mais no tão seleto saibro de Roland Garros. Mas, apesar de ter perdido em um ano devido a uma lesão, ele se superou quando menos acreditavam nele e se tornou simplesmente o maior nome de todos os tempos no saibro sagrado de Roland Garros.

Nove títulos em dez anos. Apenas uma derrota e 66 vitórias. O espaanhol Rafael Nadal nem de perto fez uma grande temporada no saibro neste ano de 2014 como fizera em outros anos onde seu favoritismo era inatingível quando o seu torneio favorito chegava. E do outro lado estava Novak Djokovic fazendo excelentes jogos. O favoritismo passou para o sérvio de forma natural, afinal ele estava mesmo jogando bem. Mas Roland Garros é Roland Garros. Ali Nadal se transforma, ali ele se sente em casa, ali ninguém consegue até hoje acreditar como ele perdeu de Robin Soderling e ali quem manda é ele mesmo. Max Decugis continuará marcado na história, assim como Gustavo Kuerten, os jogadores que só venceram uma vez e até Pete Sampras que nunca venceu. Mas quando você tiver que dizer quem está acima de qualquer um, a resposta é Rafael Nadal. Com nove títulos ele definitivamente é o maior de todos os jogadores no saibro em toda a história do tênis.

0 comentários: